WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia







outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
videos


:: 8/out/2019 . 17:47

Comandante da PM nega greve de policiais: “a tropa está nas ruas trabalhando normalmente”

 

[Comandante da PM nega greve de policiais: “a tropa está nas ruas trabalhando normalmente”] Por: BNews

O comandante geral da Polícia Militar da Bahia, coronel Anselmo Brandão, negou a informação de uma greve deflagrada. Em conversa com o BNews, na tarde desta terça-feira (8), o comandante explicou que a tropa não obedeceu a declaração do deputado estadual Soldado Prisco que, na tarde de hoje, realizou uma assembleia com alguns policiais.

“Foi declarada por ele [Prisco]. E nossa tropa está trabalhando. Ele está criando fato. A tropa está na rua, trabalhando. Não existe nenhuma movimentação por parte dos policiais. A tropa não obedeceu. Vamos continuar trabalhando e garantir a segurança da população”.

A Polícia Militar ainda informou, via nota ao BNews, que “a Polícia Militar informa que o funcionamento das atividades policiais seguem dentro da normalidade”.

 

Urgente: Policias militares da Bahia decretam greve por tempo indeterminado

Por: VN

Após quase três meses de impasse, os policiais militares e bombeiros do Estado da Bahia decretaram greve na tarde desta terça-feira (8), em assembleia realizada no Clube Adelba, atrás do Shopping Paralela, em Salvador. Em entrevista, o deputado e representante da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares (Aspra), Soldado Prisco (PSC), contou que o Governo não sentou na mesa de negociação.“Esperamos que o governo sente e dialogue. O que nós queremos é apenas o diálogo. Se o Governo sentar e dialogar, tenha certeza que a categoria vai avançar. Enquanto não houver diálogo, não tem retorno aos trabalhos.

Esse tumulto não vai partir dos policiais. Nosso pessoal está aqui e a recomendação é vir para cá, para ficar seguro aqui. Recomendo que a população fique em casa, porque a irresponsabilidade neste momento é do Governo do Estado, em não querer negociar. são seis anos de tentativa de negociação”, disse.

Entre as pautas dos Militares, estão: melhorias do Planserv, cumprimento do acordo de 2014, solução para os problemas do novo sistema RH, reforma do Estatuto, código de Ética; periculosidade; auxílio Alimentação; reajuste da CET; plano de Carreira; cumprimento de ordem judicial e isenção de ICMS para Aquisição de Arma de Fogo para PMs e BMs.

Eleições 2020: Bebeto voltou à Bahia para candidatura em Ilhéus, disse Lídice

Bebeto Galvão voltou à Bahia para trabalhar candidatura em Ilhéus, revela Lídice

Por: BN

Nomeado no final do último mês como assessor especial no gabinete do governador da Bahia, Rui Costa (PT), o suplente de senador e ex-deputado federal Bebeto Galvão (PSB) voltou ao estado para trabalhar sua candidatura para a prefeitura de Ilhéus. A informação foi revelada ao Bahia Notícias pela deputada federal Lídice da Mata, presidente do PSB na Bahia.

“Essa mudança foi discutida com o governador e com Bebeto para, justamente, se adequar aos interesses do próprio Bebeto nesse momento. Em Brasília, ele ficaria mais distante de sua base que é em Ilhéus, onde ele é um dos possíveis candidatos a prefeito pelo PSB. Então, nesse aspecto, foi tudo combinado. Não houve dificuldade. A dificuldade foi anterior, quando houve uma dificuldade do governador por sua negociação interna de viabilizar que ele estivesse na coordenação lá em Brasília. Depois disso acertado, foi só um ajuste final”, afirmou Lídice, em entrevista ao BN.

O socialista ocupava o cargo de coordenador do Escritório de Representação do Governo da Bahia em Brasília. Sua nomeação para o novo cargo foi publicada no Diário Oficial do estado no dia 25 de setembro. Ele é suplente no Senado de Jaques Wagner (PT) .

ITABUNA: Município aciona a justiça para retomada dos serviços de obstetrícia da Maternidade Ester Gomes

Diante do fechamento das portas da Maternidade Ester Gomes, na última sexta-feira (04), para os serviços de obstetrícia que são oferecidos a população de Itabuna e Região, o Secretário de Saúde de Itabuna, Uildson Nascimento, esclarece que trata-se de um fechamento sem sentido e que só traz prejuízos para população carente que necessita dos serviços. Diante da situação, ele acionou a justiça na tarde desta segunda-feira (07), para que a maternidade volte a atender pacientes do serviço de obstetrícia, e que só depois da sua reabertura a direção volte a discutir contratualização com o município.

