WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

camara ilheus secom bahia





dezembro 2019
D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
videos


:: 2/dez/2019 . 15:18

FIQUE POR DENTRO: Estalar os dedos faz mal ou engrossa as articulações?

POR: UOL

Para algumas pessoas é quase uma terapia, já outras morrem de aflição só de ver a cena e ouvir o barulho que ela produz. Estamos falando do estalar de dedos, algo que você já deve ter feito hoje. Mas você sabe o que causa esses estalos? Por incrível que pareça, não há um consenso médico sobre isso. E olha que o assunto é estudado há pelo menos 50 anos, segundo especialistas.

A teoria mais aceita nesse caso explica que o estalo é o barulho de bolhas do líquido sinovial sendo estouradas. Esse líquido é aquele que fica no interior das articulações. Isso explicaria, por exemplo, o motivo de não conseguirmos estalar os dedos por vezes seguidas, uma vez que seria preciso formar outra

Isso explicaria, por exemplo, o motivo de não conseguirmos estalar os dedos por vezes seguidas, uma vez que seria preciso formar outra bolha até que outro estalo fosse possível. Outras razões possíveis seriam questões que variam de pessoa para pessoa, como rigidez dos ligamentos e até mobilidade das articulações acima do normal. Mesmo com análises feitas com ressonância magnética, não se chegou a uma causa conclusiva.

De qualquer forma, a facilidade para estalar os dedos varia de pessoa para pessoa e também com a idade. Por isso vemos pessoas que parecem uma metralhadora estalando os dedos e outras que mal conseguem fazer isso. E já que o assunto é estalar os dedos, você já deve ter ouvido alguém falando por aí que fazer isso deixa as articulações dos dedos mais grossas, que causa artrose e por aí vai.

Bom, antes de qualquer coisa, eu já vou acabar com esse mito: não, estalar os dedos não faz mal algum. Estalos nas articulações, de maneira geral, são comuns e não representam qualquer problema.

O que pode significar que algo não está bem é ouvir rangidos nas articulações, como se fosse a dobradiça de uma porta velha. Isso se chama crepitação articular e, entre outras coisas, pode significar osteoartrite, calcificação ou ainda a presença de corpos soltos dentro da articulação. Caso isso aconteça com você, a recomendação é procurar um ortopedista.

No entanto, se o ato de estalar os dedos for feito de modo compulsivo, há risco de causar frouxidão ligamentar e até uma doença articular degenerativa. Portanto, é só não exagerar.

FATALIDADE: Criança de 5 anos morre ao cortar fio de ventilador com tesoura

POR: O CORREIO

POR: O CORREIO

Uma criança de 5 anos identificada como Pedro Ryan Araújo Rodrigues morreu vítima de choque elétrico depois de tentar cortar o fio de um ventilador com uma tesoura. O caso foi registrado neste sábado (30), em Coreaú, no Norte do Ceará.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o menino estava no quarto brincando e pegou a tesoura para cortar o fio do ventilador. O garoto chegou a ser socorrido por familiares para uma unidade hospitalar, mas morreu em decorrência do choque elétrico.

“Foi tudo um silêncio. Ninguém ouviu nada, ninguém ouviu queda, ninguém ouviu zoada de ventilador, um silêncio total. Quando a gente ‘arribou’ ele já estava branco, todo molinho. Os médicos fizeram reanimação nele, mas ele não reagiu”, disse a avó Rosa Araújo ao G1.

Ainda de acordo com a avó, momentos antes do choque a mãe da criança deu o almoço para o menino, deixou-o no quarto ao lado da irmã de 2 anos para os dois descansarem e voltou para a cozinha. Depois de um tempo, a menina apareceu chorando.

Quando a mãe foi ao quarto, ela viu o menino caído ao chão. A avó também disse que não sabe como a criança encontrou a tesoura e afirmou que, em nenhum momento, nenhum dos familiares da casa percebeu que Pedro Ryan estava com o objeto.

“Não sei onde ele arranjou a tesoura. Ele cortou ainda um pouco, ninguém sabe. Sei que os três dedinhos dele estavam danificados. Ninguém sabe onde. Ninguém viu essa tesoura, ninguém viu”, lamentou a familiar.

O corpo da criança foi enterrado neste domingo (1º) e foi velado na casa da avó, na cidade de Coreaú.

Vencedora do BBB 4, Cida perdeu prêmio de R$ 500 mil e hoje vive em quitinete

POR: VN

Gecilda da Silva dos Santos, 36, ficou conhecida no Brasil como Cida ao participar e vencer a quarta edição do BBB. O que era uma história que prometia um final feliz passou por várias reviravoltas, que acabaram levando a ex-babá a perder os R$ 500 mil que ganhou no reality, incluindo uma casa que adquiriu com o valor da premiação.

Assim que deixou a atração, Cida precisou contratar um advogado, pois um ex-companheiro reivindicava parte do prêmio. Além disso, ela foi fiadora de uma ex-assessora e emprestou dinheiro a parentes e amigos, incluindo um ex-BBB, que não a ressarciram. A impressionante história foi contada na edição desse domingo (1) do programa Domingo Show (RecordTV).

“Conheci uma pessoa, que se dizia assessora, e ela pediu para ser fiadora de uma casa para ela no [bairro carioca do] Recreio. Resumindo tudo, essa pessoa não pagou o aluguel do imóvel e me colocaram na Justiça”, disse a ex-BBB.
Cida contou, entre lágrimas, ter negociado com a dona da residência que reformaria a casa e, em contrapartida, teria seu nome retirado do processo. “Gastei o dinheiro todo que tinha e ela não tirou. Fiz a reforma e ela agiu de má-fé”.

