WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

soane galvao camara de ilheus



maio 2021
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
videos


:: 19/maio/2021 . 19:43

Música: Unense é o novo assessor de marketing do ex-cantor da Banda Asas Livres

O lançamento do novo trabalho de Cleyton Lima ( ex-asas livres) conta com assessória de marketing digital da empresa Supreme, dirigida pelo morador da cidade de Una, Bahia, Samuel Nery.

Com repertório romântico e bastante eclético, o novo trabalho do cantor traz versões (característica forte do ritmo) de grandes sucessos da música baiana e brasileira, que na sua voz ganha um toque de amor, envolvendo os corações dos mais apaixonados.

O cantor tem 20 anos de carreira e dono de uma das vozes mais fortes e marcantes do arrocha. Cleyton Lima iniciou na vida artística com a banda Musical Desejo, onde ficou durante oito anos, depois passou a integrar o grupo inventor do arrocha Asas Livres, estourando com a música “Moça e Agamenon” que o consagrou como artista.

Lançando sua carreira solo e seu primeiro CD intitulado de “Cleyton Lima – De coração pra coração” garante repetir o sucesso da época que ocupou o lugar do Pablo do Arrocha no  Asas Livres.

Nota de repúdio ao ato racista sofrido pela estudante de Enfermagem Thaís Carvalho

É consenso que o racismo no Brasil é tipo exportação. Com passado escravocrata, apesar dos avanços em contrário, nossa sociedade ainda naturaliza a discriminação racial perpetrada contra os negros. Outrora sutis, hoje, tutelados por uma conjuntura político-ideológica favorável, os racistas sentem-se encorajados em sair do armário. Assim, a verborragia racista fez mais uma vítima! Nos referimos a estudante Thaís Carvalho (30).

Prestes a se tornar Bacharel em Enfermagem pela Faculdade de Ilhéus, a estudante se voluntariou para participar da campanha de vacinação contra a Covid-19 promovida pela Secretaria de Saúde de Ilhéus-Bahia. Todavia, a despeito da essencialidade do seu gesto, Thaís Carvalho foi impedida de utilizar sua perícia técnica por ser negra. No dia 17 de maio do corrente ano, quando exercia sua função da vacinadora voluntária, a estudante foi impedida de vacinar um idoso, que justificou sua negativa pelo o fato da mesma ser negra.

Eis uma postura digna de condenação, mas que reflete a forma pela qual o racismo estrutura nossas relações sociais. Nesse sentido, são elucidativas as palavras do geografo Milton Santos, ao considerar que “ser negro no Brasil é, com frequência, ser objeto de um olhar enviesado. A chamada boa sociedade parece considerar que há um lugar predeterminado, lá embaixo, para os negros”.

Diante do exposto, a União de Negros pela Igualdade, seção Ilhéus (UNEGRO-ILHÉUS), vem através desta prestar irrestrita solidariedade a Thaís Carvalho, ao tempo que refuta todo e qualquer comportamento racista. Somos uma maioria numérica, mas continuaremos lutando para ver expressa essa maioria nos espaços de poder e no exercício das profissões com reconhecido prestígio social. Lugar de preto é onde o preto quiser. Axé!

UNEGRO-ILHÉUS

Ilhéus: Prefeitura emite nota de repúdio a ato racista sofrido contra uma funcionária

A Prefeitura de Ilhéus vem a público repudiar veementemente o ato racista praticado contra a funcionária Thaís Carvalho Silva Santos, na segunda-feira (17), no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do Jardim Savoia. A funcionária auxilia na estratégia de imunização do município. Durante a prestação do serviço, ela se dirigiu a um idoso para aplicar a dose do imunizante contra a Covid-19, mas foi surpreendida pela recusa do homem, que afirmou com todas as letras que não seria vacinado por uma pessoa negra.

O idoso, que é cadeirante, estava dentro de um veículo. Thaís informou que poderia ministrar a dose, para evitar que ele se deslocasse até um ponto de drive-thru, ainda assim ele manteve a postura abominável. Após o episódio, Thaís tentou manter contato mais uma vez com o autor da injúria, contudo ele se afastou e “virou a face”. “Eu não acreditei nas coisas que ouvi. Ele se recusou a ser vacinado por mim, porque sou negra. Isso tirou o meu chão, eu fiquei em estado de choque”, disse.

O prefeito Mário Alexandre destacou que ações racistas devem ser repudiadas e combatidas por todas as pessoas.

“Deixo minha solidariedade à Thaís. Atitudes como essa são inaceitáveis, em um país cuja maioria da população é autodeclarada negra. Infelizmente, ainda nos deparamos com comportamentos mesquinhos, que humilham as pessoas. Mas não vamos parar de lutar por uma sociedade justa e igualitária, combatendo qualquer tipo de violência e crimes de ódio e discriminação”.

Incumbe no momento aos órgãos competentes as demais providências legais. A Administração Municipal continuará empenhada para combater a discriminação, a intolerância e o preconceito racial em todas as esferas sociais.

Racismo é crime!

Bahia: Governador anuncia novos secretários da Setur, Seagri e Serin

O governador Rui Costa anunciou, no programa Papo Correria desta terça-feira (18), três mudanças no secretariado. O ex-prefeito de Camaçari Luiz Caetano assume a Secretaria de Relações Institucionais (Serin) no lugar de Jonival Lucas.

A Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri) passará a ser comandada por João Carlos Oliveira, que até então estava na Secretaria da Meio Ambiente (Sema). A diretora-geral do Inema, Márcia Teles, vai responder cumulativamente pelo cargo de secretária do Meio Ambiente.

Já na Secretaria do Turismo (Setur) quem assume no lugar de Fausto Franco será Maurício Bacelar, que estava na Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab). Segundo o governador, outras alterações devem ocorrer nos próximos dias.











rl consultoria




web