WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia





outubro 2021
D S T Q Q S S
« set    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
videos


:: ‘_destaque2’

AMAZÔNIA: Governo deve liberar R$ 28 mi para combater incêndios

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, afirmou em coletiva de imprensa que o governo deve liberar até R$ 28 milhões como medida emergencial para apoio ao combate às queimadas na região amazônica.

O Ministério da Defesa tem previsto na Lei Orçamentária Anual aprovada no Congresso para este ano R$ 28 milhões para emprego em Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Azevedo e Silva disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, se comprometeu a descontingenciar esses valores, que estão sendo aguardados.

“Lógico que são recursos emergenciais que duram pouco tempo. Eu fui responsável pela intervenção no Rio de Janeiro na Maré. Era mais ou menos R$ 1 milhão por dia. O descontingenciamento está combinado com o ministro da Economia. Mas estou numa fase que só acredito quando abrir o cofre e ver”, disse.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que “há um saldo no Fundo Amazônia de mais de R$ 1 bilhão que vem sendo utilizados inclusive no combate a incêndio”. Ele não esclareceu se haveria destinação específica para reforçar o combate no momento.

Salles também colocou dúvidas sobre a possibilidade de utilização de parte R$ 2,5 bilhões criado em um acordo entre a Petrobrás, a Força Tarefa da Lava Jato e as autoridades dos Estados Unidos. O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes solicitou ontem a posição do governo e da Procuradoria-Geral da República de utilização de R$ 1 bilhão na crise das queimadas, proposta encaminhada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

“A destinação desse recurso do acordo foi delimitada quando da celebração com as autoridades americanas para qual local seria destinado, portanto a mudança dessa destinação exigiria a repactuação. Por isso o melhor caminho é o indicado pelo ministro da Defesa”, disse Salles, enfatizando o desbloqueio aguardado.

ILHÉUS: Usuários da 13°CIRETRAN criticaram duramente a gestão do indicado do prefeito Marão

Até meados de agosto, a 13ª Ciretran era administrada pelo grupo do prefeito Mário Alexandre. Durante esse período, os usuários dos serviços não pouparam críticas ao órgão. As queixas foram inúmeras. Desde a falta de papel para a impressão do licenciamento veicular, instalações precárias, veículo oficial abandonado sendo sucateado e até mesmo denúncias de atos ilícitos, seja nos exames, vistoria ou emissão de documentos.

Os usuários do serviço criticaram duramente a capacidade de gestão do indicado do prefeito. Muitos, temendo retaliação, preferiram não se identificar.

‘De Férias Com o Ex Brasil’ terá ex-BBB, ex-Chiquitinha e funkeira na nova temporada

Vocês sentiram saudades do ‘De Férias Com o Ex Brasil’? Mas calma, para aliviar a ansiedade, a MTV Brasil divulgou nesta quinta-feira (22) a lista com o nome dos participantes da próxima temporada. E uma novidade promete muito: essa edição é formada por famosos! Isso mesmo que você leu. Além de ver pessoas tendo que lidar com os seus ex’s durante uma férias em Trancoso, na Bahia, esses participantes serão algumas celebridades que fazem sucesso – e polêmica – pelo Brasil. Teremos ex-BBB, ex-atriz mirim de ‘Chiquititas’, ex-participante do reality show, youtuber e muito mais. Confira as novidades!

Temporada terá participação especial de Pabllo Vittar e Vitor Kley

Além de ser a primeira temporada do programa com integrantes famosos, será a primeira vez que os participantes terão contato com o ambiente externo. Vitor Kley, cantor de ‘O Sol’, e Pabllo Vittar, cantora de ‘Garupa’, farão apresentações especiais. Ao Instagram ‘Gossip do Dia’, a MTV informou que o público se surpreenderá com algumas mudanças. “Esta é uma temporada especial e cheia de novidades editoriais que surpreenderão a audiência, bem como os participantes.” Aguenta coração!

