WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

camara ilheus



agosto 2021
D S T Q Q S S
« jul   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
videos


:: 12/ago/2021 . 18:46

Lula à DW: “Em algum momento, Bolsonaro será julgado. É disso que ele tem medo”

Bolsonaro ataca a democracia porque tem medo de ser derrotado nas eleições e, então, ser julgado pelos crimes que cometeu e continua cometendo na pandemia. A sociedade brasileira, porém, não aceitará nenhuma aventura golpista do atual presidente, que tem prazo de validade curtíssimo. A análise é de Lula, que, no último fim de semana, concedeu entrevista para a empresa pública de notícias alemã Deutsche Welle (DW).

“Eu acho que, em algum momento, o Bolsonaro será julgado e é disso que ele tem medo”, afirmou Lula, após lembrar que Bolsonaro negou a seriedade da pandemia, sabotou as medidas de isolamento, não realizou uma coordenação nacional de combate à Covid-19 e, ainda, envolveu-se em esquemas de corrupção na compra e na tentativa de compras de vacinas, segundo apuração da CPI da Covid. O resultado são mais de 560 mil mortes, das quais a maior parte poderia ter sido evitada.

“Essa loucura toda que ele faz, de dizer que não vai deixar a Presidência, que se não tiver voto impresso não vale, é medo, porque ele sabe que vai perder e ele perdendo, tem medo de ser preso”, afirmou Lula. Para o ex-presidente, porém, “a sociedade brasileira não aceitará um golpe de Bolsonaro”. “O grande golpe que ele deu foi em 2018, a primeira vez que um presidente foi eleito com base em fake news. Ele mentiu durante toda a campanha, não participou de nenhum debate e foi eleito presidente da República. Ele é uma mentira”, observou.

Lula disse que há crimes de sobra para que Bolsonaro sofra o impeachment. No entanto, o presidente da Câmara, Arthur Lira, a quem cabe analisar os mais de 160 pedidos já entregues, não toma um providência e protege o atual presidente. Além disso, parte do sistema financeiro e da elite econômica ainda o apoiam porque ele tem entregado tudo que eles querem, como a destruição dos sindicatos e dos direitos trabalhistas. Mas, se Bolsonaro não for parado na Justiça, será parado nas urnas. “Não há expectativa de futuro com o Bolsonaro. (…) Ele tem prazo de validade, que vai até as eleições.”

Na avaliação de Lula, o Brasil vive um momento extremamente delicado, em que acabou dominado pela negação da política, o que enfraquece a democracia. É possível, no entanto, que o Brasil retome sua trajetória de crescimento e recupere sua democracia, defendeu o ex-presidente.

“Eu deixei a Presidência antes um pouco de o Brasil se tornar a sexta economia do mundo. O Brasil estava crescendo na economia, na defesa de sua soberania e em termos de participação internacional. O Brasil havia virado protagonista, participava de grandes decisões, passou a ser convidado para todas as reuniões do G7 e do G8, foi membro-criador do G20, foi criador com outros países dos Brics, da Unasul, da Celac. Hoje, lamentavelmente, estamos passando por um processo muito delicado, em que a política é negada e temos um presidente irresponsável, 100% mentiroso. Como eu gosto muito do Brasil e acredito que este país tem um potencial extraordinário, eu vou continuar brigando pra gente reconstruir nossa democracia e fazer o Brasil voltar a ser um país feliz”, garantiu Lula.

Ilhéus: Kaique Souza e André Cezário são nomeados secretários; saiba que pasta cada um assume

Um novo decreto publicado nesta quinta-feira (12) apresenta os nomes dos quatro secretários que atuarão no eixo de Desenvolvimento Social e Cidadania, conforme a proposta da Reforma Administrativa do Executivo Municipal.

Sob o comando da Secretaria de Educação, a professora Eliane Oliveira; já a pasta da Saúde será chefiada pelo médico André Cezário. O advogado Rubenilton Silva fica à frente da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza, enquanto Kaique Souza passa a gerir a Secretaria Especial de Juventude, Esporte e Lazer.

Confira abaixo a relação dos membros do primeiro escalão do governo.

