WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia





setembro 2021
D S T Q Q S S
« ago    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
videos


Política: Carta de Bolsonaro foi escrita com a ajuda de Temer

Nesta 5ª feira, antes das 7h manhã, o presidente Bolsonaro enviou um avião a São Paulo para buscar Temer, que trazia consigo uma proposta de texto | Alan Santos/PR/SBT News

A carta à Nação publicada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na tarde desta 5ª feira (9.set) contou com a ajuda do ex-presidente Michel Temer (MDB).

Na noite de 4ª feira, Bolsonaro ligou para Temer para pedir uma avaliação da situação do país após as manifestações de 7 de Setembro. Ouviu que estava péssima. Pediu conselhos. Temer aceitou ajudar, mas orientou que seria preciso fazer um movimento sob a forma de um documento. Imediatamente após a ligação, começou a rascunhar uma carta, com a ajuda do seu amigo e marqueteiro Elsinho Mouco, o mesmo que escreveu o discurso em que Temer disse que não renunciaria. O ex-presidente sempre foi afeito a cartas.

Nesta 5ª feira, antes das 7h manhã, Bolsonaro enviou um avião a São Paulo para buscar Temer, que trazia consigo uma proposta de texto. Almoçaram juntos na presença de outras pessoas. Depois, o presidentese reuniu reservadamente com seu antecessor e com o advogado-geral da União, Bruno Bianco, enquanto ministros esperavam do lado de fora. Analisaram a carta. Bianco sugeriu algumas alterações. Bolsonaro incluiu outras. E, por volta das 16h30, a carta foi publicada em sites oficiais do governo federal.

Reação

Em grupos bolsonaristas, a carta foi recebida de forma negativa. “É preferível renunciar do que escrever isso” e “A covardia e a traição, os piores defeitos em um homem” foram algumas das mensagens publicadas.

Bahia: Governador participa de seminário virtual sobre tecnologia promovido pela Embaixada da China

Nesta quinta-feira (9), o governador Rui Costa participou de um seminário virtual sobre tecnologia, desenvolvido pela Embaixada da República Popular da China no Brasil e pelo Consulado-Geral da República Popular da China no Rio de Janeiro. Com o tema “Rumo ao futuro digital e desenvolvimento impulsionado por serviços”, o encontro online debateu o desenvolvimento de tecnologias que possam ajudar áreas como Saúde, Educação e Segurança.

“Venho aqui dar o meu testemunho extremamente positivo sobre a relação da Bahia com a China e dizer que as possibilidades são muito grandes no uso de tecnologia para o desenvolvimento da saúde e da educação, no avanço de cidades inteligentes, na busca por uma segurança pública cada vez melhor, usando ferramentas tecnológicas. A tecnologia é o caminho para melhorar o conforto do ser humano e aumentar a segurança e o acesso das pessoas à ferramentas educacionais. Além disso, possibilita que o poder público garanta saúde a longas distâncias e em locais com escassez de profissionais altamente especializados”, afirmou o governador.

Rui lembrou que a Bahia já tem uma parceria muito frutífera com empresas chinesas e é responsável por um dos mais bem sucedidos programas de parcerias público-privadas (PPPs) e concessões do país, com investimentos totais superiores a R$ 10 bilhões. “Aqui, temos em andamento projetos de grande porte, como a ponte Salvador-Itaparica, que conta com R$ 8 bilhões e terá quase 13 quilômetros de extensão. Temos ainda um investimento de R$ 2 bilhões em mobilidade urbana da BYD, que é o monotrilho. Acabamos de contratar o monitoramento por vídeo em cerca de 80 novas cidades, com o uso de tecnologia voltada para a área de segurança pública, com inteligência artificial buscando fazer reconhecimento facial”.

A cônsul-geral da China no Rio de Janeiro, Tian Min, falou sobre a importância da boa relação mantida entre governos, para atração de investimentos. “O Estado da Bahia tem mantido um acordo de amizade e cooperação com o governo chinês. O governador Rui Costa já foi pessoalmente à China e promoveu ainda mais essa parceria pragmática bilateral, e tem todo o nosso apoio. Nesse momento, as duas partes vêm se esforçando para desenvolver diversos projetos e o governo chinês apoia as empresas chinesas respeitando as regras de mercado para desenvolver esses projetos na Bahia”.

Ilhéus: Soane Galvão destaca valores como vida e união na solenidade da independência do Brasil

Coberta de carisma, elegância e por um vestido azul marinho acetinado, Soane Galvão, secretária de desenvolvimento Econômico e Inovação de Ilhéus, adentrou o pátio do centro administrativo do Município, acompanhada do prefeito Mário Alexandre, onde participou do ato cívico do 7 de setembro, pela independência do Brasil.