Presença de Cinthia Cruz, ex-‘Chiquititas’, surpreende web

O que mais chamou atenção do público com a lista de participantes foi a presença de Cinthia Cruz, de 19 anos. A jovem é ex-atriz mirim de ‘Chiquititas’ e ‘Carrossel’ e isso deixou a web agitada. No Twitter, os usuários mostraram achar a moça muito jovem para participar do programa. “Chocada que a Cinthia Cruz está no ‘De Férias Com o Ex Brasil’. Imagina essa menina na suíte master! Eu não estou preparada para isso”, declarou uma. “Como assim a Cinthia Cruz ta no ‘De Férias Com o Ex’? Eu assistia ela em ‘Chiquititas’ dias desses”, ironizou outra fã. “Socorro! Eu pensei que a Cinthia Cruz tinha 19 anos”, destacou outra.

Fora Cinthia Cruz, outros 11 famosos compõem a lista da quinta temporada do reality show. Conheça cada um deles:

Any Borges – ex-participante do reality show e integrou a 3ª temporada do ‘De Férias Com o Ex Brasil’. Ela tem 24 anos anos, é brasiliense e DJ.

"De Férias com o Ex Brasil: Celebs": Any Borges participou da 3ª temporada do reality da MTV
“De Férias com o Ex Brasil: Celebs”: Any Borges participou da 3ª temporada do reality da MTV

Foto: Divulgação, MTV / PureBreak

Cintia Cruz – era atriz mirim em ‘Carrossel’ e ‘Chiquititas’. Hoje ela tem 19 anos, é atriz e cantora, mas sua participação chocou o público.

"De Férias com o Ex Brasil: Celebs": a atriz Cinthia Cruz participou de "Carrossel" e "Chiquititas", no SBT
“De Férias com o Ex Brasil: Celebs”: a atriz Cinthia Cruz participou de “Carrossel” e “Chiquititas”, no SBT

Foto: Divulgação, MTV / PureBreak

Hana Khalil – ex-BBB. Participou do ‘BBB19’, tem 23 anos, é carioca e leva a vida como digital influencer e youtuber vegana. Já se envolveu em polêmicas ao dar sua opinião no caso Neymar e teve uma relação controversa com o ex-BBB Alan.

MC Rebecca – funkeira, ela tem 21 anos, é carioca e sua música de maior sucesso é ‘Coça de Rebecca’.

Rafaela Porto – cantora, tem 20 anos e é de Fortaleza. Ela ficou conhecida ao participar do ‘The Voice Brasil’ e por ser apontada como affair do Neymar durante o Carnaval de 2019.

Stéfani Bays – ex-participante do reality show. Ela integrou o time da última temporada do ‘De Férias Com o Ex Brasil’ e foi protagonista no quesito arrumar barraco. Tem 24 anos e é de Santa Catarina.

Fábio Beltrão – ator e atualmente atua na novela ‘Topíssima’. Com 31 anos, ele atuou em ‘Verão 90’, ‘Dez Mandamentos’ e ‘Malhação’.

Flávio Nakagima – surfista, tem 31 anos e é de São Paulo.

Gui Araújo – ex-participante do reality show. Integrou o time da primeira temporada do ‘De Férias Com o Ex Brasil’. É ex de Gabi Brandt, casada com o cantor Saulo Poncio.

Leo Picon – youtuber, digital influencer e empresário. De São Paulo, ele tem 23 anos e tem uma grande fama na web

"De Férias com o Ex Brasil: Celebs": Léo Picon ficou famosos na época de "Colírio da Capricho" e atualmente é digital influencer
“De Férias com o Ex Brasil: Celebs”: Léo Picon ficou famosos na época de “Colírio da Capricho” e atualmente é digital influencer

Foto: Divulgação, MTV / PureBreak

Lipe – ex-participante do reality show. Integrou o time da terceira temporada, tem 27 anos e é digital influencer. Sua participação no programa foi marcada por polêmicas devido a um triângulo amoroso.

