WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

camara ilheus secom bahia





maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
videos


:: ‘Salvador’

Facção dá um fim em padrasto suspeito de abusar e tirar a vida de uma criança

O suspeito de ter matado e estuprado a própria enteada de apenas dois anos, no bairro de Vila Canária,  foi morto na noite de segunda-feira (21) depois de ser pego por uma facção criminosa. Em um vídeo, que circula nas redes sociais e que foi obtido pelo CORREIO, é possível ver o ajudante de pedreiro Edson Neri Barbosa, 27 anos, amordaçado, sem roupa e com um ferimento na cabeça.

Ao CORREIO, um familiar de Ágatha Sophia afirmou que o homem que parece nas imagens é Edson. Ele estava foragido desde o domingo (19), dia em que a menina morreu antes mesmo de dar entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para onde foi levada desacordada pela mãe.

No vídeo de 15 segundos, é possível ver o ajudante de pedreiro sem roupa, com um pano amordaçando a boca e com as mãos atadas por uma corda. Durante as gravações, homens aparecem afirmando que fazem parte da facção criminosa Bonde do Maluco (BDM). “Olha para a puta aí. A puta está pedindo até por favor agora”, diz um dos homens que registra a cena.

Em um outro momento um outro homem diz: “Vai morrer, viado. Vai morrer. Estrupando os outros, né? (sic) “, fala enquanto o suspeito leva um tapa no rosto. “Mexeu com criança a gente mata, estuprador maldito”, completa o homem com celular em punho.

Polícia Civil divulgou foto de Edson Neris Barbosa, 27: suspeito do crime (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Ainda de acordo com familiares da menina, na tarde desta segunda-feira (21), Jéssica Silva, 21, mãe de Ágatha Sophia, uma irmã e uma tia foram ouvidas pelo Departamento de Homicídio de Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro da Pituba.

A Polícia Civil informou que equipes da 1ª Delegacia de Homicídios – Atlântico (DH / Atlântico) do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investigam a morte de um homem, que teve o corpo encontrado com marcas de tiros, na estrada do Cia / Aeroporto, na noite de segunda-feira (21). “A polícia aguarda laudo pericial do IML para identificação da vítima”, afirmou a polícia.

Abuso sexual
De acordo com assessoria de comunicação da Secretaria da Saúde de Salvador (SMS), Ágatha deu entrada na unidade de saúde na companhia da mãe e já sem sinais vitais. Uma equipe de médicos que estava de plantão realizou procedimentos a fim de reanimá-la, mas a menina já estava morta.

Ainda de acordo com a pasta, não há como saber a causa da morte. “A SMS esclarece que não realiza investigação da causa da morte, procedimento de anuência do IML, local para onde o corpo foi encaminhado”, disse em nota.

Contudo, parentes afirmam que os próprios médicos da unidade os alertaram sobre a possibilidade da menina ter sido abusada sexualmente antes de sofrer uma parada cardiorrespiratória – o que teria sido a causa da sua morte.

De acordo com o Departamento de Polícia Técnica (DPT), o laudo que atesta o que matou a menina só deve ficar pronto em 15 dias, podendo ser prorrogado caso haja necessidade. O DPT não informou quais exames seriam realizados no corpo de Ágatha.

Jéssica, 21 anos, com a filha Ágatha Sophia (Foto: Reprodução)

Dia do crime
A diarista Jéssica de Jesus, 21 anos, disse ao CORREIO que saiu de casa no sábado (19), para realizar uma faxina. Depois do expediente, decidiu não voltar para casa e foi ao encontro de algumas amigas no bairro de Tancredo Neves, onde dormiu, retornando no dia seguinte, no final da tarde de domingo (20), depois de receber uma ligação do companheiro.

“Ele me ligou e disse que a menina estava passando mal depois de comer arroz com feijão. Me contou que encontrou a minha filha na cama, de barriga pra cima, e vomitando. Com a barriga inchada e uma veia alterada”, disse Jéssica.

A mãe sequer chegou a entrar no imóvel. A alguns metros da sua residência, que fica no final da Rua José Gomes de Aguiar, encontrou com Edson carregando a menina nos braços, enrolada em um lençol.

