A previsão da chegada de vacinas da Johnson & Johnson no Brasil poderá ser antecipada. Em entrevista ao CB.Poder, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que as negociações estão adiantadas “Hoje mesmo, fechamos com a Janssen para trazer mais 3 milhões de doses que serão aplicadas agora no mês de junho”, afirmou.

O governo brasileiro comprou 38 milhões de doses da vacina Janssen com chegada prevista de julho até novembro. A antecipação em um mês da chegada do imunizante acelera a vacinação no país.

A Janssen é de aplicação de dose única, o que acelera o Programa Nacional de Imunização do país. O imunizante ainda está sendo testado e analisado sobre sua eficácia contra a variante brasileira da covid-19.

A vacina do laboratório Johnson & Johnson teve o uso emergencial aprovado pela Anvisa no final de março. O imunizante da Janssen foi o terceiro imunizante contra a Covid-19 no Brasil.