E explica: “Por questões burocráticas, ao assumir a pasta, no início de setembro, foi cancelado o Chamamento Público que ocorreria ainda no referido mês, e que resultaria na renovação do contrato. Vale ressaltar que mesmo sem o chamamento/contrato, o pagamento da Maternidade continuou sendo feito, sem nenhuma interrupção”. E completa: “Insatisfeita, a direção da Maternidade acionou a justiça para obrigar o Município a apresentar o contrato, mas o fato é que em nenhum momento o município se negou, apenas houve atraso no chamamento”.

Ainda de acordo com o Secretário Uildson Nascimento, a justiça deu um prazo de 15 dias – que vence nesta segunda-feira (07) -, para que o município apresentasse o contrato. “A direção do hospital não esperou vencer este prazo. Achou melhor se antecipar suspendendo os serviços de obstetrícia logo na sexta-feira (04)”. E lamenta o constrangimento desnecessário: “A Maternidade agora passou a se recusar a assinar, por ser mais conveniente acionar a justiça para que entre em vigor o contrato no valor do repasse que ela solicita de R$ 700 mil, e não o de R$ 365 mil, que é direito via tabela SUS”.

ITABUNA: Prefeito antecipa Feriado do Dia do Comerciário

Através do Decreto de nº 13.391, de 29 de agosto de 2019, o prefeito Fernando Gomes antecipou para o dia 21 de outubro (segunda-feira), o Feriado do Dia do Comerciário que é comemorado em 30 de outubro. A mudança, que é uma forma de homenagear os comerciários de Itabuna, é resultado de um acordo já firmado entre as partes representativas do comércio local.
Aproveitando o momento, o prefeito Fernando Gomes informa que viaja nesta terça-feira (08) para Brasília, com o objetivo de buscar meios para resolver os problemas que atingem a saúde do município, “porque saúde é prioridade do meu governo. O povo de Itabuna precisa e vai receber serviços de saúde de forma digna”, disse.

ITABUNA: Guarda Civil conclui Curso de Patrulhamento Tático Municipal

Neste domingo (06), a Guarda Civil Municipal de Itabuna concluiu as atividades do Curso de Patrulhamento Tático Municipal – PATAMU, ministrado para uma turma de 40 GCMs. Iniciado na última segunda-feira (30), o treinamento teve duração de sete dias de atividades diárias, distribuídas nos três turnos e com uma carga horária de 80/h aula. O Curso foi promovido pelo Núcleo Educacional da Guarda, Coordenado pelo GCM Valdir Santos e contou com diversas atividades práticas e teóricas.

O conteúdo Programático do Curso PATAMU contemplou aulas de Relações Humanas; Defesa Pessoal; Condicionamento Físico; Conhecimento Jurídico; Práticas Operacionais; Armamento e Tiro; Moto, Patrulhamento e Ciclismo; Princípio e Competências da GCM; Primeiros Socorros e Uso Progressivo da Força; Estudo Compartilhado, e ainda, Legislação e Trânsito Urbano, que contou com uma atividade prática de rua, onde os GCMs foram treinados em procedimentos para a abordagem aos condutores em situações de segurança, revista, combate às drogas, dentre outras. A ação aconteceu no sábado (05), na Avenida J. S. Pinheiro, em frente ao antigo Derba, sobre a orientação do Coordenador de Operações da Sesttran, Agente de Trânsito Leandro Ratis. Aproximadamente 80 veículos (entre carros e motos) foram abordados, com a Polícia Militar prestando apoio na segurança durante a atividade.

Segundo o Secretário Valci Serpa (Sesttran), integra o seu plano de ações frente ao órgão a criação da Academia Municipal de Ensino, voltada à formação e treinamento das Guardas Municipais, que terá como matriz norteadora a Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP, do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Já o Coordenador do Núcleo Educacional da GCM, Valdir Santos destaca “que após essa turma pioneira, o Curso Patamu será estendido para os demais integrantes do efetivo da Guarda, devido a uma exigência da Polícia Federal, instituída através do Decreto Federal Nº 10.030/2019, Art. 29, que versa sobre o estágio de qualificação profissional anual com no mínimo 80h/aula para os Guardas Municipais”, finaliza.