“Peguei minha filha desesperada e sai correndo atrás de ajuda. Um homem, que é pastor evangélico, me deu carona até a UPA. Minha filha já estava revirando os olhos. Olhou para mim, tentou falar ‘mamãe’, mas não deu tempo”, completou a mãe.

Casa onde Ágatha vivia com mãe e padrasto (Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Fuga
Após entregar a criança, Edson retornou para o imóvel, mas não ficou lá por muito tempo. Após alguns minutos, o suspeito fugiu do local, deixando a porta da casa aberta e um dos seus documentos. A polícia, esteve na casa, no domingo, em busca dele, mas não o encontrou. Ele foi visto em um ponto de ônibus do bairro na manhã desta segunda, aparentemente nervoso, subindo em um coletivo que faz o itinerário até a Estação Pirajá.

Na manhã desta segunda, nenhum morador sabia sobre o crime. Afirmam não ter visto e ouvido nada vindo da casa que fica em uma parte não asfaltada da rua. A ajudante de pedreiro Jacinara da Silva Souza, 41, que mora a 100 metros da residência da família, ficou surpresa ao saber da morte da criança. Ela conta que Àgatha era vista sempre na companhia do padrasto e que costumava brincar com outras crianças do bairro.

“Semana passada ela esteve na minha venda chorando. Queria um queimado que custava R$ 0,25, mas o padrasto só tinha R$ 0,20. Vendi. Se eu soubesse que a menina ficava em casa sozinha com ele, eu mesma teria pedido para a mãe que ela ficasse aqui comigo e meus filhos. Lamentável o que aconteceu”, desabafou.

Violento
Se por um lado os vizinhos nunca haviam presenciado nenhuma cena que os fizesse duvidar da conduta do acusado, por outro, um primo da menina, que preferiu não se identificar, disse que Edson batia na criança. “Uma vez, a menina caiu. Quando ela se levantou, Edson deu um tapa nas costas dela e Ágatha caiu de novo, de cara no chão”, lembra. A mãe também afirmou já ter apanhado dele.

Os três haviam se mudado há cerca de seis meses para a Vila Canária. Antes, moravam no bairro de Tancredo Neves. Jéssica tem um outro filho de 5 anos, que mora com a avó, no Subúrbio. Edson também é pai de um menino de 4 anos, de outro relacionamento. O pai de Ágatha morreu há cerca de dois anos.

Justamente por ser novato na rua, as pessoas pouco sabiam da rotina do suspeito. Na localidade, ele era conhecido como Grande. Na internet ele também apresentava um perfil discreto. Em uma das suas redes sociais há apenas uma única foto dele e com o rosto coberto por um emoji. “Como se quisesse esconder alguma coisa”, afirmou o primo.

Telefonema
Durante um telefonema para a companheira, na manhã desta segunda, Edson, tentou justificar o ocorrido. “Eu não mexi nela, não. Você acha que eu, que eu, vou… (inaudível). Eu só fiz bater. Bati sábado”.

Edson está sendo procurado pela Polícia Civil desde a noite desse domingo. Nesta segunda, foi “apontado como o autor do estupro da enteada” pela polícia, que divulgou foto dele.

O CORREIO teve acesso a dois áudios de um telefonema feito pelo suspeito para a mãe da vítima, além de uma série de mensagens de texto. Durante um trecho da ligação, Edson tenta argumentar que não foi o autor do estupro e que “não tocou na menina”.

Em outro momento, ele pergunta à companheira se a polícia já tem conhecimento do caso e pede que ela não entregue os seus documentos. O ajudante de pedreiro sugere também um encontro entre os dois.

Já durante uma troca de mensagens, por volta das 9h, Edson pediu perdão à mãe da menina e tentou saber o estado de saúde da vítima.

“Por favor, atende. Estou sofrendo. Amo ela. Ela vai ficar boa. Estou sofrendo, amor. Não sei o que eu faço. Me ajuda, por favor. Me perdoa, amor”, escreveu.

Jéssica tentou esconder do companheiro que a filha tinha morrido, como uma forma de tentar descobrir o paradeiro dele. A Polícia Civil informou que a 2ª Delegacia de Homicídios (DH/Central) investiga o caso. Em um primeiro momento, segundo a polícia, foram expedidas as guias para perícia e exames médicos.

