WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

camara de ilheus



agosto 2021
D S T Q Q S S
« jul    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
videos


:: ‘_destaque2’

Abraços liberados: Inglaterra anuncia nova fase da reabertura

Pela primeira vez desde 30 de julho do ano passado, a Inglaterra passou 24 horas sem uma única confirmação de morte por causa da Covid-19. No mesmo período, Escócia e Irlanda do Norte também não registraram óbitos relativos à doença. No País de Gales, 4 pessoas morreram.

Depois de quase 130 mil mortos, o Reino Unido está prestes a virar a página da maior tragédia da história recente do país. Hoje, o governo britânico reduziu o nível do alerta nacional para o novo coronavírus de 4, em que o nível de transmissão é considerado alto e exponencial para 3, em que o perigo é menor, mas o vírus ainda está em circulação geral.

Também nesta 2ª feira (10.mai), o primeiro-ministro Boris Johnson anunciou que o país atingiu os 4 pontos necessários pra avançar no processo de reabertura. Além da redução do número de casos, mortes e hospitalizações, o país também consegue, por enquanto, controlar a circulação das variantes mais perigosas do novo coronavírus.

Museus e Abraços

A partir da próxima 2ª feira, 17 de maio, bares e restaurantes poderão atender clientes nas áreas internas. Os encontros em ambientes fechados ainda terão um limite. Cada grupo poderá de 6 pessoas que venham, no máximo, de dois endereços diferentes.

Museus, cinemas e teatros também abrem as portas. Alguns estão fechados há mais de um ano.

O governo britânico também lembrou que os abraços serão liberados, mas recomendou cautela. “Espero que as pessoas tenham cuidado e bom senso”, disse hoje o primeiro-ministro Boris Johnson. “Pensem se a pessoa já foi vacinada”.

As vacinas funcionam

Dois terços dos adultos do Reino Unido já tiveram ao menos uma dose da vacina. Os britânicos começaram a sua campanha em 8 de dezembro, depois de uma estratégia bem sucedida de compra e produção de imunizantes.

No grupo de quase 36 milhões de pessoas que receberam a primeira dose, o número de mortes foi entre 75 e 80% menor. Os casos sintomáticos da Covid-19 tiveram uma redução de 55% a 75%. E a quantidade de internações também ficou entre 75 e 85% menor. Hoje, há 1.152 pessoas com a Covid-19 internadas no Reino Unido.

Os resultados divulgados hoje mostram o porquê do otimismo do governo, que considera a reabertura “cautelosa, mas irreversível”.

Rui diz que a Bahia cansou de esperar pelo Presidente, e duplicará a Ilhéus-Itabuna com recursos próprios

Em viagem a Itabuna, nesta sexta-feira (7), o governador Rui Costa anunciou a duplicação da BR-415, no trecho que faz a ligação do município com Ilhéus e é fundamental para o desenvolvimento da região sul da Bahia. A obra contará com recursos próprios do Governo do Estado, sob coordenação da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra). Segundo o governador, a licitação será lançada em 30 dias. A estimativa inicial é que R$ 150 milhões sejam investidos no projeto.

 

“A Bahia e o sul da Bahia cansaram de esperar pelo governo federal. Vamos fazer essa obra com recursos próprios”, disse o governador. Ele explicou que uma licitação já tinha sido feita dentro do marco legal do governo federal, por ser um convênio com a União. “Agora, teremos que fazer uma nova licitação que estará publicada no Diário Oficial do Estado, no prazo máximo de 30 dias. O que importa é que o povo da região terá uma pista duplicada”, afirmou.

Rui disse ainda que, com a mudança, o trecho deixará de ser uma BR para se transformar em uma nova rodovia estadual (BA). Ela será integrada à BR-415 através de pontes incluídas no projeto da obra. E anunciou que o governo começa a efetivar processo de desapropriações para viabilizar a duplicação da rodovia, já a partir deste mês..

“O ritmo da Bahia é um ritmo acelerado de gerar renda, gerar emprego, de trabalhar. Gente que gosta de ficar de braços cruzados, dizendo piada e não trabalhando, não é conosco. Aqui vamos botar o pé no acelerador e cumprir o que eu já disse há tempos: se o governo federal não fizesse, nós faríamos a obra”, ressaltou.

