WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

sufotur secom bahia



outubro 2023
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
videos


:: 5/out/2023 . 19:42

Bafauê: É o Tchan participa de micareta da casa da barra de Carlinhos Maia e lança música do carnaval 2024: confira o vídeo

Foto: @olhargustavo

O grupo É o Tchan lançou nesta quarta-feira (4), na casa da barra do influenciador Carlinhos Maia, sua nova música de trabalho e que poderá ser a música do carnaval 2024.

Foto: @olhargustavo

Beto Jamaica e Compadre Washington deram um show a parte na casa mais on-line do Instagram. Convidados pelo maior influenciador digital do país, Carlinhos Maia, eles tiveram a missão de transformar a residência num carnaval de Salvador, a missão foi cumprida.

Além disso, o grupo baiano mais amado do Brasil, aproveitou para lançar sua nova música de trabalho, “se deliciou”, será a aposta para o verão e carnaval de Salvador 2024. O hit estará sendo gravado nesta sexta-feira (6) e logo estará disponível nas plataformas digitais.

Foto: @olhargustavo

Essa apresentação na casa da barra, rendeu bons frutos no quesito seguidores. Beto Jamaica que antes tinha 400k, pulou para 505k, já Compadre, de 270k, foi para impressionantes 505k também. Eles merecem!!!

Em breve, o É o Tchan irá  lançar um novo EP que terá participações  especiais de artistas da música baiana, nomes como: Márcio Victor, Oh polêmico e Eddy City compõe o time dos feats com banda.

A banda que está completando 30 anos de carreira, promete agitar o verão 2024 com muitas novidades.

Confira o momento que o Tchan lança o novo hit na casa da barra:

 

Política: ‘Vitória do povo’, diz Mário Alexandre após aprovação do projeto de recomposição do FPM

Aprovado pelo Senado na noite da última quarta-feira (4), o Projeto de Lei Complementar 136/2023 prevê a recomposição das perdas ocorridas de julho a setembro no Fundo de Participação dos Municípios (FPM). A decisão atende o pleito dos chefes do Executivo de todo o país, que participaram de um grande movimento municipalista em Brasília, nos dias 3 e 4 de outubro, em busca de soluções para a crise financeira enfrentada pelas prefeituras.

Agora, o texto segue para sanção presidencial. O prefeito Mário Alexandre esteve presente na mobilização realizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e usou as redes sociais para comemorar a aprovação do projeto.

“A força da união venceu. O Senado entendeu a importância desse repasse para manutenção de serviços essenciais que garantem qualidade de vida à nossa população. Agradeço primeiramente a Deus e aos nossos líderes, os senadores Otto Alencar, Jaques Wagner e Ângelo Coronel que lutaram conosco. Uma conquista municipalista. Uma vitória do povo”.

Conforme o governo, serão destinados R$ 2,3 bilhões ao FPM. A quantia seria transferida apenas em 2024. Otto Alencar foi o autor do requerimento de urgência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que permitiu que o projeto fosse encaminhado rapidamente para ser votado em Plenário. Jaques Wagner defendeu que fossem retirados os destaques que poderiam modificar o texto, a fim de assegurar a celeridade da aprovação.

“O que precisamos e queremos é o cumprimento real do pacto federativo, para solucionar uma crise que é estrutural”, disse o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski. A aprovação imediata é o reflexo da união em favor dos municípios brasileiros, que passam por um momento de dificuldades financeiras. O texto também trata da compensação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias (ICMS), cujo repasse será antecipado aos Municípios neste ano.

Ilhéus: Engenheiro Anderson Magalhães aponta solução definitiva para contenção do avanço da maré nas praias do norte

Utilizando-se de linguagem simples, o engenheiro civil ANDERSON ANDRÉ LIMA MAGALHÃES, manifesta-se sobre o avanço da maré na zona norte de Ilhéus, sobre a areia na orla do Pontal, bem como apresenta sua visão sobre as condições de infraestrutura no entorno do Porto Sul.