Saúde: Saiba como reduzir a chance de ingerir agrotóxicos nos alimentos, segundo especialistas

Se você quer tirar o agrotóxico dos alimentos que compra, saiba que não existe um método 100% eficaz, segundo todos os especialistas ouvidos pelo G1.

Isso porque existem resíduos que podem estar na casca de frutas e legumes, que são mais fáceis de serem retirados, e também existem resquícios de medicamentos e agrotóxicos que podem estar dentro do organismo de frutas, hortaliças e animais abatidos, que não são possíveis de serem eliminados.

“É possível eliminar de 80 a 90% do que está na superfície do alimento. O que entrou, está lá na polpa, não tem como retirar”, explica o clínico geral e nutrólogo Roberto Navarro.

O professor de toxicologia da Universidade de São Paulo (USP) Ernani Pinto explica que isso não significa correr riscos de intoxicação. O motivo é que existem legislações que impõem limites que seriam toleráveis para consumo dos resíduos desses produtos químicos (leia mais abaixo).

Mas, se nenhuma técnica é 100% eficiente para eliminar esses resquícios, pelo menos é possível diminuir a chance de ingeri-los. Veja técnicas básicas do dia a dia que podem ajudar.

Frutas, verduras e hortaliças

Uma técnica muito comum e que já é feita nas residências pode ajudar a diminuir a ingestão de resíduos: deixar o produto de molho em água misturada com vinagre, ou bicarbonato de sódio ou água sanitária.

Segundo o professor Ernani Pinto, essas três misturas garantem uma preservação maior do alimento, destroem bactérias e podem retirar restos de produtos químicos também.

Para fazer a mistura:

  • 1 litro de água filtrada;
  • 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio ou 1 colher de café de hipoclorito (água sanitária) ou 2 colheres de vinagre;

Depois:

  • Deixar frutas, hortaliças e legumes de molho entre 30 minutos e uma hora;
  • Lavar em água corrente e armazenar.

Já o Ministério da Saúde orienta que o período de molho seja de 15 minutos, enquanto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sugere que o consumidor deixe frutas e hortaliças de molho por 20 minutos.

Para frutas e legumes com casca recomenda-se lavar o alimento com uma esponja nova com detergente (veja na reportagem abaixo, do Profissão Repórter).

Saiba como retirar resíduos de agrotóxico dos alimentos

Saiba como retirar resíduos de agrotóxico dos alimentos

De olho na origem

A Anvisa recomenda que você opte por alimentos que tenham a identificação do produtor no rótulo.

Por meio de um QR Code (código que pode ser lido pela câmera do celular, por exemplo), essas embalagens permitem saber a origem do alimento e, inclusive, questionar quais pesticidas foram usados.

A identificação faz parte de uma legislação de rastreabilidade do Ministério da Agricultura, implementada em 2018 e que todos os produtores de frutas e hortaliças deverão seguir até agosto de 2021.

Limão com a identificação implementada pelo Ministério da Agricultura — Foto: Rikardy Tooge/G1

Prefira alimentos da época

Outra orientação é, sempre que possível, adquirir alimentos de agricultores orgânicos (que não usam produtos químicos), assim como os chamados alimentos “da época” (safra), que costumam receber, em média, carga menor de pesticidas.

Na última avaliação de resíduos de agrotóxicos da Anvisa, de 2016 (veja abaixo), a laranja foi o produto com mais resquícios, que podem estar tanto dentro da fruta como na casca.

O professor de agronomia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) Jacinto Batista explica que produtores de frutas e hortaliças utilizam tanto agrotóxicos de contato (que ficam na casca) quanto os que entram na fruta (defensivos sistêmicos), na produção convencional.

Na análise da Anvisa, nos casos da laranja, do abacaxi e da maçã, a maior parte dos resíduos estava na superfície.

*Arroz, milho (fubá), trigo (farinha), banana, abobrinha, pimentão, tomate, batata, beterraba, cebola, cenoura, mandioca (farinha) — Foto: Roberta Jaworsk e Diana Yukari/G1

*Arroz, milho (fubá), trigo (farinha), banana, abobrinha, pimentão, tomate, batata, beterraba, cebola, cenoura, mandioca (farinha) — Foto: Roberta Jaworsk e Diana Yukari/G1

Dá para saber pela aparência?

O toxicologista da USP Ernani Pinto diz que, visualmente, não dá para detectar a presença de agrotóxicos em frutas e hortaliças. Segundo ele, nenhuma característica da casca pode garantir se aquele produto está com resíduos de pesticidas ou não.