“O que traduziu essa solenidade, sem dúvidas, foi a união das organizações constituídas, a harmonia e a pluralidade, e o que mais se evidenciou foi a importância da vida, valores fundamentais da nossa democracia. A independência do Brasil deve ser uma memória viva em nossos corações, pois sela e renova a nossa identidade brasileira, pela liberdade, o amor à nossa pátria e à nossa nação, formada por tantas famílias, de gente aguerrida e trabalhadora. Como brasileira e baiana que sou, peço à Deus que abençoe o nosso povo, e nos dê força, sabedoria e coragem para honrarmos o nosso papel como cidadãs e cidadãos conscientes, que trabalham pelo bem e pela democracia”, declarou Soane Galvão.

Com a organização da secretaria de Educação da Prefeitura de Ilhéus, o ato cívico contou com as presenças do secretariado de governo, de autoridades como vereadores, representantes das Polícias Militar, Civil, Corpo de Bombeiros, sociedade civil organizada como OAB, Rotary, Maçonaria e Lions. Após a bela apresentação da banda de música da Polícia Militar e hasteamento das bandeiras, o evento foi marcado com os pronunciamentos de líderes religiosos do Protestantismo, da Igreja Católica, Espírita e de matriz africana, expressando o ecumenismo e a pluralidade democrática.

Ilhéus: Secretário de turismo, Fábio Júnior, diz que a cidade pode ter festejos do réveillon 2022

Com a redução de casos da Covid-19, e vacinação avançada contra a doença na cidade de Ilhéus e no Estado da Bahia, já se estuda promover o réveillon pela secretaria de Turismo do município.

Segundo o secretário, Fábio Júnior, Ilhéus poderá ter a celebração do fim de ano. “Tudo vai depender do decreto que o governo do Estado deve publicar no meado do mês de outubro. A intenção é que façamos três dias de festa, como era realizado antes da pandemia. Mas também depende de que o povo tomem a segunda dose da vacina. Queremos que nossas atividades turísticas voltem com tudo, mas o que vem em primeiro lugar é a saúde e a vida da população, faremos de forma segura e responsável,” disse o secretário de turismo ao Leo Novais Notícias.

Segundo o vacinômetro da cidade, divulgado pelo governo do Estado, Ilhéus já tem 97,6%  de pessoas vacinadas com a segunda dose e 99,7%  com a primeira dose, que  significa mais de 113 mil pessoas vacinadas.

Isso tem deixado o setor turístico animado para sua retomada, já que a cidade conta com cerca de 160 mil habitantes e o número de vacinados chegando quase nesse total.

Além disso, o número de casos da Covid-19 e ocupação de leito de UTI vem desacelerando na cidade. O boletim epidemiológico divulgado no domingo (5) contabiliza 19.655 pessoas curadas e 25 infectadas pela Covid-19. Dos atuais 61 leitos de UTI habilitados, 7 estão ocupados com pacientes de Ilhéus.

 

Una: 3° dose da vacina contra covid-19 já tem data prevista para ser aplicada

Foto: Leo Novais/ Iraci Novais

A cidade de Una, sul da Bahia, começará, no próximo dia 15 de setembro, vacinar idosos acima de 70 anos com a terceira dose contra covid-19.

A informação foi dada para o Leo Novais Notícias pela Secretária de saúde, Gleiciane Birschner. “Conforme Nota Técnica do Ministério da Saúde, começaremos a partir do dia 15/09 quando está previsto chegarem essas doses,” explicou a secretária.

O avanço do número de casos da variante Delta,  fez com que o Ministério da Saúde decidisse iniciar o calendário da terceira dose da vacina no Brasil.

Há Estados que anteciparam a data e já estão aplicando a terceira dose a partir de hoje (6).

Ilhéus: Abrigo São Vicente de Paulo lança campanha do leite

A Sociedade São Vicente de Paulo de Ilhéus lançou uma campanha de doação de itens para os 75 idosos abrigados na instituição. Itens como café, açúcar e leite líquido integral podem ser doados na sede do abrigo que fica no Alto da Conquista, Rua Café Filho, 736.

De acordo com a administração do abrigo, por dia, são consumidos 18 litros de leite, 6 pacotes de café e 6 kg de açúcar, o correspondente a um consumo mensal de 540 litros de leite, 180 pacotes de café e 180 kg de açúcar.

Quem não puder realizar a doação em gêneros alimentícios, pode fazer a doação via pix pelo número do CNPJ da instituição: 14.173.181.0001-62.

“Todos sabem do caráter filantrópico da nossa instituição. Por isso, contamos com a solidariedade dos ilheenses que puderem nos ajudar a prover a segurança alimentar e nutricional dos nossos 75 idosos. Que Deus os abençoe”, declarou o presidente do abrigo, Padre Valdir José Gonçalves.

