WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura ilheus camara ilheus prefeitura ilheus



julho 2022
D S T Q Q S S
« jun    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
videos


:: ‘PT’

Política: “Não vamos deixar acontecer na Bahia o que aconteceu no Brasil”, diz Jerônimo em Irecê


O pré-candidato do Partido dos Trabalhadores ao Governo do Estado, Jerônimo Rodrigues, afirmou que cada dia que passa é um direito do pouco que vem se desmanchando no país. “Nós não vamos deixar acontecer na Bahia o que aconteceu no Brasil”. A declaração foi feita neste sábado, 09, em Plenária do PGP em Irecê, ao lado do pré-candidato a vice-governador Geraldo Júnior, e a senador, Otto Alencar. Participaram ainda da Plenária no Espaço Gran Fest, que ficou completamente lotado, 49 lideranças políticas, como prefeitos, deputados, vereadores e representantes de movimentos sociais.

Jerônimo afirmou, na ocasião, que o Programa de Governo Participativo será criado ouvindo as demandas e sugestões de moradores de todos os territórios de identidade do estado. “Nesses próximos seis meses temos que dialogar com as pessoas para definir qual o salto que vamos dar, porque agora nós teremos a parceria com Lula no governo federal, teremos um presidente que vai trabalhar pelas pessoas, que vai cuidar de gente. Queremos fazer uma Bahia inclusiva, uma Bahia para todos os baianos”, destacou Jerônimo ao informar que as propostas sugeridas pela população serão organizadas, definindo prioridades, políticas e novas ações para o Estado e que poderão integrar o Plano de Governo que será registrado na Justiça Eleitoral.

Pré-candidato a vice-governador, Geraldo Júnior falou sobre os potenciais da região de Irecê que podem fazer parte do PGP. “Irecê é uma cidade-polo para 28 municípios no seu entorno. E a sua agricultura e o setor de serviços são muito importantes para a economia e geração de emprego e renda na região. Estamos aqui também para ouvir os agricultores e trabalhadores do ramo de comércio e serviços para avaliar propostas a serem incorporadas no Programa de Governo Participativo (PGP). Afinal, a escuta à população dos diversos municípios da Bahia será a base para os programas que serão implantados pelo próximo governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues”.

Presente na Plenária, o presidente do PT Bahia, Éden Valadares, afirmou que o momento atual é o mais favorável para a vitória de Jerônimo nas eleições deste ano. “Vivemos momento melhor porque Jaques Wagner em 2006 pontuava, 4%, 6%, e Rui Costa, 8%, 9%, e, graças a nossa capacidade de resistência, Jerônimo já caminha a partir de 30%. Jerônimo reúne as principais e melhores características das nossas lideranças. De Wagner, essa capacidade de dialogar, de construir com quem pensa diferente; de Rui, a capacidade e trabalho, competência; e de Lula, a mesma origem. Jerônimo nasceu em Aiquara, teve que mudar para estudar, é um homem comum, foi secretário, ganhou a vida como professor e nunca deixou de pensar onde os seus dois pés pisam. A certeza da vitória está no coração do povo, que quer mais Bahia, mais desenvolvimento e igualdade.”

Participação – Participaram com propostas a representante quilombola da Conaq, Marilza; o estudante Vilker, representando a juventude; do segmento religioso, reverendo Celso Dourado; da Coopirecê e Raízes do Sertão, Evanei Martins e o presidente a Fetag, João da Cruz, que apresentou uma pauta com pedido para agricultura familiar e do trabalhador rural. O prefeito Orlando Amorim apresentou um documento com 30 itens, de diferentes temáticas, para que seja avaliado pela coordenação do programa de governo. Entre eles, o pedido de perenização dos rios Verde e Jacaré para aumentar a oferta de água na região e melhorar a produção rural.

Defensor do Rio São Francisco no Senado e durante toda sua vida política, o pré-candidato ao Senado, Otto Alencar, se comprometeu a destinar recursos de emenda do Senado para salvar os rios. “Assuma o Governo e prepare o projeto dessa obra”, disse o senador ao pré-candidato Jerônimo. “Com investimentos da infraestrutura, poços artesianos, estradas, com a ponte que Rui Costa acabou de inaugurar perto de Barra, essa obra que é uma obra de um governo e de um governador e ninguém pode se apropriar dela. Essa região precisa de outros caminhos, precisa de uma ligação dela, que é uma região central da Bahia, com norte do estado, ligando Juazeiro a Irecê, o que vai gerar emprego e desenvolvimento para a região de um povo trabalhador, que não se inquieta e que luta para produzir sua riqueza”.