Portanto, não é possível determinar um fruto que tenha resíduos apenas na casca ou apenas na polpa.

Também não dá para detectar resíduos de agrotóxicos pelo paladar ou pelo cheiro dos alimentos.

E os medicamentos nas carnes?

No caso das carnes bovina, suína, de porco e de peixe, e do leite, o único método para garantir uma ingestão menor de resíduos de medicamentos veterinários, se eles estiverem presentes, é por meio do cozimento.

Ernani Pinto, da USP, explica que medicamentos mais sensíveis, como o grupo de antibióticos das amoxicilinas, são sensíveis ao calor, podendo ser eliminados em altas temperaturas. Além de retirar resíduos, o fogo mata bactérias e evita a salmonela.

Caso você queira comer um desses produtos cru, como peixes e carne bovina, a recomendação é checar muito bem a procedência.

Na última avaliação de resíduos de medicamentos veterinários nas carnes, feita pelo Ministério da Agricultura em 2018, das 12.495 amostras analisadas, 55 não estavam dentro do padrão da legislação, o que equivale a 0,44%.

Dessas carnes, a de peixe chamou atenção, já que 16 de 59 amostras apresentaram limites acima dos permitidos.

Como funciona o limite de resíduos?

O Brasil possui legislação específica, fiscalizada pelo Ministério da Agricultura e pela Anvisa, sobre o limite máximo de resíduos de agrotóxicos e medicamentos veterinários que cada produto deve ter.

Segundo Ernani Pinto, os índices são baseados em estudos científicos que não encontraram efeitos à saúde consumir as carnes, frutas e hortaliças tratadas com pesticidas e medicamentos, se os alimentos respeitarem os parâmetros estabelecidos pela lei.

Por isso que os limites de resíduos se tornaram fundamentais para garantir a segurança alimentar da população.

Ambientalistas afirmam, porém, que o Brasil é mais permissivo em comparação a outros países, pois os estudos se baseariam na falta de evidências de problemas à saúde e não à comprovação de que não faz mal.

Já a indústria de agroquímicos e as agências reguladoras em todo o mundo garantem que, desde que consumidos em limites baixos e aplicados nas plantações conforme manda a lei, os agrotóxicos são seguros para a saúde humana.

Outro ponto importante é que os produtores rurais precisam seguir um período de carência após a aplicação do produto químico antes de colher o alimento ou levar o animal para o abate. Essa informação consta na bula do produto que o agropecuarista usou.

As indústrias compradoras e o ministério devem analisar se esse período foi respeitado antes de vender ao consumidor.

HISTÓRIA: 6 Momentos mais importantes da cidadania no Brasil

FOTO DO MOVIMENTO DIRETAS JÁ

A cidadania é o direito de desfrutar dos direitos e liberdades que são garantidos a todas as pessoas. É a capacidade de poder exercer seus direitos civis, políticos e sociais e de poder ter acesso a uma vida com respeito aos direitos garantidos na Constituição Federal.

No Brasil a luta pelo exercício da cidadania plena é ligada a diversos acontecimentos e movimentos sociais e alguns destes ficaram marcados na história do país. Conheça agora alguns dos momentos mais importantes para a cidadania no Brasil.

1. A abolição da escravidão

A escravidão deixou de existir no Brasil no dia 13 de maio de 1888, a partir da assinatura da Lei Áurea. A lei foi aprovada e assinada pela Princesa Isabel, uma das herdeiras da Família Imperial que comandava o país naquele período.

Alguns anos antes da assinatura da lei já existiam no país movimentos que defendiam o fim da escravatura. Entretanto, como os escravos eram uma parte muito importante da força de trabalho do sistema de produção agrícola da época, o fim da permissão da escravidão não ocorreu tão facilmente.

Um fato merece destaque: a lei determinou o fim da escravidão e da compra e venda de escravos, mas não significou o fim imediato do ciclo de exploração. Mesmo com a escravidão oficialmente proibida, a lei não teve força suficiente para conter outras formas de abuso, como as condições de trabalho precárias.

2. Promulgação da Constituição Federal de 1988

CFPromulgação da Constituição Federal de 1988.

A promulgação da Constituição Federal de 1988 é um dos grandes marcos na história da cidadania brasileira. A Constituição tem grande importância porque garantiu diversos direitos aos cidadãos, além de proteger os princípios da democracia e o Estado de Direito. Por todas essas razões a Constituição de 88 ficou conhecida como a Constituição Cidadã.

