WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

camara ilheus secom bahia





novembro 2022
D S T Q Q S S
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
videos


:: 3/nov/2022 . 19:38

Política: Governo da Bahia e governador eleito Jerônimo Rodrigues montam equipe de transição

O governador Rui Costa recebeu, nesta quinta-feira (03), na governadoria, no Centro Administrativo, o governador eleito Jerônimo Rodrigues e o vice-governador eleito, Geraldo Júnior, para iniciar as tratativas de transição de governo. Após a reunião, a imprensa foi recebida em uma entrevista coletiva. “Nós fizemos esse encontro para montar a equipe de transição, vamos fazer um decreto esta semana ainda nomeando a comissão que vai tomar as providências necessárias para todo o fluxo de informações com as pessoas indicadas pelo governador eleito Jerônimo Rodrigues”, afirmou Rui.

O governador disse ainda que a comissão fará levantamentos, estudos e apresentará ao governador eleito as sugestões para que ele avalie os nomes que irão compor o governo. Rui Costa destacou que, a partir da nomeação da equipe de transição, o ritmo de anúncios e decisões caberá a Jerônimo Rodrigues. “No que eu puder contribuir e facilitar ao máximo, eu o farei. Se necessário for, também poderemos antecipar algumas medidas solicitadas pelo novo governador, enviando os projetos de lei para a Assembleia Legislativa, para que não seja preciso aguardar o início dos trabalhos legislativos, já que a casa só volta a funcionar em fevereiro”, ponderou.

Jerônimo Rodrigues ressaltou que desde segunda-feira já está em contato com Rui Costa para tratar da transição. “Nós já nos reunimos também com o vice-governador eleito, Geraldo Júnior e a equipe de trabalho que eu tenho e oficializamos ao governador Rui Costa o pedido do decreto que nomeia a comissão por parte do governo e por parte do novo governo. Não estamos tendo dificuldade com isso”.

Composição do novo governo

Sobre os nomes que irão compor o novo secretariado, Jerônimo disse que ainda não há nada definido, apenas que haverá trocas. “A gente está desenhando isso com a ajuda do Governo do Estado e ainda com o que está sendo definido para o Governo Federal. Lula já avisou que vai investir em Turismo, por exemplo. Precisamos saber o que construir aqui para compor e aproveitar esse planejamento. Lula disse que vai criar um ministério dos povos originários, povos indígenas. Vamos ver como fazer esse intercâmbio de políticas públicas. E faremos isso sem deixar de nos preocupar com as pastas prioritárias, Segurança Pública, Saúde, Educação, entre outras”.

Últimos dois meses

Rui afirmou que a prioridade de agenda nos dois meses restantes de governo é levar ações aos municípios baianos nos quais ele ainda não foi oficialmente, em ato de governo. “Eu quero, além de passar de 900 viagens ao interior da Bahia, completar os 417 municípios com visita oficial”. O governador afirmou que seguirá com a rotina de trabalho. “Nós temos licitações que estão em curso, eu iniciarei as obras. Tudo o que tiver que ser licitado eu licitarei, Jerônimo vai inaugurar, e muita coisa ainda eu também vou inaugurar”.

Por Profº Emenson Silva: A derrota de Bolsonaro simboliza a vitória da democracia

A vitória de Lula representa o processo de redemocratização do Brasil, após quatro anos de divisão, discursos ofensivos e ódio, fake news, negacionismo e retorno ao mapa da fome, sem contar o alto índice de desemprego no país. No dia trinta de outubro de dois mil e vinte e dois, brasileiros e brasileiras disseram sim à democracia e à liberdade e não ao autoritarismo e ao fascismo, que assolaram a nação.

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva terá muitos desafios e um deles será o de pacificar o país. “Não existem dois Brasis e sim um Brasil”, afirmou Lula em primeiro discurso, destacando a importância de buscar a unidade da sociedade, o respeito aos direitos de todos e todas e por que não de todes? Não podemos construir uma sociedade intolerante. Devemos fomentar uma sociedade tolerante à pauta de valores da liberdade e da justiça social.

Outro desafio importante será o de executar a relação internacional do Brasil novamente, uma vez que o governo atual nos isolou e em diversas situações nos envergonhou perante o mundo. Lideranças políticas de diversos países demonstraram felicidade com o resultado das eleições do Brasil e já entraram em contato na perspectiva de estreitar as relações socioeconômicas com o Brasil.

O Brasil voltará a ser um país de todos e chegaremos com toda força ao cenário internacional na busca da construção de um mundo melhor. Diferentes se encontram em direitos que são iguais, porque a democracia foi realizada com seriedade, alegria e esperança, isso resume o processo eleitoral e o seu resultado que deve ser constitucionalmente respeitado.

A vitória de Lula é a esperança de que a vida do povo brasileiro irá melhorar, avançar nos aspectos sociais, culturais, econômicos, equidade social e respeito à diversidade. Tudo isso contrapondo o discurso de Bolsonaro de extrema direita, focado na família, na religião e na árdua defesa do armamento da população e do ódio, se apresentando como um outsider da política nacional, o forasteiro, o intruso, o verdadeiro estranho do processo que exige na verdade habilidades para liderar e governar.

Acredito que outro Brasil é possível. Saímos de dias sombrios e buscamos a esperança de dias melhores com a possibilidade de no mínimo ter o direito de viver e comer, viver dignamente em uma sociedade mais humana, justa, solidária e fraterna.

Por Profº Emenson Silva

Coordenador do Projeto Transformar





web