WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura de ilheus



fevereiro 2020
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
videos


:: 24/fev/2020 . 21:50

Vídeo: Veja o momento que Igor Kanário desafia polícia e pede para público vaiar a PM; Polícia Militar emite nota de repúdio

 

A passagem do pagodeiro Igor Kannário pelo Carnaval de Salvador mais uma vez gerou polêmica. Na tarde desta segunda-feira, 24, durante a passagem de sua pipoca no Campo Grande, o artista se dirigiu de forma ofensiva a um policial militar.

“Venha me tirar daqui de cima, seu bunda mole. Se acontecer alguma coisa comigo a culpa é da Polícia Militar”, disse em cima do trio.

Após o episódio, a Polícia Militar da Bahia emitiu nota repudiando as declarações do pagodeiro. No texto, a corporação afirma que a atitude do também deputado federal foi “irresponsável e criminosa”, por incitar os foliões contra a tropa.

Leia na íntegra:

Nota oficial da PM

Erro de gestão: Crivella deixa Rio de Janeiro sem remédios de HIV

A gestão Crivella foi denunciada inúmeras vezes nos últimos dias ao Grupo Pela VIDDA. Acontece que remédios para o tratamento de HIV estão em falta na saúde pública da cidade pela primeira vez desde a década de 90.

A distribuição do medicamento é vital, uma vez que sem ele, soropositivos podem ter queda de imunidade, consequente desenvolvimento de AIDS (e aí sim, correr risco de morte!), além de colocar todo restante da população em risco, uma vez que quem se medica não transmite o vírus a outras pessoas.

Segundo publicado pela Revista Forum, a maioria dos casos denunciados de falta do medicamento são dos bairros do Catete, Copacabana e Gávea, na zona sul carioca.

Cobrada, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro informou que haverá um plantão na farmácia do Centro Municipal Dom Hélder Câmara, em Botafogo, e que os pacientes devem regressar às unidades para serem orientados sobre a retirada da medicação.

A Secretaria também justificou o erro de gestão que levou à falta do retroviral, alegando problemas durante a transição de sistemas em alguns postos, já que a Prefeitura assumiu, nesta semana, o controle de 75 unidades que estavam sendo administrados pela organização Viva Rio desde 2014, e prometeu que “as dificuldades não serão encontradas a partir de agora”.

Fonte de Informação: site Põe na Roda

Também conforme lembrou a reportagem da Revista Forum, o presidente Bolsonaro, aliado de Crivella, afirmou no início do mês em uma declaração lamentável e preconceituosa, que “pessoas com HIV são uma despesa para o Brasil”.

ILHÉUS: Rede hoteleira registra média de 90% de ocupação

Um dos destinos mais visitados da Bahia, a cidade de Ilhéus mantém a vocação turística e tradição de lotar durante a alta temporada. De acordo com dados de empresários do setor hoteleiro da cidade, foi registrado índice médio de 90% de ocupação para o período do Carnaval. A cidade possui aproximadamente nove mil leitos, que vão desde empreendimentos de luxo a simples albergues.

Com cerca de 75 quilômetros de praias exuberantes, Ilhéus recebe turistas de diversas partes do Brasil e do mundo. Conforme informações da Socicam, concessionária que administra o Aeroporto Jorge Amado, são aguardados cerca de 60 mil passageiros, entre embarques e desembarques das operações regulares no mês de fevereiro, e, desse total, 2.200 nos voos extras, para os dias 21, 22, 25 e 26 de fevereiro. As principais origens e destinos no período serão Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

Paralelo às festas momescas, a cidade recebe a temporada de cruzeiros marítimos, que movimenta a economia local durante o período do verão, fortalece o turismo e coloca Ilhéus em evidência no cenário mundial. Três escalas estão previstas para atracar nos dias 24, 25 e 26 de fevereiro, no Porto do Malhado.

SINDPOC denuncia SSP-BA por dispensar policiais Civis durante o Carnaval de Salvador

O Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (SINDPOC) realizou um Boletim de Ocorrência na noite deste domingo (23) contra a Secretaria de Segurança Pública do Estado, por dispensar 60 policiais civis do posto da Draco (Departamento de Repressão ao Crime Organizado) no Carnaval de Salvador, posto da Barra, por falta de produtividade.

Segundo Eustácio Lopes, o diretor Marcelo Sansão, alegou falta de produtividade e atividade em virtude da “Operação Legalidade” aprovada pela categoria, em assembleia na última quarta-feira (19).

“É inadmissível essa postura por parte da Secretaria de Segurança Pública, dispensar 60 policiais civis por cumprirem a lei e não se subordinarem ao assédio moral imposto pela gestão, o SINDPOC irá denunciar esse caso ao Ministério Público, Defensoria Pública, Ministério Público do Trabalho, além do descaso com a população soteropolitana e aos turistas”, afirmou Eustácio.

Além do posto da Draco da Barra, Eustácio ainda demostra preocupação com o possível fechamento dos postos da Draco localizados em Ondina e no Campo Grande, sendo aproximadamente 160 policiais fora das ruas durante a festa momesca, no momento em que Salvador tem o carnaval mais violento da história.











rl consultoria




web