Bolsonaro diz que voltou a ter sintomas de covid e fala em reinfecção

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou na noite desta 5ª feira (6.mai), durante sua transmissão ao vivo semanal, que voltou a ter sintomas da covid-19. A fala foi usada para defender o uso de tratamentos sem comprovação científica.

“Eu tava com sintoma há poucos dias em uma possível reinfecção e tomei ivermectina e, no dia seguinte, tava bom, pô”, afirmou o presidente.

Bolsonaro já foi diagnosticado uma vez com covid-19. Ele testou positivo para o novo coronavírus em julho do ano passado.

A declaração do presidente vem em meio à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado. Bolsonaro criticou os questionamentos feitos pelo colegiado ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que depôs nesta 5ª. “A CPI hoje bateu muito no Queiroga. ‘Cloroquina, cloroquina, cloroquina.’ O tempo todo cloroquina. ‘Ah, o presidente falou…’ Eu fui tratado com cloroquina e ponto final”, disse o chefe do Executivo.

“Quando eu tenho um problema de estômago alguém sabe o que eu tomo? Eu tomo Coca-Cola. E fico bom. É problema meu. O bucho é meu. Talvez a Coca-Cola, o meu bucho todo corroído pela Coca-Cola, me salvou da facada do Adélio”, seguiu o presidente, que completou: “Canalha é quem diz que não toma isso e não tem alternativa”.

Ainda sobre a CPI, o presidente comentou brevemente o depoimento do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, que culpou Bolsonaro pelo atraso na vacinação no Brasil.

“A primeira pessoa a ser vacinada no mundo não foi em novembro, foi em dezembro, dia 8 de dezembro, no Reino Unido, que é fabricante da vacina. Ser ministro da Saúde de fora é fácil”, disparou.

CPI: Teich diz que deixou Saúde por discordar de Bolsonaro sobre cloroquina

Durante depoimento na CPI, ex-ministro admitiu que não tinha autonomia para liderar a pasta

O ex-ministro da Saúde Nelson Teich admitiu nesta 4ª feira (5.mai) que deixou a pasta por divergir do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre o uso da cloroquina no combate à covid-19 e por não ter a autonomia necessária para conduzir as ações de enfrentamento à pandemia à frente do cargo. “Sem a liberdade para conduzir o ministério conforme as minhas convicções, optei por deixar o cargo”, disse.

Segundo o ex-ministro, “essa falta de autonomia ficou mais evidente em relação às divergências com o governo quanto à eficácia e à extensão do uso de cloroquina. Enquanto a minha convicção pessoal baseada nos estudos que naquele momento não existia eficácia para liberar, existia um entendimento diferente para o presidente que era amparado na opinião de outros profissionais até do Conselho Federal de Medicina que naquele momento autorizou a extensão do uso”.

Teich ainda afirmou que não conseguiu avançar com dois projetos para controlar a pandemia: um programa de testagem e outro que avaliava o distanciamento social. A ideia, segundo o médico, era implementar um protocolo nacional, que controlasse a transmissão do vírus. As ações envolveriam não só a Saúde, mas outros ministérios. As propostas, contudo, não tiveram andamento.

Ilhéus: Aplicação da CoronaVac continua suspensa; 2ª dose da vacina de Oxford segue no CMAE

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) informa que a aplicação da 2ª dose da CoronaVac continua suspensa em Ilhéus. De acordo com a pasta, o município não recebeu até o momento quantitativo suficiente do imunizante, voltado ao reforço da vacinação. A Sesau reitera que a estratégia será retomada conforme a entrega de novas remessas. Os dias, horários e pontos de vacinação serão divulgados previamente, por meio dos canais oficiais da Prefeitura.

Segundo comunicado do Ministério da Saúde (MS), o Brasil enfrenta dificuldades no recebimento de insumos destinados à fabricação do imunizante e consequente demora no fornecimento de vacinas para aplicação da 2ª dose da CoronaVac. Sendo assim, a continuidade da imunização é preocupante em todo o país, não apenas em Ilhéus.

