WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

camara de ilheus



agosto 2020
D S T Q Q S S
« jul   set »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
videos


:: 25/ago/2020 . 22:34

Biografia: Conheça um pouco de Milton Meneses, pré-candidato a prefeito e empresário do É o Tchan

Milton Meneses, empresário do ramo de entretenimento, que comercializa show do É o Tchan, entre outras bandas, entrou na disputa por uma vaga no executivo do município de Salinas da Margarida.

Milton já tem incomodado a oposição com pesquisas mostrando seu crescimento.

Conheça um pouco da história dele, ele que é pré-candidato a prefeito pelo partido PP.

Pai de três filhas (Milena (22), Maria (15) e Mayara (8)), fruto do casamento com a esposa Cláudia, Milton Meneses de Souza é empresário do ramo de entretenimento. Apaixonado pela família, tem nela o verdadeiro alicerce: “É onde busco minha energia e inspiração para enfrentar s desafios e os obstáculos encontrados na caminhada. Constitui minha família em 1993, desde então trago eles como base e como fonte de força para seguir em frente”, define.

Natural de Cravolândia, Milton Meneses foi criado juntamente com oito irmãos, três deles já falecidos. Sua mãe (Luzia), divorciada de seu pai (João), desde quando ele tinha três anos de idade, dividia o tempo trabalhando como enfermeira e cuidando da família. “Meu pai não se encontra mais entre nós. Faleceu no ano de 1982. Sou grato pela vida dele, mas jamais poderia deixar de ressaltar aqui a importância de minha mãe na história da nossa família. Ela nos criou praticamente sozinha, com garra e força. É minha inspiração para não desistir”, acrescenta. 

A sua carreira profissional sempre militou muito pelo âmbito do entretenimento, eventos culturais, shows, festas e grandes carnavais. Por sempre estar envolvido com este segmento, Milton foi construindo relações importantes na esfera política, seja ela municipal ou federal, uma vez que precisava tratar com os setores de eventos públicos e/ou privados. Em 2013, ele passou a prestar serviços em alguns eventos para o município de Salinas da Margarida, onde conseguiu unir a paixão do trabalho ao amor existente pelo município com o qual ele tem história longa. No ano de 2016 ele se envolveu na campanha de reeleição, despertando assim um maior conhecimento e interesse no setor político e eleitoral. 

Em 2017, recebeu o convite de ser o coordenador, na cidade de Salinas da Margarida, da campanha do Deputado Niltinho e de Marcos Medrado. A atuação foi uma grande oportunidade de ele aprofundar seus conhecimentos, ampliando experiências com assuntos importantes na gestão da cidade, além de tomar conhecimento de diversas problemáticas executadas no município. “Percebi então o quanto era necessário que o novo fosse trazido”, afirma.

Frequentador assíduo de Salinas da Margaria, há mais de 30 anos, Milton Meneses tem no município recordações que marcaram toda a sua vida, já que a região traz lembranças do início do namoro dele com sua esposa que costumava veranear nas lindas praias. Há seis anos a região se tornou sua residência fixa.  “São muitos anos de convivência em Salinas. Levo os familiares de minha esposa como minha família e o município de Salinas como a minha casa. Foi uma grande escolha resolver viver aqui”, diz. 

CARREIRA PROFISSIONAL – Desde muito cedo, ingressou no mercado de trabalho, iniciando a vida profissional com treze anos, atuando como Office Boy de uma loja do Shopping Itaigara, em Salvador. Aos 15 anos mudou-se para o Rio de Janeiro, onde ficou morando com sua irmã. Na cidade carioca, atuou como balconista em uma panificadora, quando conseguiu o seu primeiro emprego de carteira assinada. Retornou a Salvador em 1985 e no ano seguinte conseguiu um emprego de Office Boy em uma empresa de recursos humanos, sendo promovido a encarregado de setor pessoal posteriormente. Após esse emprego, Milton ingressou em uma indústria de confecção e, nesta época, ocupava as horas vagas com projeto culturais: chegou a ser dançarino de um grupo de quadrilha junina no qual, tempos depois, ele se tornara diretor.