Bahia: PM faz apreensão histórica de droga no oeste: foram mais de 8 toneladas de maconha desenterradas

Neste fim de semana, a Polícia Militar realizou uma das maiores apreensões de drogas da história da Bahia e a maior já registrada na região oeste.

8,1 toneladas de maconha apreendidas Guarnições da Rondesp/Oeste em operação conjunta com a CIPE-Cerrado, no município de Oliveira dos Brejinhos, receberam informações de que haveria uma grande quantidade de drogas enterrada nas proximidades da Fazenda Caraíbas, na região de Pajeú. Fazendo identificação e rastreamento dos possíveis pontos onde poderiam existir esse material, foram localizados e desenterrados, através de uma retroescavadeira, bunkers contendo 8,1 toneladas de maconha, embaladas em sacos térmicos, sendo necessário o apoio de um caminhão para o transporte. Todo material ilícito foi apreendido.

O Governo do Estado tem intensificado, nos últimos anos, o investimento na Polícia Militar para reforçar o combate à criminalidade e ao tráfico de drogas em todo estado. Novas viaturas, uso de tecnologia, construção de estruturas e contratação de pessoal por meio de concursos favorecem o policiamento e a efetiva prestação de serviço de segurança à população.

“Tivemos 40 policiais diretamente envolvidos nesta operação. Nós cumprimos nossa missão de trazer segurança para a sociedade. A nossa obrigação é servir e proteger a população sempre. Essa é a missão da Polícia Militar da Bahia. A Polícia Militar está preparada para fazer frente a qualquer investida criminosa. Não é diferente aqui na região oeste. Essa operação é fruto de um trabalho interagências e de inteligência muito proveitoso”, afirmou o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Coutinho, que desembarcou em Barreiras, neste domingo (5), para verificar o resultado da ação e parabenizar os policiais envolvidos.

O montante apreendido tem um valor estimado em R$ 17 milhões. Também foram apreendidos fogos sinalizadores, armas, balança de grande porte, carros e motocicletas. Para o recolhimento e carregamento das 400 embalagens de maconha encontradas, os policiais precisaram utilizar equipamentos como retroescavadeira e caminhões.

O rastreamento da droga foi realizado pelo serviço de inteligência da Polícia Militar com o suporte da Polícia Federal. “Houve um esforço conjunto da Polícia Militar, através do serviço de inteligência, com o compartilhamento de informações entre a Polícia Federal, a Polícia Militar do Estado de Goiás e a Secretaria Nacional de Segurança Pública, que dava conta da existência de uma grande quantidade de drogas em uma propriedade rural em Oliveira dos Brejinhos. Diante da situação, a força-tarefa foi deslocada para a localidade, onde foram feitas as buscas. Usamos drones, cães farejadores e, após dois dias de operação, encontramos locais onde o material estava escondido”, explicou o major Giovanni Castro.

A droga recolhida encontra-se no Comando do Policiamento da Região Oeste (Cpro), em Barreiras. Até o momento, nenhum suspeito foi preso. “Vamos continuar monitorando todas essas ações oriundas do crime”, finalizou o coronel Paulo Coutinho.

Covid-19: Brasil recebe novo lote com 1,1 milhão de doses de vacina da Pfizer

Imunizante da Pfizer é o terceiro mais utilizado na campanha de vacinação no Brasil | Myke Sena/MS/ SBT News

Na manhã deste domingo (5.set), a farmacêutica Pfizer entregou um novo lote com 1.146.600 doses da vacinas contra covid-19 ao Brasil. Este é o 64º envio da farmacêutica norte-americana ao governo brasileiro, totalizando 62 milhões das 100 milhões de doses contratadas em março deste ano.

De acordo com a Pfizer, outro lote com 1.141.920 imunizantes deve desembarcar ainda hoje no aeroporto de Viracopos, em Campinas.

Todas as doses serão destinadas ao Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, que ficará responsável pela divisão e distribuição das vacinas entre os Estados e municípios.

O imunizante da Pfizer é o terceiro mais utilizado na campanha de vacinação contra o novo coronavírus no Brasil. Outras vacinas utilizadas são a da CoronaVac, AstraZeneca e Janssen.

Polícia: Ambulante é espancada e morta após cobrar dívida de R$ 25; veja o vídeo

Uma vendedora ambulante foi espancada e morta pela vizinha em Cascadura, bairro da zona norte do Rio de Janeiro. Segundo testemunhas, o crime foi cometido após Darah Moreira Duarte, de 25 anos, ter cobrado uma dívida de R$ 25. Um vídeo das agressões foi publicado nas redes sociais.