Túlio Rocha – youtuber e digital influencer, iniciou sua carreira no Vine. Tem 22 anos e é de São Paulo

Prefeito de Ilhéus visita Rede Bahia em Salvador, e anuncia medidas para incrementar turismo

Em meio a agenda de trabalho em Salvador, o prefeito Mário Alexandre reservou uma parte do seu tempo para visitar à Rede Bahia na segunda-feira (19), acompanhado do secretário municipal da Cultura e do Turismo, Fábio Manzi Junior. Os dois foram recebidos pelo presidente da Rede Bahia, Antônio Carlos Júnior, pela diretora Renata Correia, além de gerentes e coordenadores da empresa.

Na oportunidade, o prefeito ilheense falou sobre os investimentos em infraestrutura e requalificação de patrimônios históricos, ações que estão sendo realizadas em Ilhéus, e deu como exemplo a reforma do Museu do Palácio Paranaguá e da Biblioteca do Museu da República, além da limpeza das praias, recuperação de ruas, avenidas e praças, mirante, além de iluminação pública de LED nas principais localidades.

“Hoje, depois de Salvador, a cidade baiana com a melhor estrutura para receber turistas é Ilhéus. Temos aeroporto, que conseguimos trazer novos voos, e queremos mais ainda, rodoviária, porto, cerca de nove mil leitos de hotel, com resorts de luxo com cinco estrelas, além das pousadas. Tudo para incrementar o turismo no município, afinal, queremos que os visitantes se sintam em casa”, disse Mário Alexandre.

Para atrair ainda mais turistas, o prefeito aposta em festivais, como o “Festival Internacional do Chocolate e Cacau”, que trouxe 200 mil visitantes à cidade, em julho deste ano, de acordo com a Prefeitura. “No entanto”, ponderou Mário, “Existe o problema da sazonalidade, pois a cidade fica cheia no verão, mas no outono/inverno o movimento diminui bastante. Para atrair movimento na baixa estação, existe a possibilidade dos festivais”, afirmou.

Estratégia de comunicação – “Para nós é muito importante, pois é nesses momentos que conseguimos construir uma estratégia de comunicação que trará o mais importante: o objetivo do cliente. Seja ele público ou privado, temos que garantir que ele atingirá a audiência que procura. E, de fato, temos uma série de alternativas que são diferenciadas e inovadoras para isso”, afirmou Renata Correia.

“Ilhéus é uma cidade importantíssima na Bahia, por conta de seu turismo, economia, história e cultura. Nós temos uma ligação muito forte com a cidade, apesar da nossa afiliada, a TV Santa Cruz, estar em Itabuna”, completa a diretora. Acompanharam o encontro, a diretora de Mercado, Juliana Jozzolino, a gerente comercial do CORREIO, Luciana Gomes e a coordenadora comercial das Rádios Ibahia e IContent, Daniela Martins.

POLÍTICA: Campanha do PSL baiano promove filiações

POR: VN

O Partido Social Liberal (PSL) promoveu neste sábado (17) uma grande campanha para a admissão de novos filiados. Na Bahia, o evento para ingressar na sigla foi realizado no Fiesta Bahia Hotel. Estiverem presentes a deputada federal e presidente do partido no estado, Dayane Pimentel, além do seu marido e secretário do Trabalho, Esportes e Lazer (Semtel) de Salvador, Alberto Pimentel e os deputados estaduais Capitão Alden e Pastor Tom.

Segundo maior partido na Câmara dos Deputados, o PSL ainda tem grande resistência no Nordeste. Segundo levantamento feito pelo jornal Estadão, dos 151 deputados federais que representam as região, o partido tem apenas cinco, o equivalente a 3,3,% do total daqueles parlamentares – em todo o país, são 513 -, sem ter conquistado sequer um senador ou governador nos nove Estados.

