O deputado estadual Fabrício Pancadinha (SD) foi proibido pelo juiz Ulysses Maynard Salgado, titular da 1ª Vara da Fazenda Pública, de realizar ou financiar obras não autorizadas nas áreas urbanas e rurais de Itabuna. A determinação, emitida em 11 de setembro, foi tornada pública nesta terça (19), quando o Pancadinha compartilhou em seu instagram.

Foto: reprodução

Recebi com profunda tristeza a decisão liminar que determina a suspensão de toda e qualquer conduta de fomento e execução de obras no município de Itabuna. Com todo respeito, essa decisão é um absurdo!

Não sou eu quem realizo as obras. A comunidade cansada de esperar pelo poder público, resolveu unir forças para buscar uma melhor qualidade de vida.

E eu apenas sou incentivador e apoiador dessa causa. Mesmo antes de me tornar político, sempre coloquei a mão na massa com meu povo, e faço isso como cidadão, não como parlamentar.

Sendo assim, entendi que o município quer parar a comunidade. É isso mesmo? O que vocês acham?, disse o deputado no seu perfil do Instagram

Essa proibição atende ao pleito da Administração Municipal de Itabuna. Conforme a prefeitura municipal, ao empreender obras sem autorização, o deputado está tomando a autoridade do município, desrespeitando regulamentos ambientais e de ordenamento territorial, e colocando em risco a população. Para desencorajar a continuação das intervenções, o tribunal estabeleceu uma penalização diária de mil reais em caso de descumprimento da ordem, com um limite máximo de R$ 30 mil.