No que diz respeito ao avanço da maré, Anderson Magalhaes salienta a necessidade de complementação dos espigões e uma alternativa melhor ao enrocamento feito ao longo da orla do São Domingos, sugerindo muro de alvenaria de pedra semelhante ao existente no trecho compreendido entre o Opaba e a Ponte Jorge Amado ou a colocação de blocos de concreto montados em formato de Lego tomando como exemplo, sistema construtivo executado na praia de Jatiuca em Maceió.

O engenheiro civil, salienta os impactos ambientais decorrentes do avanço discriminado do Cais do porto da Codeba e da necessidade de dragagem da areia principalmente no trecho na baia do Pontal e ainda apresentando alternativa para usar areia dragada como insumo para pavimentação das estradas vicinais, técnica chamada de Areia asfáltica usinada a frio, amplamente utilizada em estradas vicinais no Ceará.

No tocante as condições de infraestrutura no entorno do Porto Sul, Anderson Magalhaes ressalta que esse temática foi objeto de seu TCC – Trabalho de Conclusão de Curso em 2012. Com exceção da Rodovia BA-001 e da rodovia feita para acesso ao Porto Sul, nenhuma via é pavimentada, o sistema de drenagem pluvial é inexistente, o processo de desativação do aterro sanitário (lixão) de Itariri foi iniciado em 2022 e não foi concluído, o transporte público é precário, não existe um programa habitacional para atender potenciais trabalhadores do Porto Sul e da ferrovia, do São Domingos em diante os munícipes não possuem água encanada, nem esgoto. Muitas das vezes utilizam-se de poços para recolher água para consumo e o esgoto é jogado no Rio Almada, num ciclo que fatalmente se transforma em um problema ambiental e de saúde publica. Não existem Hospital, UPAs, ou Unidades Básicas de Saúde, e grande parte das poucas unidades de estratégia de saúde da família existentes estão fechadas. Na educação a zona norte também não possui uma escola de nível médio ou técnico e escolas de nível fundamental necessitam de manutenções como exemplo a escola de Ponta do Ramo.

O novo aeroporto, o Porto Sul e a ferrovia Oeste Leste tem potencial para desenvolver economicamente a cidade, mas políticas públicas principalmente na área de infraestrutura precisam ser feitas imediatamente. As condições atuais da infraestrutura, não são atrativas para industrias se instalarem na cidade. Podemos ter um pólo industrial que recebe o minério por exemplo e transforma em aço, recebe a soja de Barreiras, beneficia e transforma em glicerina de soja, óleo de soja, lecitina de soja, biocombustível de soja, etc… podemos ter uma refinaria que beneficia o petróleo e gás natural, enfim, o cenário atual não condiz com os investimentos em uma cidade com forte potencial logístico, que beira os 500 anos, pontua Anderson Magalhaes.

As soluções, segundo Anderson Magalhães, para essa e outras problemáticas da cidade perpassam pelo Plano Diretor e, a participação da sociedade civil organizada, bem como a efetiva atuação do Conselho das Cidades são de fundamental importância para o sucesso desse vital instrumento de planejamento urbano da nossa cidade. Finalizando, Anderson Magalhães diz ter sido presente em todas as audiências públicas do plano diretor porém segundo cronograma feito pela empresa Arcadis, as oficinas foram regionalizadas e aguarda novas etapas do projeto de Lei para contribuir com o desenvolvimento econômico e sustentável da cidade como um todo.

Anderson Magalhães é engenheiro civil, técnico em serviços públicos.