A hora extra vai acabar? Vou trabalhar aos domingos? Tire dúvidas sobre a ‘minirreforma trabalhista’

POR: TERRA

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (13) a Medida Provisória (MP) 881, apelidada de “MP da Liberdade Econômica”. Enviada pelo governo ao Congresso em maio, o texto limita o poder de regulação do Estado, cria direitos e garantias para a atividade econômica e regula a atuação do Fisco. Mas também alterou algumas regras trabalhistas – e por isso, políticos de oposição passaram a chamar a proposta de “minirreforma trabalhista”.

O texto-base foi aprovado na noite de terça-feira por 345 votos a favor e 76 contrários. Na noite de quarta, os deputados concluíram a votação dos chamados destaques – que são sugestões de mudanças feitas pelos partidos. Todos os destaques foram rejeitados.

A redação final foi formatada pelo deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), o relator da MP. O texto aprovado é bem diferente do enviado inicialmente pelo governo – vários dispositivos considerados polêmicos foram retirados, e diversos outros foram incluídos. Goergen colocou em seu relatório, por exemplo, o texto da MP 876, sobre abertura e fechamento de empresas, que tinha perdido a validade em 11 de julho.

O texto aprovado traz mudanças em vários assuntos: regras sobre o uso de documentos digitais; o uso de fundos de investimentos; o fim de uma reserva financeira do governo chamada Fundo Soberano; a criação de um comitê para decidir questões tributárias, etc.

De acordo com Jerônimo Goergen, dados do próprio governo dizem que a medida tem potencial para permitir a criação de 3,7 milhões de empregos nos próximos dez anos.

“O que a nova lei faz é extinguir uma série de burocracias, reduzir o risco e a complicação para produzir no país. Um dos problemas do Brasil é que várias normas foram sendo criadas ao longo do tempo, que não deram certo. Aí, ao invés de acabar com o que não deu certo, cria-se mais uma regra nova em cima”, diz ele.

Já para o professor da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), Flávio Roberto Batista, o saldo da nova lei é negativo, do ponto de vista de direitos trabalhistas.

A MP foi apresentada como um esforço para reduzir entraves burocráticos, mas inclui também mudanças importantes em direitos trabalhistas – como a limitação do trabalho aos domingos e o controle de ponto. No fim das contas, faz parecer que estes direitos também são meros entraves burocráticos, diz o professor, que é especialista em direito trabalhista e previdenciário.

“Você mistura questões burocráticas, como o sistema eSocial (de escrituração de obrigações trabalhistas e fiscais), com questões que não são burocráticas, que são direitos. O controle de ponto, por exemplo, não é uma mera burocracia, é a garantia de que a jornada vai ser observada e de que o trabalhador vai receber as horas extras dele”, diz Batista.

Mas afinal, o que muda para quem não é dono de empresa e nem pensa em abrir uma?

Para os trabalhadores, as principais mudanças estão relacionadas com a carteira de trabalho digital, jornadas aos domingos e o registro de ponto.

Você vai ser obrigado a trabalhar aos domingos? A hora extra vai acabar? Não vai mais existir aquela carteira de trabalho com a capa azul? Essas novas regras começam a valer quando?

A BBC News Brasil conversou com advogadas especializadas na área, além de Goergen e do professor da USP, para responder a estas dúvidas.

1) Eu terei de trabalhar aos domingos?

Não necessariamente seu patrão vai mudar sua escala de trabalho, mas saiba que isto agora é possível para qualquer categoria profissional.

Na prática, a MP estende para todos os setores da economia a regra que já existe hoje em algumas categorias profissionais (comerciantes, garçons, médicos e jornalistas, por exemplo). Estas pessoas já trabalham aos fins de semana algumas vezes por mês. Depois, o trabalho no fim de semana é compensado com uma folga em dias úteis (“dias de semana”).