No anos de 1992, com a ajuda de amigos, Milton Meneses criou um grupo cultural junino, intitulado “Retrato de um Forró”. Foi quando ele ganhou gosto pelo ramo de eventos, aprimorou seus conhecimentos e começou a angariar fundos para o desenvolvimento do grupo. Entre uma reunião e outra e a realização de pequenos eventos, Milton descobriu sua aptidão para a área artística e decidiu dedicar-se a profissão de empresário de eventos. 

Em 1994, atuou em uma banda de maneira empresarial pela primeira vez. O grupo Moleques do Samba, que tinha como cantor o, hoje falecido, Genaro, que era nativo de Salinas da Margarida, foi o primeiro contato de produção musical de Milton.

Em 1996, surgiu uma grande oportunidade: ele foi parceiro da empresa Bicho da Cara Preta, produtora que cuidava de bandas como É o Tchan, Companhia do Pagode e Cafuné, banda na qual foi produtor musical por aproximadamente três anos.  Em 2000, ele assumiu o cargo de gerente comercial da empresa, cuidando dos grupos É o Tchan, Babado Novo, As Meninas, Companhia do Pagode, Gang do Samba, Beto Jamaica em carreira solo, Patchanka, Braga Boys, entre outros. 

Em 2005, Milton enfrentou mais um desafio em sua carreira:  foi convidado a ser sócio de uma produtora no Paraná para cuidar de uma turnê da artista Ivete Sangalo, além de estar à frente  de outros eventos no estado que contavam shows de artistas como Cláudia Leitte, O Rappa, Bruno e Marrone, Zezé de Camargo e Luciano, Cesar Menotti e Fabiano, Jammil, entre outros. Desafio aceito, ele atuou na região até o ano de 2007.

O Know-how e expertise de Milton, além do bom relacionamento com empresários do ramo cultural construído ao logo de toda essa temporada lhe rendeu, neste mesmo ano, mais outro convite desafiador. Ele retornou para a cidade de Salvador para recomeçar um projeto com o grupo É o Tchan, que havia acabado naquela época. Desde então, além de ter ajudado a posicionar a marca em um mercado altamente competitivo, Milton teve a oportunidade de desenvolver as contratações de diversas bandas a exemplo de Léo Santana, Harmonia do Samba, Dudu Nobre, Aviões do Forró, Calcinha Preta, Parangolé, Wesley Safadão, Revelação, Thiaguinho, entre outros.  

Ilhéus: Dragagem do porto permitirá maior fluxo de cruzeiros

Um passo importante para a dinamização da chegada de navios de cruzeiro no Porto de Ilhéus, na Costa do Cacau, será dado desta segunda-feira (24), quando a Companhia das Docas do Estado (Codeba) passou a receber propostas de empresas interessadas em realizar a dragagem de manutenção do porto da cidade. Edital de licitação neste sentido, na modalidade pregão eletrônico, foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) no último dia 20.
A obra permitirá o restabelecimento do calado de 10,5 metros do porto, favorecendo a atracação de navios maiores e a operação de navios de cruzeiro. “Esta é uma grande luta nossa que finalmente obtém resultado, depois de muitas reuniões realizadas aqui e em Brasília para que a dragagem acontecesse”, afirma o secretário do Turismo da Bahia, Fausto Franco.
Segundo ele, a intervenção possibilitará o aumento da circulação de navios de cruzeiro pelo porto da cidade durante o verão, permitindo que um número maior de turistas possa conhecer as belezas e o patrimônio de Ilhéus e toda a rica tradição em torno da cultura cacaueira da região.
O pregão ocorrerá no dia 17 de setembro, às 10h, no site licitacoes-e.com.br, precedido da abertura das propostas, às 9h30. A previsão, segundo a Codeba, é que as obras durem 90 dias. A última manutenção do calado do porto foi realizada em 2014.
Ao lado de Salvador, Ilhéus é outra cidade turística baiana que está na rota dos grandes cruzeiros marítimos. Na última temporada de verão, entre dezembro de 2019 e abril de 2020, foram realizadas 16 escalas de navios, como MSC Poesia, MSC Fantasia e MSC Seaview, no porto da cidade, com capacidade total para até 61.923 passageiros.
Atrativos 
Um dos principais destinos turísticos da Bahia, Ilhéus é procurada tanto pelos visitantes em busca de sol e praia, quanto pelos interessados em cultura e história, além da prática do turismo rural. Entre as praias mais famosas da cidade estão a dos Milionários, do Cristo e da Avenida.
A lavoura do cacau promoveu grande prosperidade em Ilhéus, com o apogeu a partir da década de 1920, quando a cidade fervilhava com cabarés, casas noturnas, cassinos e ricos coronéis. Esse ambiente de luxo, ostentação e boemia influenciou famosos romances do escritor Jorge Amado.
O legado arquitetônico inclui palacetes, monumentos e imponentes edifícios, como o Palácio Paranaguá. O Bar Vesúvio, o Bataclan, a Igreja Matriz de São Jorge e a Catedral de São Sebastião são outros importantes exemplos da herança histórica e cultural da cidade. O próprio porto antigo foi cenário de muitas histórias.
Para os que desejam conhecer mais a fundo a fonte da antiga riqueza de Ilhéus, a chamada Estrada do Chocolate, que liga a cidade a Uruçuca, preserva grandes fazendas que são verdadeiros museus do apogeu da lavoura cacaueira.