Eliane Oliveira é secretária de Educação desde 2017. A docente possui formação em Magistério com Estudos Adicionais na área de Língua Portuguesa (1998); Formação de professores para as Relações Étnico-raciais (2008); além de Capacitação para Gestores Escolares – PROGESTÃO (2010). Ela é Especialista em Psicopedagogia Institucional (2013) e possui Licenciatura em Letras – Português/Inglês (2010).

A titular da Educação também possui Licenciatura em Pedagogia (2014), sendo especialista em Gestão do Trabalho Pedagógico – Supervisão e Orientação Escolar (2014); Gestão para Educação Municipal – GEM (2018) e Organização das Jornadas Pedagógicas dos anos: 2017 – 2021. Atualmente cursa Mestrado em Ciências da Educação (2021).

André Luíz Cezário Campos é Graduado em Medicina, com Especialização em Cardiologia e Ecocardiografia. Novo titular da pasta da Saúde, Cezário exerceu o cargo de coordenador da Rede de Urgência e Emergência da Secretaria Municipal de Saúde e do Comitê Operacional de Emergência (COE), crucial no enfrentamento da Covid-19 em Ilhéus.

Também atuou na UTI cardíaca do Hospital Moacir do Carmo e do Hospital de Clínicas Mário Lioni, no Rio de Janeiro. André Cezário é servidor efetivo do Município.

Rubenilton Silva é Advogado, Especialista em Direito Público pela Faculdade Madre Thaís e Mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela Universidade Estadual de Santa Cruz, integrando o quadro permanente da instituição até 2014.

O advogado continuará à frente da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza, antiga Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania. Rubenilton lecionou na Faculdade Santo Agostinho (2012- 2016) e atualmente é professor titular de Direito Administrativo na Faculdade Madre Thaís.

O secretário também é Membro do Conselho Municipal de Meio Ambiente e do Observatório de Impactos Sociais na área do entorno de construção do Porto de Ilhéus.

Paulo Kaique Santos de Souza é desportista desde criança. Em 1993, ele começou a frequentar a Escolinha do Professor Marcos Garcia e anos mais tarde disputou competições nos Jogos Estudantis, no Campeonato da Liga Ilheense de Futsal e da Liga Ilheense de Futebol.

Kaique também é engajado em causas sociais e conhece de perto as necessidades do esporte em local. Desde 2013 desenvolve trabalho com crianças e jovens carentes. Ele já ocupou o cargo de Monitor Esportivo no Projeto Social Nota 10, sendo Fundador do Projeto Social Grupo Jovens Em Ação e do Projeto Social Onze Vencedores (Winning Eleven).

O secretário já foi Auxiliar e Técnico da Seleção de Ilhéus e Diretor de Futebol do Colo-Colo. Trabalhou com equipes amadoras de diversos bairros, promovendo a integração entre as crianças e os jovens. Atualmente ele cursa Direito.

Para completar o quadro serão nomeados os secretários que compõem outros dois eixos da gestão municipal. As publicações deverão constar nas próximas edições do Diário Oficial.

Luto: Tarcísio Meira morre aos 85 anos após seis dias internado com Covid-19

Notícias da TV

Tarcísio Meira morreu aos 85 anos em decorrência da Covid-19 nesta quinta-feira (12). O ator estava intubado desde 6 de agosto, quando deu entrada no hospital Albert Einstein, em São Paulo, ao lado de Glória Menezes, que também passou por tratamento contra a doença.

A informação da morte foi confirmada pelo assessor do artista ao Notícias da TV. Meira estava hospitalizado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da unidade médica e recebeu tratamento de diálise contínua. Já a atriz teve apenas sintomas leves e apresentou evolução no quadro clínico.

Política: Câmara retira “distritão” e mantém coligações em texto-base de PEC

SBT News

Os líderes dos partidos na Câmara dos Deputados entraram em acordo na noite desta quarta-feira (11) para retirar o “distritão” da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sobre a reforma nas regras para as eleições de deputados e vereadores.

Em contrapartida ao veto, a volta coligações entre os partidos, extinta em 2020, foi mantida no texto-base da PEC de reforma política aprovado pelo plenário.

No modelo usado atualmente, as cadeiras da Câmara dos Deputados são distribuídas proporcionalmente aos votos obtidos por cada partido e depois destinadas aos candidatos mais bem votados de cada um.

Os deputados ainda vão analisar os demais destaques do texto, como a mudança da data de posse de governador e presidente e a proibição de eleições nas vésperas de feriados nacionais.





web