A votação dos destaques foi concluída nesta quarta-feira (14). Todas as alterações foram rejeitadas
A votação dos destaques foi concluída nesta quarta-feira (14). Todas as alterações foram rejeitadas

Foto: Senado Federal / BBC News Brasil

“A nova regra determina que o chamado repouso semanal remunerado de 24 horas precisa ser aos domingos pelo menos uma vez a cada quatro semanas. Ou seja, pelo menos uma vez por mês a pessoa tem que folgar aos domingos”, diz a advogada trabalhista Cristina Buchignani, sócia do escritório Costa Tavares Paes Advogados.

“Quando a pessoa trabalhar aos domingos, ela pode receber uma folga durante a semana. Se isto não acontecer, ela ganha em dobro as horas trabalhadas no domingo”, explica a advogada. Ela acrescenta que essa decisão – sobre se haverá folga ou pagamento em dobro – compete ao empregador.

Além disso, a jornada de trabalho regulamentar no Brasil continua sendo de 44 horas semanais – a medida provisória não alterou esse ponto.

Salvo casos extraordinários, o trabalhador também tem direito de saber com antecedência quando terá de trabalhar aos domingos, diz Buchignani.

Segundo Flávio Roberto Batista, da USP, as regras sobre trabalho aos domingos foram sendo expandidas gradualmente, ao longo do tempo.

“O regramento da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho, de 1943) proibia o trabalho aos domingos, como regra, e abria exceção para os trabalhos que eram considerados indispensáveis. Era o caso de um hospital, ou de um forno industrial que não poderia ser apagado”, diz ele.

No começo dos anos 2000, uma mudança legal estendeu a possibilidade para os trabalhadores do comércio – neste caso, o trabalho não era “indispensável”, mas era conveniente para aquele tipo de atividade econômica.

“Agora, estenderam isso a todo e qualquer trabalhador. Coloca o empregado sob o arbítrio dos patrões, mesmo em situações nas quais o trabalho aos domingos não seja importante do ponto de vista do negócio (como é no comércio)”, critica ele.

2) A marcação de ponto e as horas extras vão deixar de existir?

Não. Tanto a marcação de ponto quanto as horas extras continuam existindo. Apenas as regras para a marcação do ponto vão mudar.

MP foi aprovada em regime de urgência na Câmara (foto). Agora, precisa passar pelo Senado até o dia 27 de agosto
MP foi aprovada em regime de urgência na Câmara (foto). Agora, precisa passar pelo Senado até o dia 27 de agosto

Foto: Agência Câmara / BBC News Brasil

Antes da MP, só empresas com menos de dez empregados estavam liberadas de registrar o ponto dos empregados, seja com um relógio de ponto (eletrônico) ou com uma folha de ponto. Agora, este limite foi ampliado: empresas com até 20 empregados estão desobrigadas de registrar o ponto.

Além disso, a MP criou o chamado “ponto por exceção”. Nessa modalidade, o trabalhador não precisa mais registrar o ponto todos os dias.

“Ele só fará isso quando trabalhar além da sua jornada normal, ou em dias fora de sua escala, por exemplo, para fins de recebimento de suas horas extras. Anoto o que é exceção, o que foge da minha jornada normal”, diz a advogada trabalhista Bárbara Anacleto, coordenadora da área trabalhista do escritório Nelson Wilians & Advogados Associados.

O “ponto por exceção” poderá ser usado quando for acordado em convenção coletiva (pactuado pelos sindicatos dos trabalhadores e dos patrões de determinada categoria numa região), por acordo coletivo (em cada empresa) ou até por um acordo individual do trabalhador com sua empresa.

“Mas esse acordo individual não poderá ser arbitrário, nem da parte do trabalhador, nem do patrão. Se você quiser fazer dessa forma, terá que fazer com que seu empregador concorde com você, e então formalizar por escrito”, diz a advogada Cristina Buchignani.

3) A carteira de trabalho azul vai deixar de existir?

Gradualmente, sim.