2ª dose da vacina de Oxford – As pessoas que estão dentro do prazo de agendamento para aplicação da 2ª dose da vacina de Oxford/AstraZeneca, por sua vez, devem comparecer ao Centro Municipal de Atendimento Especializado (CMAE), no antigo Colégio Fênix, de segunda sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 15h. É indispensável a apresentação do CPF ou cartão do SUS e do cartão de vacinação constando a primeira dose.

Ilhéus: Cai taxa de internações de casos e mortes por Covid-19

No último mês, Ilhéus registrou queda na taxa de internações de pacientes com Covid-19. Os números também demonstram tendência de redução no índice de casos e mortes pela doença. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), houve diminuição de aproximadamente mil atendimentos no Centro Covid-19, comparando os meses de março e abril deste ano.

Referência na região sul da Bahia, o município prestou 4.527 atendimentos no mês de março, com 67 óbitos e média diária de 40 pacientes internados na UTI. Já em abril, o número de atendimentos caiu para 3.495. A média de internação diária era de 23 pacientes e o vírus vitimou 43 ilheenses.

Além das medidas restritivas adotadas pela Prefeitura para conter a disseminação da Covid-19, a estratégia de vacinação estruturada para atender idosos e grupos mais vulneráveis ao contágio da doença contribuiu significativamente para manter a tendência de queda. Embora o cenário apresente certa estabilidade, a Sesau alerta que a pandemia não acabou. As medidas restritivas versam sobre o toque de recolher, atualmente das 22h às 5h, e suspensão de eventos e atividades que geram aglomeração de pessoas.

“Essas medidas são necessárias para que a gente consiga manter a taxa de contaminação baixa e prestar uma assistência adequada para aquelas pessoas que necessitam de atendimento. Mesmo com relativa melhora, não podemos relaxar os cuidados. É extremamente importante que a população continue seguindo todas as medidas, com uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social”, explicou o prefeito Mário Alexandre.

O gestor reiterou que a colaboração da população continua sendo decisiva para frear o ritmo de transmissão do vírus, e, consequentemente, reduzir a taxa de ocupação de leitos e óbitos decorrentes da Covid-19.

O último boletim epidemiológico, divulgado no domingo (2), contabiliza 16.026 pessoas curadas e 207 pacientes infectados pela Covid-19. O município apresenta percentual de 84% de ocupação hospitalar, ou seja, dos 81 leitos de UTI habilitados, 20 estão ocupados com pacientes de Ilhéus e 48 abrigam pacientes oriundos de outras cidades baianas. Os dados são informados diariamente pela Sesau.

Ilhéus: Inspirado no “Maio Amarelo”, Sindatran vai oferecer rosas às mulheres que atuam na linha de frente da pandemia

Por conta da pandemia que impede, neste momento, grandes atos públicos historicamente realizados no Brasil no 1º de maio, Dia do Trabalhador, filiados do Sindicato dos Agentes de Trânsito, Controladores de Tráfego, Agentes de Transporte, Auxiliares, Pessoal de Apoio, Fiscais e Agentes de Zona Azul, do Serviço Público e Terceirizados (Sindatran) decidiram homenagear os profissionais da Saúde e de outras atividades consideradas como essenciais no município, pela coragem e determinação na atuação em defesa da sociedade.

Amanhã (sábado), às 10 horas, no estacionamento da Central Covid, na avenida Soares Lopes, os agentes vão homenagear profissionais e trabalhadores da saúde, representações femininas dos Guardas Municipais, garis e fiscais de postura, que atuam nas barreiras sanitárias há mais de um ano.

Valério Bonfim, presidente do sindicato, lembra que todo ano a categoria realiza neste mês, a campanha “Maio Amarelo”, em defesa da segurança no trânsito. Na oportunidade, os agentes entregam rosas amarelas à motoristas, durante blitze realizadas por toda a cidade. “Este ano, o simbolismo da rosa será levado à estes profissionais, com o reconhecimento da atuação de todos eles na linha de frente da pandemia”, afirma Bonfim.

O Sindatran ainda participa, ao lado de mais de 300 sindicatos ligados à UGT Bahia, de uma campanha de arrecadação de alimentos, cujas cestas básicas serão distribuídas às famílias carentes do município, também neste dia 1º.

