WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura ilheus



janeiro 2022
D S T Q Q S S
« dez    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
videos


:: 5/jan/2022 . 18:20

“Com a nova Policlínica, Ilhéus torna-se pólo regional de saúde”, afirma Soane Galvão

Com a assinatura da ordem de serviço pelo governador Rui Costa na tarde desta quarta-feira, 5, a nova Policlínica Regional de Saúde, com investimentos de 25 milhões de reais, vai colocar Ilhéus, definitivamente, como um pólo de referência em Saúde para todo o Sul da Bahia, é o que afirma Soane Galvão. Ao lado da comitiva do governo do Estado e presente na coletiva de imprensa, a secretária de Desenvolvimento Econômico e Inovação de Ilhéus, ressaltou que são muitas e prodigiosas as conquistas que a cidade tem alcançado na gestão do prefeito Mário Alexandre e por meio da parceria com o governo baiano.

“Não somente em termos econômicos com o avanço do Porto Sul, Fiol, geração de emprego e renda e recuperação econômica das famílias afetadas pelas chuvas por meio da assistência social, ajudas humanitárias, e da liberação de linha de crédito emergencial sem juros e carência, mas sobretudo, na área da saúde. A ordem de serviço da nova Policlínica Regional em Ilhéus, coloca a cidade, de uma vez por todas, como uma verdadeira referência em promoção à saúde para amparar a todos e, principalmente, aos que mais necessitam de assistência. O equipamento vai ampliar a oferta do serviço no interior do estado e melhorar a qualidade da saúde pública. Motivos de muita alegria e agradecimento por parte de nós, sulbaianos, ao governo do Estado”, declarou Soane Galvão.

A nova policlínica visa atender aproximadamente 400 mil habitantes do sul da Bahia, com acesso ambulatorial e especialidades diversas, como Angiologia, Gastroenterologia, Ginecologia e Obstetrícia, Mastologia, Cardiologia Clínica, Ortopedia, Oftalmologia, Neurologia, Dermatologia, Urologia, Endocrinologia e Otorrinolaringologia. Em articulação com o setor de Atenção Básica e assistência hospitalar, na unidade, além dos atendimentos em diversas especialidades, também será prestado apoio ao Diagnóstico e Terapia (Raio X, Tomografia, Mamografia, Ultrassonografia, Colonoscopia, Endoscopia, Ressonância Magnética, Endoscopia Digestiva, Teste Ergométrico, Eletrocardiograma (ECG), dentre outros), bem como serviços na Sala de Pé Diabético e de observação pós-procedimentos e exames; coleta para exames laboratoriais de análises clínicas; e procedimentos especiais como biópsias.

Ilhéus, que atualmente abriga o Hospital Regional Costa do Cacau e o Hospital Materno-Infantil Dr. Joaquim Sampaio, com a nova Policlínica Regional , sediará três importantes equipamentos de grande porte em Saúde no município.

Covid-19: Ministério da Saúde define plano de imunização de crianças

Ministério da Saúde vai detalhar plano de imunização de crianças contra covid-19 | Fabio Pozzebom/Agência Brasil

O ministério da Saúde vai divulgar nesta quarta-feira (05.jan) como será feita a imunização de crianças de 5 a 11 anos de idade contra a covid-19. Até agora, a previsão é que o plano seja divulgado a tarde.

Ontem (04.jan), uma audiência discutiu o assunto e informado o resultado da consulta pública aberta para ouvir a sociedade. Cerca de 100 mil pessoas opinaram e se posicionaram a favor da vacina pediátrica. Além disso, a maioria é contra a exigência de prescrição de médica e assinatura de termo de consentimento para que as crianças recebam as doses.

A vacina autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é da Pfizer. Ela possui uma dosagem menor e os frascos terão tampa de cor laranja. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga já anunciou que as doses pediátricas vão chegar ao país na segunda quinzena deste mês.

Médicos afirmam que vacinar esse grupo é mais uma frente importante no combater ao avanço da pandemia do novo coronavírus. Além disso, proteger crianças diante do surgimento de novas variantes, como a ômicron.

Expectativa

Em outubro, a Pfizer disse que a vacina é segura e mais de 90,7% eficaz na prevenção de infecções em crianças de 5 a 11 anos. O estudo acompanhou 2.268 crianças de 5 a 11 anos que receberam duas doses da vacina ou placebo, com três semanas de intervalo.

Apesar das diferenças de dosagens e frascos, o princípio ativo é o mesmo utilizado na vacinação de pessoas acima de 12 anos de idade. Em tese, devem ter prioridade, crianças com algum tipo de comorbidade ou deficiência.

Depois, deve começar a imunização por idade, em ordem decrescente, ou seja, os primeiros a serem vacinados seriam crianças de 11 e 10 anos, seguindo até alcançar os pequenos de 5 anos de idade.





web