Alguns pontos da MP - como o formato da nova carteira eletrônica - ainda dependem do Ministério da Economia
Alguns pontos da MP – como o formato da nova carteira eletrônica – ainda dependem do Ministério da Economia

Foto: Agência Brasil / BBC News Brasil

A medida provisória determina que novas carteiras de trabalho sejam emitidas pelo Ministério da Economia “preferencialmente em meio eletrônico”. A carteira em papel será exceção, mas nada muda, a princípio, para quem já tem a carteira azul.

A solução tecnológica ainda precisa ser elaborada pelo Ministério da Economia (que absorveu o antigo Ministério do Trabalho), mas sabe-se que a nova carteira de trabalho eletrônica estará vinculada ao CPF da pessoa. O formato deve ser parecido com o que já existe para a carteira de motorista (a Carteira Nacional de Habilitação) online.

4) Quando as novas regras passam a valer?

Na verdade, a MP já entrou em vigor na data em que foi editada pelo Palácio do Planalto, no dia 1º de maio de 2019.

Na prática, governo e empresas estão esperando a aprovação no Senado e a sanção de Jair Bolsonaro para efetivar as mudanças.

Mas atenção: o texto que está em vigor por enquanto é o editado originalmente pelo governo, e não o relatório de Goergen. As novas regras, tais como propostas pelo deputado do PP gaúcho, só entrarão em vigor depois que a medida provisória for aprovada pelo Senado e sancionada por Bolsonaro.

Depois de aprovada no Senado, a MP ainda passará pela sanção do presidente da República, Jair Bolsonaro
Depois de aprovada no Senado, a MP ainda passará pela sanção do presidente da República, Jair Bolsonaro

Foto: Governo Transição / BBC News Brasil

O Senado tem até o dia 27 de agosto para aprovar a MP. Caso contrário, ela perde a validade. Se aprovada pelos senadores, a MP passa a ser chamada de Projeto de Lei de Conversão (PLV), e segue para a sanção (ou veto) do presidente da República.

“O próprio texto da Medida Provisória diz que várias coisas dependem de regulamentação, especialmente quando há a necessidade de criar estruturas (como o comitê de normas tributárias) ou definir procedimentos (caso da carteira de trabalho digital). Por isso mesmo depois que a nova lei for sancionada e entrar em vigor, ela ainda vai levar um tempo para produzir seus efeitos”, diz Jerônimo Goergen à BBC News Brasil.

“O que eu percebo é que o governo já está se estruturando para fazer de forma rápida essa regulamentação, uma vez que a MP seja aprovada”, diz o deputado.

ILHÉUS: Projeto Educar para não afogar promove Campeonato de Salvamento Aquático

Inscrições abertas e gratuitas para a segunda edição do Campeonato de Salvamento Aquático, que acontecerá nos dias 19 e 20 de setembro em Ilhéus. A informação foi dada pela organização da iniciativa. No dia 19 (quinta-feira), às 17h, apresentação do Simpósio na Câmara Municipal, no centro. No dia 20 (sexta-feira), às 7h da manhã, início das provas de praia, na Cabana Palmito – Praia do Sul, com concentração e credenciamento das equipes.

De acordo com o coordenador do evento, Domingos Madureira, esta edição contará com equipes formadas por cinco componentes cada uma. No entanto, Madureira salienta que as inscrições vão até o dia 20 de setembro. “Será um grande momento para mostrar agilidade e eficiência no resgate de banhistas. As atividades estão voltadas para o condicionamento físico, técnicas de regaste e rapidez no socorro às vítimas de afogamento”.

Simpósio – A atividade abordará de forma ampla e didática toda a cadeia do salvamento aquático. “Hoje, o município de Ilhéus se destaca no resgate de grandes eventos esportivos. Vamos realizar um grande campeonato com muitas participações e atrações. Não tenho dúvida que este será mais um grande momento na vida destes profissionais, quando o bem maior é a vida. Prevenir é salvar”, conclui.