Acervo técnico:
Montagem estruturas.metalicas provisórias carnaval de Salvador – Praticáveis de Saúde;
Montagem, instalação e operacao usina de asfalto;
Obras de contenção de encostas escalonadas com drenagem pluvial;
Pavimentação de diversas vias em paralelepípedos;
Reforma prédio TRT Ilhéus-Ba;
Reforma Câmara de Vereadores de Ilhéus – Fachada e Plenário;
Cobertura da feira livre de Buerarema;

LEM: Danilo Henrique comemora 1º dia de aula de bolsista do município, no Graduar Internacional, em Portugal

Graduar Internacional: Danilo Henrique comemora 1º dia de aula de bolsista de LEM em Portugal

“Eu falei a Eryca que aproveite muito a experiência, porque pensamos esse programa exatamente para dar oportunidade a qualquer criança, qualquer jovem que sonha em ganhar o mundo, sonha em morar e fazer faculdade no exterior para se formar e dar uma vida digna a sua família”. Foi assim que Danilo Henrique, secretário de Governo de Luis Eduardo Magalhães (LEM), comemorou, nesta quarta-feira (04), o primeiro dia de aula da estudante Eryka Andrade Santos, beneficiária do Programa Graduar Internacional, instituição pública de ensino superior Politécnico de Leiria, em Portugal.

“O Graduar Internacional se propõe a trazer igualdade e justiça social a quem mais necessita e possibilita
que qualquer criança de qualquer faixa de renda possa ter educação de qualidade. O conhecimento que esses jovens adquirem no exterior, a exemplo de Eryka, nossa pioneira, com certeza resultará em contribuição futura para o desenvolvimento do Oeste, da Bahia e do país”, projetou Danilo.

O titular da Segov disse ainda que LEM é o primeiro município do Brasil a oferecer um programa como esse. “A seleção foi feita com base na nota do ENEM e a estudante vai cursar Gestão, no Politécnico de Leiria, durante 3 anos. Estou muito feliz de fazer parte deste projeto e de poder ajudar o prefeito Júnior Marabá a investir nas pessoas”, afirmou.

Antes de embarcar para Portugal, a estudante luiseduardense de 20 anos festejou o programa da gestão municipal. “Sonho que é sonho, nunca sai do coração, então quando eu vi o programa, pensei, não custa nada tentar. Tentei e consegui. Está sendo um misto de sentimentos, ansiedade, felicidade, medo do novo, porque é uma mudança radical, mas de ver todo esse sonho sendo realizado, tem sido um sentimento incrível”, declarou.

Bolsa de estudos

O Graduar foi lançado no primeiro semestre deste ano, com o objetivo de incentivar o esforço dos estudantes da rede pública de LEM a buscar mais conhecimento e motivação em um intercâmbio internacional.

Segurança: Operação realizada nos 417 municípios baianos prende 36 pessoas em flagrante

A Polícia Militar da Bahia realizou ontem (4) a 13ª edição da Operação Força Total nos 417 municípios baianos. Tendo como objetivo a ampliação da ostensividade da tropa, a realização de abordagens preventivas (blitze) para a apreensão de drogas e armas de fogo e a prisão de criminosos, a operação foi realizada com o emprego máximo do efetivo policial (administrativo e operacional).

Ao final desta edição, a PM abordou mais de 69 mil pessoas e mais de 39 mil veículos (carros e motos), resultando na apreensão de 27 armas de fogo, na recuperação de 22 veículos com restrição de furto ou roubo, na prisão em flagrante de 36 pessoas e no cumprimento de 16 mandados de prisão.

Todos os bairros da capital e municípios do interior do estado foram contemplados com as ações de intensificação do policiamento, através de pms que atuaram a pé, com a utilização de viaturas (carros, motos e bases móveis), cavalos e aeronaves, em áreas urbanas e rurais. A operação ocorreu até às 22h de ontem.

Balanço – A Operação Força Total, no acumulado das 13 edições, já retirou 251 armas de fogo de circulação, prendeu 431 criminosos em flagrante e recuperou 222 veículos. As ações desempenhadas pela PM também resultaram no registro de 262 termos circunstanciados de ocorrência (TCOs), na apreensão de 87 adolescentes e no cumprimento de 174 mandados de prisão nos 417 municípios baianos.





web