Reforma administrativa de ACM Neto deve atingir, pelo menos, quatro secretarias

A reforma administrativa do prefeito ACM Neto (DEM), tal qual a reforma do governador Rui Costa (PT), é esperada com ansiedade por diversos agentes políticos que buscam entender quais serão os movimentos a serem desempenhados e quais reflexos eles vão provocar no cenário, principalmente, o eleitoral. O panorama segue atribulado, com movimentações que mudam da noite para o dia.

Neto, em conversa com jornalistas na manhã desta segunda-feira (4), cravou anunciar todas as alterações no dia 4 de fevereiro, quando acontece o retorno dos trabalhos da Câmara de Vereadores de Salvador.

Alguns cenários já possuem desenho, apesar de nenhuma confirmação oficial ter sido feita pelo chefe do Palácio Thomé de Souza.

O vereador e deputado estadual eleito Léo Prates (DEM), apesar de ter afirmado desde o fim do ano passado que ficará no legislativo, vai, conforme fontes ouvidas pelo BNews, para a secretaria de Promoção Social e Combate a Pobreza (SEMPS) na vaga de Isnard Aráujo (PHS), vereador licenciado.

Para compensar o espaço da igreja Universal, a vaga da secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude, antes no guarda-chuva do PTB com Taissa Gama, derrotada nas urnas na disputa pela Assembleia Legislativa, deve ficar com a vereadora Rogéria Santos (PRB).

O espaço dos petebistas será reduzido na gestão, visto que além de Taissa, perdeu também o pleito eleitoral Benito Gama, seu pai, que tentava reeleição à Câmara Federal. O Solidariedade não conta mais com espaço no secretariado. A pasta do Trabalho, Esporte e Lazer agora segue sob batuta de indicado do PSL.


Prefeitura de Salvador (Foto: Secom)

Uma mudança sabida por todos é a saída de Almir Melo (MDB) da secretaria de Infraestrutura, cujo novo detentor da cadeira será o vice-prefeito Bruno Reis (DEM). A tática é pavimentar o nome de Reis para a disputada próxima de 2020. O ex-emebidebista trabalha incessantemente na possibilidade de ser o candidato a sucessão do prefeito.

A lacuna do MDB, sigla aliada de Neto desde o início da sua gestão, deve ser preenchida na secretaria de Ordem Pública (SEMOP). Ou o próprio Almir ou outro nome assumiria a função de secretário. A queda de Marcus Passos é dada como certa e seria o corte da ligação de Neto com o deputado federal derrotado nas urnas Antônio Imbassahy (PSDB).  O tucano já tem espaço reservado no governo de São Paulo, a convite do governador João Dória (PSDB/SP).

Anteriormente, a queda de Bruno Barral da secretaria da Educação era aventada, mas pelo apurado, as arestas foram aparadas com João Gualberto (PSDB), ainda deputado federal e presidente do PSDB baiano. O apadrinhado do tucano deve permanecer.

Outro apadrinhado, Luiz Galvão, indicado do deputado federal eleito João Roma (PRB), estava com o nome na lista de cortes, mas tudo indica que foi salvo da guilhotina do primeiro escalão do chefe do Executivo municipal.

 

Léo Prates faz balanço dos seus 2 anos como presidente da Câmara de Vereadores de Salvador

Vereador Leo Prates (DEM), presidente da Câmara Municipal de Salvador faz balanço dos seus dois anos de mandato. Ele que é considerado um dos vereadores mais atuantes da capital baiana, sem dúvida fará o mesmo por toda Bahia como deputado estadual.

Vejam o artigo que ele escreveu em seguida:

Com o sentimento do dever cumprido, completo em 31 de dezembro o ciclo de dois anos de realizações à frente da Câmara de Salvador. Em 2 de janeiro do próximo ano, passarei o bastão para o vereador Geraldo Júnior (SD), eleito presidente para o biênio 2019/2020. Assumirei uma cadeira de deputado na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia e a saudade do Legislativo Municipal já se faz presente.

