Lançada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-BA) na última quinta-feira (4), a Câmara de Inovação e Tecnologia (CIT) visa ampliar o trabalho desenvolvido pelo pequeno empresário ao redor do estado, oferecendo por meio de qualificações, mentorias e eventos, possibilidades de ampliação dos negócios geridos pelo setor.

A Prefeitura de Ilhéus, representada pela Secretaria de Gestão e Tecnologia, participou do evento realizado em Salvador e será membro na composição da nova Câmara. Além do fomento à inovação no comércio de bens, serviços e turismo da Bahia, a iniciativa vai abrir o leque de oportunidades na área, através de parcerias com entidades ligadas às esferas pública e privada.

“Ilhéus foi a única cidade do interior a participar desse importante encontro. É uma grande honra e reconhecimento dos nossos esforços. Buscamos cada vez mais estreitar as relações com os diversos atores de inovação em todo o estado. A iniciativa da Fecomércio acontece em um momento importante de retomada do crescimento da economia. Por isso, queremos firmar novas parceiras com empresas e entidades, capacitar pequenos empresários e empreendedores e estruturar o nosso município para atrair grandes investimentos nos próximos anos”, ressaltou o prefeito Mário Alexandre.

O secretário de Gestão e Tecnologia, Bento Lima, recordou que “em dezembro foi sancionada a Lei 4.097/2020, que estabelece a Política de Incentivo e Apoio à Inovação, com foco no fomento ao desenvolvimento tecnológico e empreendedorismo inovador, instituindo uma série de órgãos e mecanismos, bem como a concessão de incentivos fiscais às empresas e entidades da área. Estamos preparando o terreno para transformar Ilhéus em um celeiro de inovação”.

De acordo com a Fecomércio, 30 instituições foram convidadas para integrar o bloco, que realizará encontros presenciais e virtuais mensais entre os seus representantes. A CIT será ligada ao Inovacom (Centro de Inovação e Tecnologia da Fecomércio-BA), criado para gerar conexão entre empresas, governos e o setor terciário.