Caravana do PGP – Além da cidade de Irecê e Seabra, neste domingo, 10, a caravana para discussão do PGP vai percorrer os 27 territórios de identidade da Bahia. Até 30 de abril, o pré-candidato terá agendas nos territórios da Bacia do Jacuípe, em Ipirá (dia 23), do Sisal, no município de Serrinha (dia 24), e no Metropolitano de Salvador, em Salvador, no dia 30. Nos meses de maio, junho e julho, a programação prevê também idas às cidades de Alagoinhas, Guanambi, Barreiras, Vitória da Conquista, Eunápolis, Juazeiro, Ribeira do Pombal, Itaberaba e Amargosa, dentre outras.

O prefeito Elmo Vaz, de Irecê, primeira cidade a receber os debates do PGP se disse orgulhoso de sediar o ponta pé inicial do Programa de Governo Participativo na Bahia e afirmou que os 16 anos de projeto de sucesso do PT no estado não cansam quando são 16 anos de carinho, 16 anos de amor, 16 anos de atenção.

Famosos: Look de Galisteu na final de ‘A Fazenda 13’ é visto como menção a Lula

Crédito: UOL

Adriane Galisteu, a apresentadora de “A Fazenda 13” (RecordTV), escolheu um terno preto como seu look na grande final da temporada e logo os fãs comentaram, apontando uma mensagem subliminar em um detalhe do figurino: o número 13 no paletó de Galisteu.

A apresentadora usou um modelo com o “013” na altura do tronco, no lado esquerdo em seu paletó. Os fãs do reality rural apontaram referências à série “Round 6”, sucesso da Netflix — obra que Galisteu já tinha fez menção no programa —, ao número da edição de “A Fazenda” e até ao ex-presidente Lula (PT).

No twitter causou maio alvoroço e foi um dos assuntos mais comentados: muitos diziam que a Galisteu havia se posicionado a favor do 13, referindo-se a Lula.

POLÍTICA: Lula toma banho em praia da Bahia e comemora soltura: “Reencontro com a liberdade”

POR: VN

Após ter passado 580 dias preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba, o ex-presidente Lula chegou em Salvador na quinta-feira (14) para participar da reunião da Executiva Nacional do PT. No dia seguinte, Lula aproveitou o feriado e curtiu uma praia na cidade.

Na foto, compartilhada nas redes sociais, Lula admira o por-do-sol e comemora: Reencontro com a liberdade. De Lula e do Brasil”. A foto foi feita antes do ex-presidente ir ao Recife, onde participa do Festival Lula Livre, com apresentações artísticas de apoiadores do ex-presidente.

Durante a reunião, Lula defendeu que o PT não precisaria de autocrítica: “Vocês já viram alguém pedir para FH [Fernando Henrique Cardoso] fazer autocrítica? Quem quiser que o PT faça autocrítica, que faça a crítica você. Quem é oposição que critica, ela existe para isso. Na dúvida, a gente defende o nosso companheiro”, afirmou.

POLÍTICA: Lula decide participar da reunião do PT e estará em Salvador na próxima quinta-feira

POR: BN

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decidiu participar da reunião da Executiva nacional do seu partido, que acontecerá em Salvador na próxima quinta-feira (14). A informação foi confirmada ao BN por integrantes da sigla e pela cúpula do governo Rui Costa (PT).

O encontro vai acontecer no Wish Hotel da Bahia, no Campo Grande. Além dele, a reunião terá a presença da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

O ex-presidente Lula está solto desde a última sexta-feira (9) após o Supremo Tribunal Federal (STF) proibir prisão em segunda instância.

POLÍTICA: Militante do PT, afirma que o Maior grupo político, em Ilhéus, é do PP

Através de seu perfil no Facebook, o militante petista , estudante universitário, e ex-candidato a vereador, Jerberson Josué, fez um analise do atual quadro das eleições de 2020. confira!

“Ilhéus 01 de setembro de 2019.