Ilhéus: Em sessão histórica, representação Tupinambá preside Câmara para destacar o “Mês Abril Indígena”

A história, as lutas, conquistas e desafios dos povos indígenas do sul da Bahia foram tema de debate na sessão especial realizada hoje pela Câmara de Ilhéus. Um dos momentos mais simbólicos da audiência foi quando a sessão passou a ser presidida, pela primeira vez na história, por uma representação indígena, o vereador Cláudio Magalhães (PCdoB).

A sessão foi aberta pelo presidente da Câmara, Jerbson Moraes (PSD) que destacou a importância da representação indígena na composição do Poder Legislativo de Ilhéus, através do mandato do vereador Cláudio Magalhães (PCdoB). “É um mandato que ajudará bastante o povo Tupinambá a mostrar sua forma de viver e valorizar esta sua história”, afirmou. Jerbson fez questão de destacar ainda a contribuição efetiva que os índios do sul da Bahia deram para a chegada de outros povos ao Brasil.

Durante a sessão, Jerbson Moares autorizou e oficializou a criação da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Povos Tradicionais Indígenas e de Matriz Africana, requerimento que já tramitada na Câmara, de autoria dos vereadores que compõem a bancada da minoria da Casa – Augusto Cardoso e Enilda Mendonça, do PT, e o próprio Cláudio Magalhães, que vai coordenar a frente.

*Resistência*

Primeira mulher indígena a exercer o cargo de deputada federal pelo estado de Roraima, Joênia Batista de Carvalho, a Joênia Wapichana, é advogada e militante filiada à Rede Sustentabilidade. Por meio de um vídeo especialmente gravado para a população de Ilhéus, ela destacou as ações no “Mês abril indígena” e valorizou a resistência do povo indígena, permitindo a criação de espaço que possibilita a defesa dos direitos humanos. “Quando se defende os direitos constitucionais, nós estamos defendendo a vida”, afirmou.

“A sessão na Câmara de Ilhéus é histórica e tem um sentido relevante para os índios do sul da Bahia”, destacou a secretária estadual de Promoção da Igualdade Racial da Bahia, Fábia Reis. A secretária lembrou que este mês de abril foi especial para levantar as pautas pela defesa do território e do acesso às políticas públicas voltadas aos índios. “A luta é por direito e pela vida”, assegurou.

*Direito à terra*

Coordenador do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) na região, Haroldo Heleno fez uma retrospectiva histórica da luta pela demarcação das terras Tupinambá, no sul da Bahia. O Cimi é um órgão vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Foi criado em 1972 com o objetivo de lutar pelo direito à diversidade cultural dos povos indígenas. Heleno lembrou que não há mais impedimento legal, a não ser político, para a efetivação da demarcação das terras Tupinambá, reconhecida, por lei, em 2009.

Importante liderança indígena na região, a Cacique Valdelice elogiou a iniciativa da Câmara em realizar a sessão especial. “Muitos de nós nunca tivemos a chance que nós temos hoje de falar. Onde estão os índios, onde esses índios moram? Tem gente que nem sabe que a gente existe”, sentenciou. Outra liderança a se manifestar, foi Rosivaldo Ferreira da Silva, o cacique Babau. “Hoje é dia de falar da gravidade que acontece. O território Tupinambá é o mais consolidado do País porque há 500 anos o seu povo nunca saiu de lá. Nós nunca sofremos uma reintegração de posse a partir de Brasília, mas sempre tivemos esses ataques da base”, destacou.

Babau criticou a atuação da Funai no atual governo. “É uma autarquia federal que deveria fazer a defesa e proteção dos povos originários do país. Sua missão não é violar. No momento que o presidente da Funai coloca em um documento que não faz a defesa da terra Tupinambá ele comete crime: terras demarcada e homologada não precisa de defesa e, sim, de proteção”, sentenciou.

Ao final da sessão, a deputada federal Alice Portugal (PCdoB/Ba) destacou a importância da criação da Frente Parlamentar Mista. “A luta do povo indígena é atual, porque ainda hoje temos problemas de demarcação de terras, saúde e educação. A realidade é que a cada dia morre mais e nasce menos, a língua acaba não sendo preservada”, lamentou a deputada do PCdoB.