A promulgação do documento aconteceu no dia 5 de outubro de 1988 e foi o resultado de um processo de redemocratização do país, que começou no final da ditadura militar, em 1985.

A formação da Assembleia Constituinte que deu origem à nova Constituição do Brasil foi influenciada pelos movimentos sociais que ganharam força no país durante a ditadura.

A Assembleia Constituinte funcionou por um ano e sete meses, de fevereiro de 1987 a setembro de 1988 e foi presidida pelo deputado Federal Ulysses (1916 – 1992).

3. A conquista do voto da mulher

Voto mulheresInício da participação feminina nas eleições brasileiras.

No dia 24 de fevereiro de 1932 as mulheres conquistaram oficialmente o direito de votar no Brasil. Até essa data o direito de participação nas eleições era exercido com exclusividade pelos homens. A conquista aconteceu com a publicação do Código Eleitoral neste ano, durante o governo do presidente Getúlio Vargas.

Por dois anos o voto feminino só era permitido para as mulheres casadas que tivessem autorização de seus maridos ou para mulheres solteiras que fossem responsáveis por seu próprio sustento.

Alguns anos tarde, em 1946, com a promulgação da nova Constituição Federal, o direito (e o dever) de voto foi ampliado, sem restrições, para todas as mulheres.

O direito ao voto é uma conquista social muito importante, pois o direito de participação no processo eleitoral é fundamental para o pleno exercício dos direitos políticos.

A data é tão importante que, em 2015, o dia 24 de fevereiro foi definido como a data comemorativa Dia da Conquista do Voto Feminino no Brasil.

4. A Consolidação das Leis do Trabalho

CLTAnúncio da criação da Consolidação das Leis do Trabalho.

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) também é um marco importante para a cidadania porque garantiu direitos trabalhistas que não eram reconhecidos até o momento da sua publicação. A CLT é importante pois é um mecanismo de proteção contra a violação dos direitos que são garantidos aos trabalhadores.

O surgimento da lei foi responsável pela sistematização das garantias nas relações de trabalho, definindo direitos e obrigações de empregadores e de trabalhadores.

A CLT foi promulgada no governo do presidente Getúlio Vargas, em 1 de maio de 1943. O documento é chamado de Consolidação pois foi a primeira vez que a legislação trabalhista que já existia foi organizada e reunida em um único documento.

Veja os principais direitos trabalhistas que são regulamentados na CLT:

  • contrato de trabalho,
  • assinatura da carteira de trabalho,
  • jornada de trabalho,
  • pagamento de horas extras,
  • demissão, aviso prévio e justa causa,
  • regulamentação de férias,
  • licença maternidade e licença paternidade.

5. Criminalização do racismo

No ano de 1989 o racismo passou a ser considerado crime no Brasil. A publicação da lei nº 7.716/89 foi um passo importante para a garantia da cidadania, ainda que a lei seja pouco aplicada que a discriminação social persista em muitas situações.

A lei prevê que atitudes discriminatórias ou motivadas por preconceito (racial, étnico ou de nacionalidade) serão punidas com pena de prisão. A pena pode variar entre um e cinco anos, de acordo com a gravidade do ato praticado.

A aprovação da lei reforça um conceito importante no combate ao racismo no Brasil, pois a Constituição Federal determina que este crime é considerado imprescritível e inafiançável.

Imprescritível significa que o ato de discriminação e a possibilidade de penalização não deixa de existir com o passar do tempo, podendo existir julgamento e punição no momento em que for comprovada a denúncia.

Já inafiançável significa que o autor de um crime de racismo não pode ser livrado da pena de prisão por pagamento de fiança.

6. Movimento Diretas Já

Diretas JáManifestação pelas eleições diretas para presidente – Diretas Já (1983/1984).

Diretas Já foi o nome dado a um movimento político que ocorreu no Brasil no começo da década de 80, entre os anos de 1983 e 1984. O movimento surgiu como um clamor popular pela volta das eleições diretas para presidente da República.

Quando o movimento surgiu o Brasil ainda vivia os anos finais da ditadura militar, que durou de 1964 a 1985. Durante a ditadura não existiam eleições diretas com participação da população e os presidentes eram escolhidos pelos militares que comandam o país.

Como uma reação à falta de democracia na escolha presidencial, formou-se o movimento Diretas Já, que protestava pela volta das eleições diretas. O movimento era formado por cidadãos, partidos políticos e várias personalidades, como artistas, políticos e intelectuais.

