WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia





junho 2020
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
videos


:: 19/jun/2020 . 18:36

Lauro de Freitas: Autoteste de HIV é disponibilizado gratuitamente pelas Unidades de Saúde e CTA

A partir de agora as 16 Unidades de Saúde da Família (USF) e Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA/SAE) de Lauro de Freitas distribuirão autoteste para a detecção do HIV. O exame é gratuito, seguro e permite ao paciente resultado em até 20 minutos além de poder ser realizado aonde e quando a pessoa quiser.

De acordo com o coordenador do programa municipal IST/HIV/ AIDS e Hepatites Virais, o teste é feito a partir da coleta de uma gota de sangue com a efetividade de até 99,9%. “Esse exame é indicado para uso doméstico, como um autoteste de triagem inicial, conseguindo detectar a presença do vírus HIV (tipo 1 e 2), além de agentes causadores da Aids”, disse.

Na caixa do autoteste contém manual de instrução, lanceta automática estéril, dispositivo de coleta de amostra, curativo adesivo e sachê com álcool. “Os usuários com resultado positivo no autoteste, devem refazer o exame desta vez no CTA. As orientações são passadas no momento da retirada do autoteste. Se tiver dúvidas na hora da realização do autoexame para HIV, a pessoa pode ligar a qualquer hora para 0800 887-1589 ou 136, ou contatar o CTA através do telefone 3369- 9940”, informou Franklin.

Cada pessoa, munida de documento com foto, pode retirar até dois autotestes por mês. O exame é fácil e rápido, semelhante a um teste de glicemia. O usuário coleta uma pequena amostra de sangue da ponta do dedo, com a lanceta estéril fornecida na caixa e aguarda de 10 a 20 minutos. No resultado negativo, apenas uma linha colorida aparecerá na janela do dispositivo. Em caso positivo, duas linhas coloridas aparecerão.

Dia de Conscientização da Doença Falciforme alerta para a importância da doação regular de sangue

No Dia Mundial de Conscientização da Doença Falciforme (19 de junho), a Fundação de Hemoterapia e Hematologia da Bahia (Hemoba) reforça a importância do tratamento adequado de pacientes com a doença, que tem incidência elevada na Bahia. A data foi criada em 2008, pela Organização das Nações Unidas (ONU), com o objetivo de chamar a atenção para a doença, que é genética e hereditária, caracterizada por alteração nos glóbulos vermelhos (hemácias), o que dificulta a oxigenação do sangue.
De acordo com a diretora de Hematologia da Fundação Hemoba, Anelisa Streva, as transfusões de sangue fazem parte do tratamento da doença. “Quando indicado, a transfusão de concentrado de hemácias é importante na recuperação e para evitar possíveis complicações graves, como AVC em crianças. Nossa dificuldade, na maioria das vezes, é encontrar um sangue fenotipado, ou seja, mais parecido com o do paciente. A falta de doadores regulares pode causar um atraso nesse tratamento”, relata a hematologista.
O ambulatório da Fundação Hemoba, que é referência no estado para pacientes com doença falciforme e outras doenças hematológicas benignas, possui 5.204 pacientes cadastrados com doença falciforme. Além das transfusões de sangue, esses pacientes realizam consultas médicas e de enfermagem, curativos, recebem atendimento odontológico, fisioterápico, psicológico e do serviço social e assistência farmacêutica, com a dispensação de medicamentos.
Doações de sangue
Com a pandemia do novo coronavírus, a Fundação Hemoba registrou em toda a Bahia uma queda de 40% no número de candidatos à doação de sangue. “É fundamental que os voluntários mantenham as doações de sangue. Nós não tratamos somente as pessoas com doenças hematológicas, mas pacientes oncológicos também necessitam de transfusões, além da demanda de cirurgias de emergência e eletivas”, relata o diretor-geral da Hemoba, Fernando Araújo.
A Hemoba adotou medidas de prevenção e tem intensificado os cuidados contra a disseminação do vírus nas suas unidades. É possível doar sangue com hora marcada, a partir de agendamento no site da Hemoba, através do e-mail horamarcada@hemoba.ba.gov.br ou ligando diretamente para uma das 24 unidades em toda a Bahia.

