WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de ilheus



fevereiro 2021
D S T Q Q S S
« jan    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
videos


:: ‘Lula’

POLÍTICA: Lula toma banho em praia da Bahia e comemora soltura: “Reencontro com a liberdade”

POR: VN

Após ter passado 580 dias preso na sede da Polícia Federal, em Curitiba, o ex-presidente Lula chegou em Salvador na quinta-feira (14) para participar da reunião da Executiva Nacional do PT. No dia seguinte, Lula aproveitou o feriado e curtiu uma praia na cidade.

Na foto, compartilhada nas redes sociais, Lula admira o por-do-sol e comemora: Reencontro com a liberdade. De Lula e do Brasil”. A foto foi feita antes do ex-presidente ir ao Recife, onde participa do Festival Lula Livre, com apresentações artísticas de apoiadores do ex-presidente.

Durante a reunião, Lula defendeu que o PT não precisaria de autocrítica: “Vocês já viram alguém pedir para FH [Fernando Henrique Cardoso] fazer autocrítica? Quem quiser que o PT faça autocrítica, que faça a crítica você. Quem é oposição que critica, ela existe para isso. Na dúvida, a gente defende o nosso companheiro”, afirmou.

POLÍTICA: Lula decide participar da reunião do PT e estará em Salvador na próxima quinta-feira

POR: BN

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decidiu participar da reunião da Executiva nacional do seu partido, que acontecerá em Salvador na próxima quinta-feira (14). A informação foi confirmada ao BN por integrantes da sigla e pela cúpula do governo Rui Costa (PT).

O encontro vai acontecer no Wish Hotel da Bahia, no Campo Grande. Além dele, a reunião terá a presença da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

O ex-presidente Lula está solto desde a última sexta-feira (9) após o Supremo Tribunal Federal (STF) proibir prisão em segunda instância.

Vazamento não é base de pedido para anular condenação de Lula, diz defesa

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou hoje que o pedido para anular a condenação do petista no caso do tríplex de Guarujá não tem como base os vazamentos da Lava Jato divulgados pelo site The Intercept Brasil. A declaração é resposta à manifestação da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que enviou hoje mais cedo, ao STF (Supremo Tribunal Federal), um parecer contrário ao pedido da defesa. Dodge questionou a autenticidade das mensagens vazadas, atribuídas ao ministro da Justiça, Sergio Moro, quando juiz federal, e a integrantes da Operação Lava Jato. Segundo ela, a alegação de suspeição se ampara em fatos sobre os quais ainda há dúvidas jurídicas.

“É que o material publicado pelo site The Intercept Brasil, a que se refere a petição feita pela defesa do paciente, ainda não foi apresentado às autoridades públicas para que sua integridade seja aferida. Diante disso, a sua autenticidade não foi analisada e muito menos confirmada”, escreveu. Em nota, a defesa de Lula diz que o pedido de habeas corpus em favor de Lula foi impetrado em novembro do ano passado. “Referido habeas corpus, que começou a ser julgado pela Suprema Corte em 04/12/2018 –muito antes, portanto, das reportagens do “The Intercept”– mostra que o ex-juiz Sergio Moro ‘sempre revelou interesse na condução do processo e no seu desfecho'”, diz o documento assinado pelos advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Martins.

Os defensores de Lula afirmam ainda que, em 13 de junho, apenas registraram nos autos do processo que as reportagens publicadas pelo The Intercept Brasil remetem à “conjuntura e minúcias das circunstâncias históricas” anteriormente questionadas pela defesa.

A defesa de Lula alega que Moro não foi imparcial ao julgar o ex-presidente. Entre os pontos questionados pelos advogados, estão uma suposta atuação de Moro no episódio que ficou conhecido como “prende e solta” de Lula, em julho do ano passado, e a aceitação do cargo de ministro de Estado no governo de Jair Bolsonaro (PSL).

O posicionamento de Dodge está na petição enviada ao STF, que voltará a julgar o caso em 25 de junho. O relator do caso no Supremo é o ministro Edson Fachin. A procuradora-geral ainda questiona a maneira como as mensagens foram obtidas. Se de maneira criminosa, afirma ela, o ato atinge a garantia constitucional à privacidade das comunicações. Além disso, ressalta ter pedido inquérito policial para investigar o possível vazamento e adotado providências internas no Ministério Público Federal sobre o assunto. A Polícia Federal também já tem investigação em curso.

O posicionamento de Dodge é semelhante ao defendido pelo governo federal e pelo próprio Moro. Estes têm minimizado a relevância do conteúdo das conversas e questionado a veracidade das mesmas.

Hoje mais cedo, Bolsonaro voltou a elogiar Moro e a dizer que ele é “motivo de honra e orgulho” na composição da Esplanada dos Ministérios.

Ex-ministro José Dirceu passou mal em Ilhéus

O ex-ministro José Dirceu passou mal e Ilhéus e foi  levado às pressas para o Hospital Regional Costa do Cacau, na Rodovia Ilhéus-Itabuna. Ficou em observação, mas a equipe o liberou horas depois, após bateria de exames.

Dirceu tem 72 anos de idade e já havia escolhido o sul da Bahia para períodos de descanso. Foi em sua estada em Itacaré que ele recebeu a notícia de condenação no Mensalão, ainda em 2013. Assim que recebeu a notícia da condenação, Dirceu deixou Itacaré. Neste ano, é a segunda vez que o ex-ministro e homem forte da Era Petista escolhe Ilhéus como destino para descanso.

PT convocará jejum nacional em nome de Lula

O Partido dos Trabalhadores realizará convenção no dia 4 de agosto para oficializar a candidatura presidencial de Lula. Líderes da legenda planejam convocar a população a fazer uma jejum nacional, em solidariedade aos militantes que farão greve de fome pela liberdade do ex-presidente, segundo informa a coluna Painel da Folha de São Paulo.

Uma outra estratégia apontada pela coluna é que os petitas entregarão alimentos para famílias das periferias do país com a mensagem “foi Lula quem mandou entregar”.

O PT produziu 1 milhão de folhetos para convocar militantes de todo o país para o ato que registrará  da candidatura de Lula no TSE, dia 15 de agosto. Lideranças acreditam que o ato poderá reunir   30 mil a 40 mil pessoas em Brasília.











rl consultoria




web