Apesar de ter ganhado muita força, com a realização de diversos atos públicos e manifestações, o movimento não obteve sucesso e as eleições de 1985 ocorreram pelo sistema de voto indireto, em que o presidente era escolhido por um colégio eleitoral. Neste ano Tancredo Neves foi eleito o novo presidente.

A primeira eleição direta para presidente da República depois do fim da ditadura militar só aconteceu quatro anos mais tarde, em 1989, com a eleição de Fernando Collor de Mello.

 

LÉO PRATES: Mutirão da qualidade, um passo para a humanização dos serviços municipais da Saúde

Oferecer um atendimento de qualidade, seguro, e principalmente HUMANIZADO para toda a população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS) de Salvador é um dos meus fundamentais objetivos à frente da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

Para tanto, desde que assumi a pasta, criei e implementei importantes ações, a exemplo do projeto “Manda SMS para mim”, que consiste em visitar pessoalmente toda a rede de postos para ouvir atentamente as demandas da população e dos nossos próprios profissionais, adotando posteriormente as medidas necessárias para solucionar os problemas identificados.

Nesse contexto, pensando em fortalecer as ações em campo, lançamos também o programa “Mutirão dos Alvarás”, para adequarmos os equipamentos do município aos mais altos padrões de exigência da Vigilância Sanitária, colocando nossas unidades no mesmo padrão e patamar da rede privada. Eliminando, diminuindo ou prevenindo quaisquer riscos aos cidadãos e aos colaboradores.

Humanizar os nossos serviços, principalmente para aqueles que mais precisam de cuidados, atenção e dignidade, tornou-se uma obstinação ao passo que tenho conferido de perto às necessidades daquelas pessoas cujos lugares sociais que ocupam, por vezes, lhes restringe oportunidades para cuidar da própria vida.

Sabemos que a saúde é um bem de primeira necessidade para as pessoas, e é impulsionado por esta perspectiva que estamos buscando incansavelmente melhorar os nossos serviços em vários aspectos, a exemplo da estrutura física dos nossos equipamentos, contemplando reformas prediais, trocando aparelhos de ar-condicionado e mobiliário, até o abastecimento de insumos e medicamentos, para oferecermos, ainda, um maior conforto, colaborando para a humanização dos atendimentos e para ofertar cada vez mais qualidade aos serviços prestados para os soteropolitanos através da Prefeitura Municipal de Salvador.

Desde o mês julho até o presente momento foram investidos mais de R$ 30,5 milhões para cumprirmos todos os critérios de organização, higiene e limpeza exigidos pela legislação. Se trabalhamos com saúde, não podemos permitir colocar a população em risco dentro da nossa própria rede! Além disso, se exigimos os alvarás e, por conseguinte, segurança da rede privada, devemos também fazer o dever de casa e darmos o exemplo, seguindo um dos principais ensinamentos que aprendi com meu pai: “se lidera pelo exemplo, não pela palavra!”.

O Mutirão dos Alvarás almeja que 100% da rede de atenção primária à saúde do município esteja com seus alvarás atualizados, ou seja, adequada aos padrões estruturais exigidos pela Vigilância Sanitária, até o dia 29 de março de 2020, durante as comemorações pelo aniversário de Salvador. Este será nosso presente para essa cidade maravilhosa e seu povo!

Até lá, continuaremos a trilhar unidos pelo caminho das transformações que desejamos para a Saúde em Salvador: vistoriando, cobrando e, principalmente, trabalhando para que possamos ao fim da gestão olharmos para trás e nos orgulharmos de ter contribuído para preservar o bem mais precioso que todos possuem: à vida!

Leo Prates
Secretário Municipal da Saúde de Salvador

Bebê de 1 ano fica ferido ao ser atingido com garfo na cabeça durante briga entre os pais

POR: G1

Uma criança de um ano foi atingida na cabeça por um garfo depois que a mãe dela tentou acertar o marido com o utensílio, durante uma briga, no bairro de São Cristóvão, em Salvador, na madrugada desta terça-feira (8).

Conforme a polícia, o caso ocorreu dentro da casa da família, na Rua Dois de Julho. Após o ocorrido, Tatiane Jacinta Anunciação levou a filha para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Cristóvão, com o garfo cravado na cabeça.

A criança, por conta dos ferimentos, precisou ser transferida para o Hospital Geral do Estado (HGE). Não há informações sobre o estado de saúde dela, que segue internada na unidade.

O caso é acompanhado pela Delegacia Especializada de Repressão a Crimes contra a Criança e o Adolescente (Derrca).





rl consultoria




web