Ilhéus: Câmara de Vereadores aprovou projeto que altera lei de ocupação do solo

Na sessão extraordinária desta sexta-feira (19), a Câmara Municipal de Ilhéus aprovou, com exceção de dois vereadores, o Projeto de Lei 024/2020, que altera a Lei 3.746, de 09 de outubro 2015. A sessão aconteceu no Salão Nobre do Palácio Paranaguá e foi transmitida pelo Facebook da Câmara de Ilhéus.

O PL é de autoria do Poder Executivo e inclui no artigo 5º da lei de uso e ocupação do solo a piscicultura como uma das hipóteses de uso e a implantação de radioterapia no município, seguindo exigências e determinações do Ministério da Saúde.

De acordo com os vereadores, a implantação de espaços para piscicultura como uma das hipóteses de uso do solo, vai gerar empregos e renda, já que a atividade é de relevância econômica para o município e tem importância social e científica.

Saúde: Preconceito contra obesidade prejudica o tratamento e agrava quadro emocional dos pacientes

Obesidade é a segunda doença crônica mais incidente no Brasil e o apoio das pessoas próximas é fundamental para o enfrentamento da doença

Piadas de mau gosto, apelidos pejorativos, constrangimentos e comentários ofensivos são frequentes na realidade das pessoas que sofrem de sobrepeso e obesidade. Também conhecido como fat-shaming ou gordofobia, o estigma social é caracterizado por pessoas que agem de forma preconceituosa com quem sofre de excesso de peso ou de obesidade.

 “O preconceito e o bullying não poupam nem crianças na tenra infância no ambiente escolar, atingem as crianças que sofrem de obesidade infantil, os adolescentes e os adultos durante toda a vida toda. Infelizmente, a pessoa que sofre de sobrepeso ou obesidade passa a vida sendo estigmatizada”, afirma o médico Adriano Rios, cirurgião bariátrico e diretor do NTCO (Núcleo de Tratamento e Cirurgia da Obesidade).

A obesidade é reconhecida, hoje, como importante problema de saúde pública. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, trata-se de uma epidemia global e 2,3 bilhões de pessoas no mundo estão com sobrepeso ou obesidade. .

“Obesidade é uma doença crônica e tem que ser tratada como tal. Quem sofre dessa doença não deve ser tratado como preguiçoso ou como se fosse uma pessoa com falta de força de vontade ”, explica Adriano Rios. Segundo ele, trata-se de uma doença multifatorial e progressiva, causada por fatores metabólicos, genéticos, comportamentais e culturais. O especialista explica que o paciente portador de obesidade requer um acompanhamento multidisciplinar durante toda sua vida. “Geralmente, o paciente precisa ser assistido por uma equipe que envolve médicos, nutricionista, psicólogo, educador físico e outras especialidades a depender do caso”, explica o cirurgião bariátrico. “As pessoas recorrem a comida, inclusive, para regular as emoções”, afirma Larissa Mendes, psicóloga da equipe do NTCO.

Várias pesquisas em todo mundo apontam que as pessoas que são vítimas desses abusos acabam ganhando mais peso.

“Todo indivíduo deve ser respeitado independente do seu corpo e de padrões estéticos. Ao invés do julgamento, o apoio e o acolhimento da família, dos amigos e colegas são essenciais para que a pessoa consiga buscar ajuda especializada e tratar a obesidade sem tantos danos psicológicos”, pondera a psicóloga Larissa Mendes.

Dois em cada dez brasileiros estão obesos e mais da metade da população, 55,4%, sofre de excesso de peso (sobrepeso). De acordo com o Ministério da Saúde, hipertensão (24,5%), obesidade (20,3%) e diabetes (7,4%) são as doenças crônicas de mais incidência no país.