A ex-babá acabou usando uma casa com piscina e varanda em Mangaratiba, no Rio de Janeiro -único bem que comprou com o prêmio do BBB- para quitar as dívidas que foram contraídas.


Atualmente, Cida vive em uma quitinete com o marido e dois filhos de relacionamentos anteriores. Sem emprego fixo, ela vende bolo de pote para ajudar nas despesas, custeadas em grande parte pelo salário de R$ 1.500 que o companheiro ganha como motoboy. Parte dos móveis usados no imóvel foram doados por Solange, colega de confinamento no reality.

Cida relembrou que era muito jovem ao deixar a atração e diz não se conformar em ter pedido tudo, mas que deseja ter de volta o imóvel de Mangaratiba. “Meu maior sonho é recuperar a minha casa. Fiquei um ano sem passar em frente. Agora já consigo passar na rua. Só a sala da minha casa era maior que esses cômodos daqui”, disse comparando com a atual residência.

 

ILHÉUS: Prefeitura valoriza comércio para o Natal

A Prefeitura apoia a Câmara de Dirigentes Lojistas de Ilhéus na realização festiva do Natal Encantado, que estreia na tarde desta segunda-feira (2), na Praça Dom Eduardo (Praça da Catedral), no centro. Com atuação do Governo Municipal, lojistas abrem o mês de dezembro com incentivos de valorização no comércio local, época propícia para o aquecimento da economia.

Dentre as melhorias realizadas pela Prefeitura, se destacam a organização do centro comercial, principalmente com serviços de limpeza, poda de árvores, pintura dos meios fios das calçadas e iluminação cênica em vários pontos da cidade. Além disso, ações no entorno da área de varejo, com a proposta de estimular e facilitar o consumo.

Na opinião do Prefeito Mário Alexandre, a cidade hoje se apresenta melhor para os ilheenses, tanto para o comerciante quanto para o consumidor. “Isto se vê nas ruas com a reforma da iluminação pública, requalificação em bairros, limpeza e a requalificação da parada de ônibus do Paredão São José, no centro”, relata.

Mário Alexandre, por sua vez, citou ainda os investimentos para execução da pavimentação asfáltica em ruas e avenidas, conquista alcançada através de um convênio entre a Prefeitura e o Governo do Estado. Lembrou que a parceria entre os governos fez surgir a nova ponte, considerada a maior obra da história de Ilhéus.

“Além disso, incremento nas áreas de segurança, fiscalização e organização do trânsito e da mobilidade, também os serviços de assistência social e saúde, com a construção e reforma de unidades básicas e os prontos atendimentos da Zona Sul, Conquista e Centro, no Hospital São José, todos em pleno funcionamento”, detalha.

O prefeito assegura que todas essas ações compõem um plano integrado, pensado justamente para refletir, como um todo, na economia local, que segundo ele, geram iniciativas que levarão a outros investimentos públicos e privados, resultando no desenvolvimento, valorização do comércio e bem-estar do ilheense.

“Neste processo de reconstrução trabalhamos firme, dia a dia, para cada vez mais melhorar a cidade nas ações em prol do desenvolvimento, empregabilidade e geração de renda. É por isso que o melhor lugar para comprar, seja no Natal ou em qualquer época do ano, é em nossa cidade”, arremata o prefeito.

Confira a Programação do Natal Encantado:

16h – Mini trio no comércio

16h30min – Coral da Universidade Aberta à Terceira Idade (UNATI – UESC) e Grupo Infantil Musical São Miguel

17h – Chegada Papai Noel

Ilhéus: Sancionada lei que regulamenta o serviço de mototáxi na cidade

Foi sancionada na manhã desta sexta-feira (29), pelo prefeito Mário Alexandre, a Lei Municipal nº 4049/19, que institui e regulamenta o serviço de transporte individual de passageiros por motocicleta, denominado mototáxi, no município de Ilhéus. Os mototaxistas deverão se formalizar como Microempreendedor Individual (MEI), inscritos no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), conforme a Lei Complementar nº 128/08. O serviço será prestado mediante autorização do Poder Executivo Municipal.

“O governo tem trabalhado e avançado em várias áreas. Dentro do plano de reconstrução, mais um passo com a regulamentação do serviço de mototáxi, dando uma profissão à muitos pais de família. Além disso, a normatização oferece segurança às pessoas que utilizam o transporte. O passageiro terá um serviço regulamentado, vistoriado, com utilização de equipamentos de proteção para ambos e isso é mais uma vitória com sentimento de dever cumprido”, ressaltou Mário Alexandre.

O Sindicato de Motociclistas e Mototaxistas do Sul da Bahia (Sindimoto) lembrou que desde o ano de 2010, a categoria lutava pela regulamentação do serviço e que a população vai poder utilizar o transporte sabendo por quem está sendo conduzido. Esse fator trará segurança tanto para os mototaxistas, quanto para os passageiros. Na análise de Gilson Nascimento, diretor da Sutram, a Câmara Municipal foi parte crucial no processo para reconhecimento do trabalho desenvolvido pela categoria.

“O prefeito Mário Alexandre dá mais uma demonstração de que se preocupa com o povo de Ilhéus, quando regulamenta a profissão de vários pais de família. Eles serão treinados e capacitados para transportar passageiros”, afirmou Nascimento. A legislação estabelece, entre outros pontos, equipamentos obrigatórios para o transporte de pessoas e identificação do condutor.





web