Competição – Entre os destaques da competição, a modalidade Aquathlon, com 400 metros de natação e 500 metros de corrida. Além disso, resgate com flutuante e nadadeira, resgate com pranchão, corrida a nadadeira e surf. Dados da Sobrasa indicam que o afogamento é a segunda causa de morte entre crianças de 1 a 9 anos – atrás somente de acidentes de trânsito. O número redobra a pressão por regras mais rígidas sobre segurança nesses espaços.

O encontro deve abordar ainda sobre Resgate Aquático, Salvamento Aquático Desportivo, Semana Latina Americana e Educar para não afogar (Sobrasa); Jiu Jitsu Aquático (Salvamar); Salvamento em Altura (BC); Surf Lifesaving Club; Regulamento Municipal (Sinsepi); Atendimento ao Afogado (AL Master); A importância do SAMU192 (Ovace), além das atrações Grupo de Capoeira, Fabinho – o cowboy apaixonado e mais o funk de Deivid Pato (Pago Funk).

O evento conta com o apoio da Prefeitura de Ilhéus, Pernalonga artigos para surf, Ondas Surf Store, Corta Capim, empresa de artigos para Capoeira e Sindicato dos Servidores e Funcionários Públicos de Ilhéus (Sinsepi).

Evento: II Simpósio e Campeonato de Salvamento Aquático

Local: Câmara Municipal de Ilhéus

Data: 19 e 20 de setembro de 2019

ITABUNA: Sindicato dos Rodoviários dá calote em empresário de Ilhéus

Denúncia gravíssima dando conta que o Sindicato dos Rodoviários de Itabuna (SINDROD), filiado à Força Sindical, que tem como presidente, Arlensen Antero Sousa, emitiu um cheque no valor de R$ 5.500,00 (cinco mil e quinhentos reais), para pagamento a um empresário de Ilhéus, porém o banco não processou o pagamento em decorrência de divergência ou insuficiência da assinatura, possivelmente, a assinatura no cheque foi adulterada, foi recebida pelo site do Fabio Roberto.

De acordo com o empresário, o cheque foi emitido pelo Sindicato dos Rodoviários de Itabuna no dia 12 de julho de 2018, sendo que já completou 01 ano e, até o momento, a entidade não quitou a dívida, que só faz render juros.

 

Indignado, o empresário afirma que já perdeu a conta das vezes que ligou para tesouraria do Sindicato cobrando o pagamento, e, de tanto ser enganado, acredita que praticamente perdeu o dinheiro e que sofreu calote do Sindicato dos Rodoviários de Itabuna.

 

POR: FABIO ROBERTO

O banco, por sua vez, se negou a pagar, devido à divergência na assinatura, e para que o pagamento seja efetuado, o Sindicato deve dar um cheque novo com a assinatura correta, já que o documento não pode ser representado por conta da irregularidade.

Fornecimento de água será suspenso em alguns municípios na segunda (12)

O governo do Estado comunica que o fornecimento de água será interrompido em alguns municípios, bem como em Salvador, nesta segunda-feira (12), a partir das 8h. A medida visa a realização de serviços de manutenção preventiva e melhorias em equipamentos do sistema integrado de abastecimento de água. A previsão é que os serviços sejam concluídos às 20h do mesmo dia, quando o fornecimento começará a ser retomado, de forma gradativa, nas áreas afetadas, com regularização em até 48 horas após o término dos trabalhos.

De acordo com a Secretaria de Comunicação do Estado (SECOM), durante o período de interrupção do fornecimento de água, a Embasa executará, ao todo, 102 intervenções, em diversos pontos do sistema de abastecimento. Os serviços incluem ações de manutenção preventiva, como limpeza, verificação, reparo ou substituição de equipamentos, e para melhoria operacional, como implantação de registros e ligação de novos trechos de rede distribuidora. A interrupção temporária não afetará os imóveis cuja rede interna possui reservatório domiciliar com capacidade para satisfazer as necessidades diárias de seus moradores.

