POR: A REGIÃO

A terça-feira quente no Centro Administrativo Firmino Alves, no São Caetano, em Itabuna. Servidores municipais promovem manifestação barulhenta contra o atraso de salários no estacionamento da Prefeitura. Os salários eram pagos em dia até 2016, mas os atrasos viraram rotina na gestão do prefeito Fernando Gomes.

O protesto será liderado pelo sindicato dos servidores municipais (Sindserv), que protocolou na sexta-feira um ofício exigindo o pagamento dos salários de outubro que, decorridos cerca de 10 dias úteis de novembro, ainda não foram pagos. Para os dirigentes, “o atraso tem sido marca mais eficiente da atual gestão municipal”.

De acordo com o sindicado, desde o início do atual mandato de Gomes, os pagamentos foram atrasados em todos os meses. Para a sindicalista Wilmaci Oliveira, a situação é de angústia para os servidores, já que, “o governo privilegia o pagamento dos comissionados e amiguinhos do prefeito em detrimento das concursados”.

“Há casos de servidores que não recebem há quase dois meses,” denuncia a presidente do Sindserv. Wilmaci diz que a categoria precisa “superar o medo com participação, envolvimento e unidade. Caso contrário, o governo vai continuar zombando. Nada nos foi dado de graça. Tudo o que conquistamos foi através de muita luta”.