Na minha gestão, avançamos em várias áreas e “O Poder do Cidadão” foi exercido com responsabilidade, com diálogo, com austeridade, com transparência, com zelo com o dinheiro público e com o cumprimento dos acordos.

Na área de recursos humanos, realizamos o concurso público para recompor o quadro de servidores efetivos e reservamos 30% das vagas para negros e 5% para pessoas deficientes. Estamos finalizando o processo para a nomeação dos primeiros classificados.

Também hasteamos a bandeira da valorização do servidor com a aprovação do Plano de Cargos, Vencimentos e Carreira e a criação da Mesa Permanente de Negociação Salarial.

No que diz respeito às finanças, mantivemos a política de austeridade da gestão anterior e devolvemos recursos ao Executivo Municipal. Cuidar do dinheiro público com zelo e rigor é uma obrigação de quem ingressa na vida pública.

Nossa gestão também cumpriu rigorosamente o que manda a Lei de Responsabilidade Fiscal, que é o controle dos gastos. Com as contas equilibradas, melhoramos o plenário com a instalação do novo painel de votação e requalificamos o sistema de som.

E não ficou só nisso. Reformaremos o Paço e os prédios anexos. Neste sentido, já entregamos ao IPHAN os projetos de requalificação. O deputado federal Cacá Leão (PP) foi o autor da emenda que garantiu os recursos para as obras.

Na área legislativa, reativamos o Projeto Câmara Itinerante e realizamos sessões ordinárias na Cidade Baixa, no Cabula, em Pau da Lima, em Valéria, no Subúrbio e Ilhas e em Cajazeiras. A Câmara foi ao encontro do cidadão e a repercussão continua sendo a melhor possível.

Em termos de produção, no ano passado, realizamos 101 sessões ordinárias, 54 solenes e 84 especiais, significando muito trabalho. Também criamos a Super Terça, que debate temas polêmicos de interesse da cidade.

Ainda lançamos pelo Selo Castro Alves dois livros raros de Manuel Querino, criamos a Escola do Legislativo Péricles Gusmão Régis, ingressamos na União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa (UCCLA), aprimoramos o Processo Legislativo Eletrônico e reestruturamos a Assistência Militar.

Também fortalecemos a TV Câmara e implantamos a Rádio Câmara, que já opera na internet e está perto de ser transmitida em FM.

Neste momento de passar o bastão, agradeço a todos que contribuíram com a minha gestão.

SSA: Bombeiros resgatam homem que caiu nas pedras no Porto da Barra

13° Grupamento de Bombeiros Militar (13°GBM/GMAR) resgatou, na manhã desta quinta-feira (8), um homem que caiu nas pedras do Porto da Barra, em Salvador. Segundo testemunhas, a vitima teria caído da balaustrada do Forte São Diogo. Após o resgate dos bombeiros, o homem, ainda não identificado, foi socorrido para uma unidade hospitalar pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Estudante de medicina morre após ser picada por formiga

Uma estudante de medicina, de 24 anos, morreu após ter sido picada por uma formiga na casa onde morava em Salvador. Michelle Teixeira do Valle, natural da cidade da cidade de Pilão Arcado (BA) e filha de um ex-vereador do município, chegou a ser socorrida para o Hospital da Bahia na segunda-feira (22), mas não acabou resistindo. Ela fazia o curso de graduação na capital baiana.

De acordo com do hospital, a paciente foi vítima de uma picada de inseto que evoluiu para um choque circulatório e uma parada cardiorrespiratória. Ela chegou à instituição de saúde sem reflexos no tronco e em estado extremamente grave. A morte cerebral da jovem foi decretada desta terça-feira (23) e a família autorizou a doação de órgãos de Michelle.

Nas redes sociais, os amigos lamentaram a morte da estudante. “O mundo seria muito melhor c vc (sic). O céu recebe uma linda estrela”, comentou um.  “Vá com Deus. Não há explicação. A morte é só a morte mesmo, dura de aceitar.Deve existir algo além da vida”, escreveu outro.

Ibahia

 

POLÍCIA: Sequestrador do ex-prefeito de Valença e mais dois fogem do presídio Salvador

Três detentos do Presídio Salvador, localizado no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, fugiram na madrugada desta quarta-feira (19). Os presos foram identificados como Cleber dos Santos Freire, 40 anos, Gutemberg Santana de Oliveira e Tiago Silva Sampaio.