Áreas afetadas

Pelo interior: Simões Filho, Lauro de Freitas, Terra Nova, Coração de Maria, Conceição do Jacuípe, Amélia Rodrigues, Santo Amaro, São Francisco do Conde, Candeias, Madre de Deus, parte de Camaçari (Busca Vida) e parte de Saubara (Acupe).

Em Salvador: Ilha de Bom Jesus dos Passos, Ilha de Maré, Ilha dos Frades, Aeroporto, Águas Claras, Alto da Terezinha, Alto do Cabrito, Alto do Coqueirinho, Areia Branca, Arenoso, Arraial do Retiro, Bairro da Paz, Barreiras, Boa Viagem, Boa Vista de São Caetano, Boca da Mata, Bom Juá, Bonfim, CAB, Cabula, Cabula VI, Cajazeiras 2 a 11, Calabetão, Calçada, Caminho de Areia, Campinas de Pirajá, Canabrava, Capelinha, Cassange, Castelo Branco, Coutos, Curuzu, Dom Avelar, Doron, Engomadeira, Fazenda Coutos, Fazenda Grande do Retiro, Fazenda Grande I a IV, Granjas Rurais, IAPI, Itacaranha, Itapuã, Itinga, Jaguaripe I, Jardim Cajazeiras, Jardim Cruzeiro, Jardim das Margaridas, Jardim Santo Inácio, Jd. Nova Esperança, Liberdade, Lobato, Mangueira, Marechal Rondon, Massaranduba, Mata Escura, Monte Serrat, Moradas da Lagoa, Mussurunga, Narandiba, Nova Brasília, Nova Esperança, Novo Horizonte, Novo Marotinho, Palestina, Paripe, Patamares, Pau da Lima, Periperi, Pernambués, Pero Vaz, Piatã, Pirajá, Plataforma, Porto Seco, Praia Grande, Resgate, Retiro, Ribeira, Rio Sena, Roma, Saboeiro, Santa Luzia, Santa Mônica, São Caetano, São Cristóvão, São Gonçalo, São João do Cabrito, São Marcos, São Rafael, São Tomé, Sete de Abril, Stella Maris, Sussuarana Nova e Velha, Tancredo Neves, Trobogy, Uruguai, Vale dos Lagos, Valéria e Vila Canária.

ILHÉUS: NOTA DE ESCLARECIMENTO – SEMA – SUPRESSÃO DE ÁRVORES

Em resposta a nota publicada no site Petição Pública no último dia 7 de agosto, cujo abaixo-assinado em repúdio ao corte de 23 árvores plantadas às margens da BA-001, Ilhéus-Una (entre os km 1 e 2), endereçada ao prefeito Mário Alexandre e ao secretário de Desenvolvimento Econômico, Meio Ambiente e Urbanismo, Jerbson Moraes, a Superintendência do Meio Ambiente esclarece que as árvores ‘marcadas’ não serão totalmente suprimidas, parte delas serão podadas.

A iniciativa conjunta, que conta com o apoio das secretarias municipais de Infraestrutura (Seinfra) e Serviços Urbanos (Secsurb) participam, faz parte do projeto de requalificação da Orla Sul, que visa o ordenamento urbanístico do lugar. O setor salienta ainda que a via possui uma rede de macrodrenagem que se encontra danificada por conta das raízes de algumas árvores, que infelizmente serão suprimidas.

Mediante vistoria técnica prévia, o Município mantém o máximo de cuidado para atingir o mínimo possível dessas árvores. Contudo, as que foram selecionadas, já provocaram danos substanciais, e podem causar acidentes com proporções ainda maiores. Neste caso, haverá substituição das árvores, com ação de plantio de mudas em alguns pontos já iniciados.

As árvores que serão plantadas fazem parte do projeto de arborização urbana, com mudas de espécies nativas da Mata Atlântica. A ideia é ter o maior número de diversidade possível. É importante esclarecer que toda e qualquer ação de supressão vegetal (corte ou poda de árvore), sem autorização, configura-se em crime ambiental, passível de punições previstas em lei.





web