Vou logo avisando, é uma leitura longa. Mas, garanto que no fim, pode lhe ser útil. Faltando 13 meses e 6 dias para o pleito municipal de 2020. Vou ousar fazer um retrato da paisagem política ilheense do momento. Claro que ainda é precoce qualquer cavamento de resultados, mas, cada peça, digo articulação são feitas a cada dia. Uma pesquisa roda os bastidores, porém sem registro no TRE é veladamente proibido sua divulgação. Seguimos então.

Vou ousar fazer um retrato da paisagem política ilheense do momento. Claro que ainda é precoce qualquer cravamento de resultados, mas, cada peça, digo articulação são feitas a cada dia.. No caso na reta final foi um tal de pula pula da barca do candidato oficial pra o que candidato que despontou como virtual vencedor. Hoje assistimos o prefeito Mario Alexandre montar um inicio de tabuleiro, que ja conta com alguns partidos, entre eles o partido do presidente, o PSL, o PDT do ex vereador e ex candidato a prefeito em 2016 dr Cosme Araújo, o PRB do vereador Ivo da igreja universal com direito a declaração aberta de apoio pelos deputados Marcio Marinho e José de Arimateia. No bojo inicial o prefeito tem seu PSD, PTdoB, PV e o PSC, esses são por enquanto os partidos que claramente demostram pensamento de seguir no barco do prefeito na busca da reeleição, outros devem aderir no caminho.

No campo das oposições temos uma fragmentação , natural por ter antagônicos no processo de disputa. O maior e consistente é o progressista do ex prefeito Jabes Ribeiro. Nesse grupo existe algumas dúvidas pra quem ta de fora como eu. São elas; quem será o candidato e qual nível de envolvimento do tetra prefeito e ex deputado Jabes Ribeiro. Cacá tem o recall eleitoral de 2016 ficando em segundo lugar com 18 mil votos e de candidato a deputado estadual com 12 mil votos e 2018 na cidade, sendo o mais votado. Mas, há quem defenda o nome do ex presidente da cãmara o advogado dr Joabs Ribeiro. Alguns defendem até o próprio Jabes na disputa. A velha raposa com vasta experiência pra da e vender é quem sabe quais os planos e saberemos no decorrer do caminho.

Valderico Reis Junior, no Podemos, tem rodado e organizado um grupo que o coloca em todos levantamentos em boas colocações, porém é calouro no jogo e terá que demostrar garra na hora que a onça beber água e os opositores ataca e tentar tirar apoiadores, comum nessas disputas. O PT é a noiva desejada por quase todos grupos, hoje tem o empresário Nilton Cruz como pré candidato e luta pra ter a boa vontade dos pares da capital e apoio do governador, coisa inédita em candidatos do partido na cidade, que pragmaticamente os governadores petistas sempre preferem ficar de fora da disputa local, exatamente poque em Ilhéus “todo mundo que ganha é dele“, dai pra quer gastar energia, o governo tem maior importância que o partido na cidade.

A luta do companheiro Nilton é herculia, além de também ter uma luta se fazer conhecido nas camadas mais baixas da sociedade, a boa notícias pra Nilton é lembrar que em 2012, a professora Carmelita saiu de 1% e contra a maquina do estado, sem apoio de maquina nenhuma, por muito pouco não venceu o ex prefeito Jabes, ficando com 29981 votos, maior votação de um candidato derrotado na história. Boa sorte ao companheiro Nilton, tamo junto! Seguindo. O ex deputado Bebeto Galvão tentou organizar uma frente de esquerda na cidade, chamando pra conversar o PT, PCdoB e seu PSB, mas, as tratativas foram paralisadas com sua nomeação para o cargo de representante do estado junto ao governo federal, em Brasília.

O dr Cosme tem demostrado engajamento no governo Marío. O vice prefeito Nazal da REDE, rompido com o prefeito, faz caminho solo. O professor Reinaldo Soares que foi candidato em 2016, busca ser o candidato da galera da `´nova politica“, que engloba o partido Novo e do RenovaBr, ainda sem uma clara definição.

Dra Lú Cerqueira lidera um grupo que segundo meu amigo Nicolau, tem 3 partido da base do prefeito de Salvador Neto, ainda não foram divulgado quais, mas, ela segue na pré campanha. O nome da secretária de ciência e tecnologia da Bahia, ex reitora da Uesc, professora Adélia Pinheiro é citada como possível candidata , chegando a ser citada em levantamentos, dizem nos bastidores que o governador Rui tem bons olhos pra idéia, a saber se ele teria coragem pra apostar.

