WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

camara de ilheus



junho 2021
D S T Q Q S S
« maio    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
videos


:: ‘diz Bolsonaro’

Saúde prepara parecer para desobrigar uso de máscara, diz Bolsonaro

Declaração foi dada durante evento no Palácio do Planalto | Alan Santos/PR/SBT

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, nesta 5ª feira (10.jun) que o Ministério da Saúde trabalha em um parecer para desobrigar o uso de máscaras por pessoas vacinadas ou que tenham se recuperado da covid-19. A declaração foi dada durante evento no Palácio do Planalto.

“Acabei de conversar com um tal de Queiroga, não sei se vocês sabem quem é, nosso ministro da Saúde, e ele vai ultimar um parecer visando a desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que estejam vacinados ou que já foram contaminados”, disse o presidente.

Em seguida, Bolsonaro chamou a máscara de “símbolo” e disse que ela “tem sua utilidade para quem está infectado. “Se bem que, para nós, o nosso protocolo para quem está infectado, esse sim é fica em casa. Não aquele fica em casa todo mundo. A quarentena é para quem está infectado. Não é para todo mundo, porque isso destrói empregos, mata de outra forma o cidadão, mata de fome, de depressão, aumnta a violência em casa, aumenta o abuso contra criança”, afirmou, mais uma vez fazendo críticas às medidas de isolamento.

Autoridades internacionais de saúde ressaltam que, mesmo quem já está vacinado pode transmitir a covid-19. Sobre os recuperados, não há garantias de que os anticorpos adquiridos sejam permanentes ou suficientes para impedir uma nova infecção. A ciência já identificou casos de reinfecção, sobretudo após o surgimento de novas variantes.

Nos Estados Unidos, o uso de máscara foi desobrigado para vacinados em locais abertos. Contudo, por lá, 51,45% da população já foi imunizada — segundo o site Our World in Data –, enquanto no Brasil, o número é de 25,09% de vacinados com uma dose — que ainda não garante a imunização — e apenas 11,15% com duas doses.

Em vídeo, o ministro Marcelo Queiroga disse ter recebido um pedido de Bolsonaro para fazer um estudo sobre o uso do equipamento de proteção. “O presidente acompaha o cenário internacional e vê que em outros países onde a campanha de vacinação já avançou, as pessoas já estão flexibilizando o uso das máscaras”, relatou. Procurado, o Ministério da Saúde ainda não se pronunciou sobre a declaração do chefe do Executivo.

 

Covid: ‘Pressa da vacina não se justifica’, diz Bolsonaro

Em uma conversa gravada com o filho e deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que não há razão para a corrida intensa pela vacinação contra o Covid-19.

“A pressa da vacina não se justifica, porque mexe com a vida das pessoas. Você vai inocular algo e o seu sistema imunológico pode reagir de forma imprevista”, disse Bolsonaro para a entrevista ao canal do filho.

“A pandemia está chegando no fim. Os números têm mostrado isso. Estamos com uma pequena ascensão agora, que pode acontecer.”

Pessoa com HIV é “despesa para todos no Brasil”, diz Bolsonaro

Por: MSN

O presidente Jair Bolsonaro costuma dar entrevistas a jornalistas ao sair da residência oficial. Nesta 4ª (5.fev.2020), falou de políticas públicas para mulheres e comentou a possibilidade de reforma ministerial.
O presidente Bolsonaro comentou nesta 4ª feira (5.fev.2020) a campanha de abstinência sexual da ministra Damares (Mulher e Direitos Humanos). Ele afirmou que “uma pessoa com HIV, além de ser 1 problema sério para ela, é uma despesa para todos aqui no Brasil”.  O presidente relatava o caso de uma jovem que supostamente teve o 2º filho aos 15 anos e que contraiu HIV na 3ª gravidez.As declarações foram feitas a jornalistas e apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. O presidente acrescentou: “essa liberdade que pegaram ao longo do PT que vale tudo chega a esse ponto, uma depravação total”.

De acordo com o ministério da Saúde, o SUS (Sistema Único de Saúde) distribui gratuitamente todos os medicamentos antirretrovirais desde 1996, e há 7 anos, o governo provê tratamento para todas as pessoas vivendo com HIV (PVHIV), independentemente da carga viral.

Assista o momento na íntegra (4min3seg): 











rl consultoria




web