Cleber foi preso em abril deste ano pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) por envolvimento no sequestro do ex-prefeito de Valença e fundador das Lojas Guaibim, Ramiro José Campêlo de Queiroz.

Ele foi responsável por vigiar o empresário no cativeiro em Dias D’Ávila, na Região Metropolitana de Salvador.  A família do prefeito pagou resgate de mais de R$ 1 milhão para a libertação da vítima, sequestrada no dia 18 de janeiro. O refém só foi liberado no dia 12 de fevereiro.

O valor foi recuperado pela Polícia Civil baiana com outros quatro homens envolvidos no sequestro em uma operação realizada em Caçapava, no interior de São Paulo, na Quarta-feira de Cinzas (14).

Sem explicação
De acordo com a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap), Cleber estava preso na unidade desde 12 de junho deste ano. Já Gutemberg havia chegado na unidade em 4 de julho de 2018, por homicídio; e Tiago estava custodiado desde 21 de junho de 2017, por posse de arma de calibre restrito. Não há informações, até o momento, de como os presos conseguiram fugir.

o correio

Léo Prates se despede da câmara de vereadores e escreve carta aberta ao povo, veja:

CARTA ABERTA AO POVO DA BAHIA

Amigas e amigos,

Amanhã darei mais um passo em direção a um dos maiores desafios da minha trajetória política. A partir do início do período de Campanha eleitoral, colocarei o meu nome à disposição do povo baiano para representá-lo na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia. A possibilidade de deixar a Câmara Municipal de Salvador, órgão que atualmente presido, não é uma decisão fácil, e soma-se a tantas que precisei tomar ao longo de uma caminhada que teve início há mais de 20 anos, com o meu ingresso no PFL Jovem, onde aprendi a fazer política e a lutar por quem realmente precisa. De lá para cá me deparei com escolhas difíceis, como deixar guardada a vontade de exercer a engenharia elétrica, profissão que optei por seguir, após anos de estudo na Universidade Federal da Bahia. Mas tomei essa estrada em prol de um objetivo muito nobre, fazer uma população ter voz e vez.
Fui assessor parlamentar do amigo e líder, ACM Neto, e em 2012 coloquei o meu nome nas urnas pela primeira vez, sendo aclamado vereador de Salvador com quase 7 mil votos. Na Câmara integrei uma onda de renovação que recuperou a imagem do legislativo municipal, esfera que tinha se distanciado do povo e era vista com desconfiança por grande parte da população.
Promover essa reaproximação entre a Câmara e os soteropolitanos, inclusive, foi uma grande missão do meu segundo mandato, quando fui escolhido por 40 dos meus 43 colegas legisladores, a ocupar a presidência da casa. Reconhecimento da minha diligência e empenho na defesa de tantas vozes que foram caladas através do tempo, a exemplo da pessoa com deficiência, idosos e o cidadão de regiões que foram seletivamente esquecidas, e há tanto clamavam por dignidade e mais qualidade de vida. Hoje me orgulho de ter sido um agente de transformação no resgate da autoestima da primeira capital do Brasil, e agora buscarei levar essa experiência para tantos outros locais do nosso estado que precisam da mesma dedicação.
Nesta data que ficará marcada na minha história, estou frente a frente com mais uma escolha nada fácil de tomar, contudo não posso ignorar tantas vozes que espalhadas por outros 416 municípios, se uniram em pedido por minha presença no legislativo estadual. Aos mais de 12,5 mil eleitores que depositaram sua confiança em meu nome, há dois anos, lhes garanto que seguiremos juntos lutando por uma Salvador melhor, mas é chegada a hora de distribuir a prosperidade da qual hoje a nossa cidade é exemplo para os quatro cantos do nosso estado. É por isso que convoco você, que assim como eu tem paixão pela Bahia, a caminhar junto comigo, por sua transformação e pela melhoria da qualidade de vida de nosso povo!

Salvador, 15 de agosto de 2018.

Leo Prates – Presidente da Câmara de Vereadores de Salvador e candidato a Deputado Estadual pela Bahia.





web