Alguns dizem que é possivel ela ser também candidata a vice em alguma das principais chapas. O ex secretario e ex vereador Alcides também é citado em qualquer discussão, o próprio ja declarou em sua página no facebook, o desejo de ser candidato, se diz preparada pra missão, eu particulamente também acho. Só não sei por qual partido. Igualmente ex secretário e ex vereador Alisson Mendonça também é outro politico experiente que vislumbra a possibilidade de concorrer. Alisson também terá que buscar abrigo, caso realmente queira ser candidato. Outro ex secretário que tem dito que é pre candidato é Carlinhos Freitas, a saber se seu PTB legenda de fato.

O PSOL ainda não definiu quem será o candidato, mas, com certeza terá. Moacir Pinho ou Bernadete, pode ser um dos nomes a concorrer. Augusto Junior da ASPRA é lembrado, não sei até onde vai. O ex presidente da OAB e ex vereador Marcus Flavio, contam que querem lançar no preito de 2020 e dr Mesaque, onde um grupo de amigos tem se organizado pra difundir o nome dele como pré candidato. Outros nomes sem inserção no meio politico tem sido comentado nos bastidores como exemplos do tenente coronel Barreto e Marcelo Bandeira. Com o andar da carruagem saberem mais de quem, como e se vão continuar na jornada em busca do Palácio Paranaguá.

Esses nomes citados li ou ouvir em algum lugar que seriam, podem não ser. Muitos querem ser, poucos tem grupo pra realizar o desejo. Na tal pesquisa, mostra uma grande rejeição do gestor e um grande numero de resposta, de não ter candidato ou não saber. Mais de 80% da população não ta nem ai pra politica e eleição. Isso deixa o jogo TOTALMENTE ABERTO E SEM PROGNOSTICO POSSÍVEL. Aos candidatos SEBO NAS CANELAS E BOA SORTE! Fico por aqui, posso esta totalmente errado, mas, é o que acho e penso. Mês que vem volto a analisar minha visão da política local.

A quem teve a coragem e vontade de ler esse longo texto, minha gratidão, de JERBERSON JOSUÉ.”

Política: JOSIAS GOMES CALCULA ERRADO, E TERMINA DANDO TIRO NO PÉ

Por: Thiago Viana Borges

Numa manobra perigosa, cheia de incertezas o deputado Josias Gomes (PT) articulava a viabilidade uma segunda chapa em afronta a decisão da majoritária do Partido dos Trabalhadores ao lançamento da nova presidência na chapa estadual. Como imaginávamos, a majoritária já havia decidido apoiar, em chapa única o candidato indicado pelo Senador Wagner (PT) .
Jojoba, achando que tinha apoio de mais que a metade do partido tentou uma jogada e fracassou. Essa ruína veio após a saída de um de seus principais aliados, o deputado Rosemberg Pinto (PT) , assim como outras lideranças, como diria Vinicius de Moraes: quase “levados pelos encantos de Ossanha” e devaneios do ex secretário de relações institucionais . Desesperado, busca agora apoio ao “centro espírita” para ressuscitar uma possível aliança com o falecido (politicamente) Geraldo Simões (Pedinha), rival em tempos antigos.

Cabeças vão rolar!!! Ao logo de sua vida pública Jaques conseguiu juntar diversas legendas em alianças fidedignas aos seus ideais e perspectivas de futuro. Desde então o partido na Bahia ganhou um “UPGRADE”. Wagner é nato articulista, tem apoio da maioria. As eleições da presidência partidária do diretório estadual deveria ocorrer de forma pacífica e ordeira. Mas, Josias vislumbrou uma oportunidade de tomada do poder promovendo internamento um “racha”. Diante da situação, o governador Rui Costa começa a dá sinais de total decepção a essa “pseudo” afronta articulada pelo Deputado. Ficou estabelecido, dentro da legenda só haveria a chapa única do companheiro Elder Valadares, fiel escudeiro e assessor pessoal do senador Wagner. Vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos dessa novela mexicana. Que promete ser caliente e regada de muito chilli!!!

