Compromisso com os profissionais dedicados ao ofício de educar e com todos os trabalhadores da rede municipal de ensino. Esse é um dos eixos de governo do candidato à reeleição para prefeito de Ilhéus, Marão (55). No seu plano de governo, ele coloca a educação novamente como uma das prioridades de investimentos.
Neste 15 de outubro, Dia do Professor, Marão lembra o quanto batalhou para promover as condições dignas de trabalho aos servidores da educação e melhorar a estrutura das unidades da rede municipal, que possui cerca de 22 mil alunos. Foram muitas conquistas.

“No início da gestão, vi o sofrimento dos professores, e como a educação estava maltratada, mergulhada em greves e falta de respeito, tanto em relação à estrutura, quanto ao serviço público. Hoje, os servidores da educação vivem outra realidade”, enfatiza Marão.

Melhorias

Os professores comemoram vários avanços conquistados na atual gestão. “Graças a Deus, os estudantes não ficaram sem aulas por greve de professores, que foram ouvidos e respeitados”, ressalta Marão. A valorização dos professores é evidente no pagamento do piso nacional com mais 7,68%, equiparação e reajuste do ticket alimentação (R$ 130,00 em 2017/R$ 470,00 em 2020). Os professores e trabalhadores da educação contaram também com benefícios concedidos aos servidores públicos por Marão, como os dois aumentos do salário (5% em 2017 e 2,31% em 2020).
No quesito infraestrutura, Marão construiu a Escola de Piaçaveira, que foi tema de reportagem do Fantástico, conhecida como a Escola do Terror, tornou-se a Escola do Amor, pela dignidade e condições de ensino-aprendizagem proporcionadas aos alunos e professores. Também reformou 12 prédios escolares, e, com a ajuda de parceiros, melhorou outras 16 unidades.

Entre os avanços na Educação, Marão apresenta ainda a reforma de 28 prédios escolares e construção de mais um. Como prefeito, Marão assinou ordem de serviço para a reforma de sete escolas, como a do Banco da Vitória, Dom Eduardo, Instituto Municipal de Ensino Eusínio Lavigne, Perpétua Marques, Heitor Dias, Santo Antônio e Paulo Freire.