POR: A REGIAO

O Ministério da Agricultura recuou e autorizou a pesca de camarão e lagosta no Nordeste a partir desta sexta , um dia depois de anunciar a proibição devido ao vazamento de óleo no litoral. O veto à atividade pesqueira havia sido determinado em algumas regiões da Bahia, Pernambuco, Alagoas, Piauí e Ceará.

O Governo Federal não apresentou relatórios técnicos que motivaram o recuo. Pesquisadores têm alertado para o risco de contaminação em peixes e frutos do mar e um estudo da Universidade Federal da Bahia já apontou resquícios desta.

A ministra Tereza Cristina disse que o Ministério da Agricultura vetou a pesca de peixes e crustáceos pelo princípio da precaução. Como não se sabia como era essa mancha, enquanto isso estava sendo analisado se suspendeu a pesca em vários estados aonde o petróleo chegou.

“A gente já tem dados mostrando que não é necessário. A lagosta está sendo examinada, o Ministério da Agricultura está fazendo uma série de testes, não há nada que justifique acabar com a pesca agora”, completou.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária informou que somente quando os exames laboratoriais conduzidos pelo Ministério da Agricultura estiverem prontos será possível avaliar o risco e a segurança para o consumo.