POLÍTICA: JUSTIÇA CONDENA FERNANDO HADDAD POR CAIXA DOIS

O ex-prefeito da capital (2013-2016) e candidato à Presidência nas Eleições 2018 pelo Partido dos Trabalhadores, Fernando Haddad, foi condenado, nesta segunda-feira (19), pelo crime de falsidade ideológica para fins eleitorais. A sentença, proferida pelo juiz da 1ª Zona Eleitoral, Francisco Carlos Inouye Shintate, fixou pena de quatro anos e seis meses de reclusão no regime semiaberto.

De acordo com a sentença, houve 258 declarações falsas de despesas com gráfica na prestação de contas do então candidato Fernando Haddad na campanha para a Prefeitura de São Paulo de 2012. Essas declarações se referem a notas fiscais de serviços prestados por empresas gráficas que, segundo a decisão, não apresentaram condições suficientes para a impressão dos materiais. Isso porque, segundo o magistrado, não havia funcionários suficientes nem foi constatado consumo de energia elétrica, de insumos e de papel compatíveis para a realização das atividades.

Competência dos crimes conexos

Em março deste ano, o Supremo Tribunal Federal decidiu que os crimes de lavagem de dinheiro e corrupção, quando conexos ao de caixa dois, devem ser processados no âmbito da Justiça Eleitoral.

Em 2012, Haddad foi eleito prefeito de São Paulo e sua prestação de contas havia sido aprovada com ressalvas. A condenação desta segunda-feira ocorreu em ação penal proposta pelo Minsitério Público Eleitoral em 2016, com base em declarações obtidas em outras ações penais.

Outros réus

Na mesma ação, João Vaccari Neto foi condenado pelos crimes de formação de quadrilha (art. 288 do Código Penal) e de lavagem de dinheiro ou ocultação de bens, direitos ou valores (Lei 9.613/98), com pena somada de 10 anos de reclusão em regime fechado. Segundo a sentença, Vaccari pediu o pagamento de R$ 2,6 milhões em favor de uma das gráficas envolvidas no caso, com valores de origem ilícita de Ricardo Pessoa, empreiteiro da UTC.

O responsável financeiro pela campanha de Haddad, Francisco Macena, também foi condenado pelo crime de falsidade ideológica para fins eleitorais.

Cabe recurso ao TRE.

Processo 17-45

PT e PSOL anunciam que boicotarão posse de Bolsonaro

O Partido dos Trabalhadores (PT) anunciou na manhã desta sexta-feira (28) que seus deputados e senadores não participarão da cerimônia de posse de Jair Bolsonaro (PSL). Pelo Twitter, Juliano Medeiros, presidente do PSOL, também anunciou que a bancada do seu partido vai se ausentar-se do evento.

Segundo nota do PT, o resultado das urnas é legítimo, entretanto “isso não impede [o PT] de denunciar que a lisura do processo eleitoral de 2018 foi descaracterizada pelo golpe do impeachment, pela proibição ilegal da candidatura do ex-presidente Lula e pela manipulação criminosa das redes sociais para difundir mentiras contra o candidato Fernando Haddad”.

O partido também diz que a ausência na cerimônia é um ato de resistência, em protesto a “discursos e ações que estimulam o ódio, a intolerância e a discriminação. Não aceitamos que tais práticas sejam naturalizadas como instrumento da disputa política”.

O comunicado é assinado por Gleisi Hoffmann, presidente do PT e deputada federal eleita, Lindbergh Farias, líder do PT no Senado, e Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara.

Em seu perfil pessoal no Twitter, Juliano Medeiros, presidente do Psol, disse que: “Como é de praxe, o TSE convidou toda a bancada do PSOL para a posse do novo presidente. Mas como prestigiar alguém que despreza os direitos humanos, promete colocar o Brasil de joelhos diante dos EUA e destruir os direitos sociais? Não vamos à posse. Nossa resistência já começou”.

No dia 1º, data da posse de Jair Bolsonaro como presidente eleito, apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva planejam fazer um ato em frente à sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde Lula cumpre pena.

A assessoria do PT não confirmou se haverá a participação de parlamentares nas manifestações no dia 1º em Curitiba.

O PT possui a maior bancada na Câmara dos Deputados: são 56 deputados federais; no Senado, elegeu quatro representantes. A atual bancada do PSOL tem seis deputados e crescerá para dez na próxima legislatura.

BNEWS





web