A obesidade é o resultado de um desequilíbrio entre a quantidade de calorias ingeridas e a quantidade gasta, causando acúmulo de gordura. Entre as doenças e complicações associadas à obesidade, estão hipertensão arterial,  doenças cardiovasculares, doenças osteoarticulares, diabetes, problemas de circulação, refluxo gastroesofágico, apneia do sono, esteatose hepática (gordura no fígado), alguns tipos de câncer, disfunções respiratórias, depressão e outros transtornos psicológicos.

“A doença, associada a várias complicações e comorbidades, compromete seriamente a qualidade e o tempo de vida”, afirma Adriano Rios.  “O preconceito e a intolerância contra pessoas que já sofrem de uma doença tão complexa e de difícil controle devem ser combatidos”, conclui o médico.

Itabuna: Prefeitura e TV Santa Cruz realizam “Drive Thru Solidário” no São Caetano

A Prefeitura Municipal de Itabuna, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), juntamente com a TV Santa Cruz, realiza hoje (19), e amanhã (20) de Junho (sexta e sábado), uma ação solidária com o objetivo de ajudar famílias que estão passando por privações neste período de pandemia.

A ação intitulada “Drive Thru Solidário” tem a finalidade de arrecadar alimentos não perecíveis, materiais de limpeza e de higiene. Será instalado um toldo na rotatória do bairro São Caetano para arrecadar os materiais, no horário das 09 às 17 horas. Não deixe de colaborar!

Ilhéus: O município é 1ºlugar em transparência no combate ao Covid-19

O município de Ilhéus foi classificado com a melhor avaliação do nível de transparência das contratações emergenciais no combate à Covid-19, liderando o ranking dos 26 municípios que compõem o Território de Identidade Litoral Sul da Bahia, com o status de 1º lugar, conforme divulgado pelo Instituto Nossa Ilhéus (INI), nesta quinta-feira (18).

Com 78,48 pontos numa escala de 0 a 100, o município de Ilhéus foi classificado com a transparência “bom”, seguido por Coaraci, Una, Itapé e Itacaré. O estudo contou com a metodologia desenvolvida pela Transparência Internacional – Brasil para o Ranking de Transparência no combate à Covid-19 e contou com o em equipe do INI e de estudantes do Mestrado em Economia Regional e Políticas Públicas da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

“Para nós, essa avaliação é mais um reflexo da seriedade com que gerimos a coisa pública, nos atendo a cumprir o que é o dever do poder executivo, honrar a transparência e dar publicidade a todos os atos da administração. Essa é a tarefa de casa a ser feita por quem quer sempre o bem e o melhor para o seu povo e sua cidade, que age com responsabilidade e compromisso com os cidadãos, sempre com o coração voltado para fazer o melhor, com confiança, para o exercício e respeito à democracia e à vontade geral”, expressou o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre.

O Controlador-Geral do Município de Ilhéus, Alex Souza, destaca que a meta é chegar aos 100 pontos na próxima avaliação. A conquista foi fruto de muito diálogo e trabalho. “Fomos formalmente informados pelo INI sobre essa avaliação no último dia 9 de junho. Naquele momento, Ilhéus estava com 54,43 pontos. Conversei com o Prefeito Mário Alexandre e ele, imediatamente, motivou nossa equipe a buscar melhorias para ampliar a página da Transparência dedicada às informações sobre a pandemia. Foi então que a Controladoria-Geral do Município (CGM) juntamente com a Secretaria de Comunicação Social (SECOM) promoveram ainda mais esforços no sentido de avançar na avaliação e melhor atender a sociedade, o que resultou na avaliação em primeiro lugar. Nosso sentimento é de gratidão à toda a equipe e ao INI, bem como à 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus pelo incentivo e orientações durante todo esse período de enfrentamento da pandemia”, destacou o Controlador-Geral, Alex Souza.







rl consultoria




web