Ilhéus: Prefeitura rebate falsa notícia de suposta irregularidade do uso de recursos Covid-19

Ao contrário do informado em site noticioso de suposta violação pelo Município de Ilhéus sobre uso de recursos destinados à pandemia da Covid-19 pelo não decreto da abertura de créditos extraordinários, o ente municipal seguiu e segue a legislação e todos os procedimentos legais financeiros, recaindo o veículo de comunicação em Fake News pelo equívoco em falsa notícia levada à público.

A Procuradoria-Geral do Município de Ilhéus rebate com veemência a falsa notícia que, segundo o órgão, foi formulada maliciosamente. “Será alvo de decisão judicial nos próximos dias, para evitar que se propaguem falsas informações nos meios noticiosos que em nada contribuem para o município, nem para a população”, declarou o Procurador-Geral, Jefferson Domingues.

Isto porque a ação de enfrentamento da emergência de Saúde Pública do coronavírus (Covid-19) e a respectiva contabilização dos recursos daí originados, podem ser feitas através de crédito adicional especial ou extraordinário, conforme o recomendado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) por meio da Nota Técnica SEI nº 12774 de 2020 do Ministério da Economia, pelo Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) e pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). A legislação específica, Lei 4.320 de 1964, institui que além de extraordinários e suplementares, os créditos adicionais também se classificam em especiais, aqueles para despesas que não haja dotação orçamentária específica, como é o caso, a serem autorizados por Lei e abertos por Decreto Executivo.

É nesse sentido que em decorrência do Município de Ilhéus ter recebido recursos para aplicação em despesas no combate à pandemia, que foi publicado no Diário Oficial do Município a Lei nº 4.061, em 02 junho de 2020, com as dotações específicas para o enfrentamento da emergência Covid-19 e a autorização da abertura de crédito adicional especial, conforme ser verificada no  link: https://www.ilheus.ba.gov.br/abrir_arquivo.aspx?cdLocal=12&arquivo={4B5737CB-6B1E-785B-CA66-50DC266CBE0B}.pdf. Assim, foi garantida maior transparência junto à Casa Legislativa para análise e aprovação das despesas praticadas, tendo em vista que por créditos extraordinários, a gestão apenas comunicaria à Câmara de Vereadores, enquanto como crédito adicional especial, dependeu de prévia autorização legislativa.

O Município de Ilhéus somente praticou a despesa dos recursos recebidos, após o regular procedimento legislativo que autorizou o gasto, não havendo, dessa forma, qualquer ilicitude.

A Prefeitura de Ilhéus preza pelo exercício democrático dos órgãos de imprensa, com uma informação de qualidade e com responsabilidade, sem a zona sombria da manipulação de determinados conteúdos com claro intuito de induzir e embrenhar os leitores e os cidadãos à erro.





web