Itabuna: Prefeito recebe apoio do Estado para concluir UPA do Novo São Caetano

A Prefeitura de Itabuna vai concluir, até o final do ano, as obras de construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 Horas) do bairro Novo São Caetano, com o apoio do Governo do Estado. O tema foi debatido em audiência no final da tarde de ontem, dia 22, pelo prefeito Augusto Castro ao ser recebido em audiência pelo secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, em Salvador.

Segundo o prefeito, os assuntos da audiência foram relativos exclusivamente às questões envolvendo a Saúde para a melhoria da qualidade da atenção primária e de soluções para a média e alta complexidade. Na oportunidade, a reabertura do Hospital São Lucas foi tratada, tendo o secretário informado que está cobrando respostas da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna ao projeto encaminhado para a assinatura do convênio.

O secretário Vilas-Boas liberou um arco cirúrgico, ultrassom digital e outros equipamentos para o hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, totalizando R$ 800 mil. “Há boa vontade da Secretaria de Saúde da Bahia para que equipemos a unidade”, comemorou o prefeito.

No tocante à UPA-24 Horas, cujas obras estão paralisadas desde 2015, ficou definido que a Prefeitura termina a obra e a Sesab assume a responsabilidade da aquisição de equipamentos para que passe a funcionar no atendimento das demandas da população. “Discutimos a importância dessa unidade para a urgência e emergência e ficamos satisfeitos com o atendimento do pleito”, disse Augusto.

Quanto ao Hospital Materno-infantil, o prefeito disse que sua construção continua sendo a prioridade para ser iniciada até o final do ano, como anunciado por ele, na cerimônia de celebração dos 100 dias da atual gestão, e confirmado pelo secretário Fábio Vilas-Boas.

Por fim, o prefeito Augusto Castro realçou a importância da participação na audiência do deputado federal Paulo Magalhães (PSD-BA), das secretárias municipais de Saúde, Lívia Mendes Aguiar, e da Promoção Social e Combate à Pobreza, Andrea Castro, e do presidente da Câmara Municipal, vereador Erasmo Ávila.

Ilhéus: Requerimento do vereador Augustão aprovado na Câmara defende a criação do “TáxiGov”

Requerimento de autoria do vereador Augustão (PT) foi aprovado pela Câmara Municipal de Ilhéus solicitando ao Poder Executivo a implantação do “TáxiGov” no município, nos mesmos formatos dos já existentes em outras grandes cidades brasileiras. Este modelo de sistema, além de melhorar a eficiência do gasto público, trará melhorias dos serviços prestados aos usuários permitindo maior controle e transparência sobre o serviço de transporte, com informações mais precisas em deslocamentos

O TáxiGov é um aplicativo do Governo Federal, administrado pela Central de Compras do Ministério da Economia com o intuito de economizar gastos referentes ao deslocamento dos servidores públicos federais a serviço do trabalho. Além de diminuir as despesas dos cofres públicos com o transporte terrestre, o aplicativo também é uma forma de tornar mais transparente o uso do dinheiro público e de aumentar a eficiência do serviço prestado, que contará com uma única frota de carros. Mais de 80 órgãos públicos federais já adotaram o aplicativo TáxiGov para solicitar corridas de táxi, quando necessário.

De acordo com autor do requerimento, a proposição se justifica, considerando que o deslocamento dos servidores é permitido para atividades como reunião, entrega documentos, visitas técnicas, capacitação, dentre entre outras. O aplicativo também permite o controle de horário de saída, chegada e distâncias percorridas; tendo como objetivo melhorar a oferta de serviços de transporte administrativo aos servidores, permitindo economia, eficiência através do uso de tecnologia, transparência de gastos públicos e obedecendo os princípios da legalidade.

O Projeto começou a ser implementado em março de 2017, em Brasília. A partir de 2019, o projeto se expandiu para outras localidades do Brasil com o objetivo de desenvolver ou ampliar modelos que geram economia processual e de recursos inspirando-se nas melhores práticas de mercado, gerando um processo mais racional de serviços de transporte de servidores, empregados e colaboradores a serviço dos órgãos e entidades da Administração Pública gerando cerca de 60% de economia se comparado aos modelos tradicionais.





web