A vítima foi surpreendida após sair de uma padaria perto do local onde mora. Nas imagens, a mulher é vista tentando se defender, mas cai no chão e sofre uma sequência de golpes na cabeça. Pessoas que estavam no local incentivavam os atos de crueldade e não prestaram ajuda à vítima.

A ambulante chegou a ser socorrida, porém não resistiu aos ferimentos. Parentes de Darah foram até o Instituto Médico Legal (IML) para reconhecer o corpo. Em entrevista, uma tia da vítima desabafou: “Isso não se faz nem com cachorro”.

Gabriele já foi ouvida pela polícia, mas segue em liberdade. A divisão de homicídios, que investiga o caso, aguarda laudo do IML para concluir o inquérito. A família da vítima realizou uma vaquinha para conseguir enterrar a ambulante em cerimônia que ocorrerá neste sábado (3.set).

 

Educação: Maioria das federais não tem previsão de retomada 100% presencial

A universidade federal do sul da Bahia também segue sem previsão de retorno 100% presencial.

A maior parte das universidades federais do país não possui uma data definida para retorno às aulas presenciais após mudanças no ensino provocadas pela pandemia de covid-19. Levantamento do SBT News aponta que entre as principais instituições do tipo, apenas cinco têm uma previsão de funcionamento 100% presencial. Nenhuma universidade aposta na retomada ainda em 2021, a despeito do que vem ocorrendo em parte das instituições de ensino particulares.

A Universidade Federal do Vale do São Francisco, em Pernambuco, é a que trabalha com a data mais próxima para a retomada presencial: 31 de janeiro de 2022. Em seguida está a Universidade Federal do Rio de Janeiro, que estuda a possibilidade de volta 100% presencial no primeiro semestre de 2022. As universidades federais de Santa Catarina, Rural do Rio de Janeiro e a do Norte do Tocantins também citam possibilidade no próximo ano. Todas destacam, no entanto, que as datas dependem do controle da pandemia no Brasil.

Uma data para a retomada de todas as atividades presenciais não faz parte do cronograma de outras 39 universidades no país — a maior parte delas em capitais. A quantidade representa 56% de todas as instituições do tipo em território nacional. Ao todo, o Brasil possui 69 universidades públicas ligadas à federação. Outras 24 não responderam. A reportagem não conseguiu contato com apenas uma, a de Rondônia.

À reportagem, uma professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), disse acreditar que as aulas presenciais devem voltar a ser como eram antes apenas em 2023. A instituição, no entanto, não crava uma data de retorno presencial. E aponta que parte das atividades ocorrerá presencialmente — em modelo chamado de híbrido — a partir de 20 de setembro. A expectativa de retorno total ocorrerá após outras análises sobre o tema, a depender das melhorias sobre as condições epidemiológicas.

“Estamos na fase 6, que delega algumas atividades presenciais e outras remotas. Quando estivermos na fase 7, estaremos 100% com as atividades presenciais. Estamos acompanhando a retomada das atividades com tranquilidade para que possamos definir o momento exato para passar para a próxima fase”, afirmou a pró-reitora de Graduação da UFPE, Magna do Carmo Silva.

O decano de Graduação da Universidade de Brasília, Diêgo Madureira, também destaca que as universidades passaram por difíceis adaptações desde o início da crise sanitária, o que impactou o ensino. “A depender do tipo de curso, as adaptações mudam muito e podem ser impeditivas. Esses prejuízos estão dados, e a gente não pode negar, porque estão acontecendo na pandemia”, afirma. “Todo semestre há um novo debate para quais riscos de retomar a volta às aulas presencialmente”, completa.

“É difícil a gente fazer uma prospecção tão longa. Temos fases e critérios para passar de uma fase para outra, a depender da progressão [da pandemia]. Pode ser que a gente passe dois semestres, ou um só, se a pandemia não tiver um recrudescimento. O que a gente faz é um planejamento de cada uma das etapas, cada atividade, percentual de estudantes… A gente se reúne a cada semestre para definir, ou não, a próxima etapa”, diz o representante da UnB.

Além dos desafios para retorno presencial, as universidades enfrentam atraso nos calendários acadêmicos. Segundo divulgação da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), a maioria das universidades ainda está finalizando os cronogramas de 2020.

O Ministério da Educação foi contactado para conceder informações sobre quais foram as orientações a respeito da retomada presencial, mas a pasta limitou-se a responder que a orientação é a mesma dada em dezembro de 2020: de que as aulas deveriam ocorrer de forma presencial a partir de março de 2021, avaliando protocolos de biossegurança de cada local: “A data é tida como referência, visto que as universidades federais possuem autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira”.





web