Os policiais civis e penais, em assembleia, na manhã desta quarta-feira (19), decidiram pela intensificação da Operação Legalidade durante o Carnaval 2020, além da mudança das rotinas das atividades durante a festa momesca.
Para o Presidente do SINDPOC, Eustácio Lopes, os policiais irão realizar “Operação Legalidade”. “Velada no carnaval, sem usar fardamento, fazendo uso somente do distintivo. Nos circuitos não faremos abordagens.

Foi definido ainda a realização de assembleias itinerantes por todo interior é se necessário se for, faremos a entrega das chefias e horas extras, caso o governo não retome o diálogo com o sindicato”, afirmou.

Durante a Assembleia a categoria deliberou por não realizar operações em parceria com a Polícia Militar, pois foge das atribuições da Polícia Civil; Aplicar o que rege a Cartilha de Abuso de Autoridade; Realização de Assembleias Itinerantes no Interior; Intensificar a Operação Legalidade – devolver todos os EPIs vencidos (coletes balísticos e munição vencidas), Uso da força Progressiva caso o governo do Estado não abra mesa de dialogo com a categoria.

Dentre as ações para o Carnaval 2020, a categoria deliberou por realizar um ato no sábado (22), com concentração no Farol da Barra, às 14 horas, até o Cristo. E na segunda-feira (24) participar da Mudança do Garcia, com concentração às 9h da manhã.

No início da tarde, as entidades do Movimento Unificado se reuniram com o Delegado Geral e informaram as deliberações realizadas na Assembleia.