WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura ilheus



julho 2019
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
videos


:: jul/2019

ITABUNA: Após deboche, falso dentista blogueiro é alvo de mandado de busca e apreensão

Uma ação policial cumpriu mandados de busca e apreensão no consultório onde um estudante de odontologia atendia pacientes irregularmente, na manhã desta terça-feira (30), em Itabuna, sul da Bahia. O alvo da operação não foi preso.

O estudante Paulo Henrico Almeida, que tem 38 anos, é investigado pelo crime de exercício ilegal da profissão em Itabuna e em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. Em Conquista, em maio deste ano, o Conselho Regional de Odontologia (CRO) o denunciou pela atuação irregular.

Além do cumprimento dos mandados de busca e apreensão no consultório onde Paulo Henrico atendia pacientes, a polícia também proibiu o suspeito de frequentar a clínica, se comunicar com as testemunhas e de exercer qualquer atividade na área odontológica até a finalização do inquérito policial.

Conforme o delegado Humberto Matos, responsável pelo caso, apesar de atuar em Itabuna como dentista, Henrico Almeida ainda não concluiu o curso. Durante as buscas no consultório, foram encontrados documentos que comprovam que o homem vinha atendendo pacientes mesmo sem a diplomação.

Estudante já havia sido denunciado em Vitória da Conquista — Foto: Reprodução/Redes SociaisEstudante já havia sido denunciado em Vitória da Conquista — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Estudante já havia sido denunciado em Vitória da Conquista — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Segundo o delegado, além do consultório, que fica na Rua Avenida Princesa Isabel, onde foram apreendidos recibos e computadores, a polícia também realizou buscas na casa de Henrico.

Ainda de acordo com Humberto Matos, o estudante também vai ser investigado pelo crime de estelionato.

“Tem várias pessoas, vítimas, que representaram contra ele. Além do exercício ilegal, ele ameaçava os pacientes que reclamam das consultas. Sem falar no crime de estelionato. Muitas vezes ele passava um valor acima do combinado nas máquinas de cartão de crédito e débito”, disse o delegado.

De acordo com a polícia, Paulo Henrico tem passagem pela Justiça Federal por desvio de verba e associação criminosa.

Conforme o advogado de Paulo Henrico, ainda não há uma denuncia concreta da polícia contra o cliente dele, que não atuava como dentista nas clínicas, mas como administrador

Vitória da Conquista

O homem foi denunciado pela primeira vez em maio de 2019, quando ele atendia em uma clínica de Vitória da Conquista.

Na época, o CRO disse que o estudante não poderia exercer a profissão, mas postava várias fotos em redes sociais, onde aparecia atuando como dentista. O conselho informou ainda que várias pessoas procuraram o órgão para denunciar o rapaz.

Na época, em entrevista à TV Sudoeste, afiliada da TV Bahia em Vitória da Conquista, Henrico disse, por telefone, que não atua como dentista, e que é estudante e dono da clínica. No seu perfil em rede social, no entanto, ele se autointitula doutor e oferece serviços de implantes dentários, lentes de contato dentárias, bem como aplicação de botox e ácido na biografia da rede.

No mesmo perfil, Henrico compartilhava fotos de procedimentos sendo realizados. Depois da denúncia do CRO, ele compartilhou mensagem nas redes sociais em que diz que está sendo apedrejado porque está entre os melhores. “Toda vez que vocês falam de mim, eu fico mais rico”, diz um trecho do post. [Veja publicação abaixo]

Ele diz ainda que gosta da fama e da ascensão e que, enquanto as pessoas denunciam, ele está comprando vários apartamentos em Miami, nos Estados Unidos.

Conselho de odontologia denuncia estudante por atuação irregular e jovem comenta na web: ‘Toda vez que falam eu fico mais rico’ — Foto: Reprodução/Redes Sociais

INF: G1

ITABUNA: Justiça condena ex-vereador Loiola a quase 20 anos de prisão

Por determinação do juiz Eros Cavalcanti, da 2ª Vara Criminal de Itabuna, o ex-presidente da Câmara Clóvis Loiola de Freitas deverá cumprir 19 anos, cinco meses e dez dias de prisão em regime fechado. A decisão decorre de ação movida pelo Ministério Público, que constatou a existência de um esquema criminoso no Legislativo local em 2012.

A denúncia oferecida à Justiça dá conta de fraude em processos de licitação para beneficiar empresas, entre as quais a Mosaico Fábrica de Resultados Ltda. Uma das representantes desse empreendimento, Normélia Barbosa Silva, no entanto, foi absolvida. Também foram inocentados os ex-vereadores Roberto Tadeu Pontes de Souza e José Ricardo Mattos Bacelar.

Outras condenações

Apontado por beneficiar ilegalmente a citada empresa, também foi condenado, a 15 anos, seis meses e 20 dias de reclusão, em regime inicialmente fechado anos de prisão, o funcionário público Kleber Ferreira da Silva, então presidente da Comissão de Licitações da Câmara de Vereadores de Itabuna.

Para o acusado Eduardo Freire de Menezes, pena de dez anos e dez meses de detenção, também a princípio em regime inicial fechado. José Rodrigues Júnior, por sua vez, foi condenado a cinco anos de prisão.

Já Alisson Rodrigues, recebeu condenação de dois anos e oito meses em regime inicialmente aberto. Em lugar da reclusão, prestará serviços à comunidade e deverá destinar três salários mínimos a instituições beneficentes, a serem definidas pela Justiça.

Formação de quadrilha

Os agora condenados foram denunciados pelo Ministério Público por formação de quadrilha, peculato e fraude em licitação. Ficou comprovado que Loiola assinava, mensalmente, para a empresa Mosaico cheques no valor de R$ 40 mil.

Daí, após abater R$ 7 mil em impostos e pelo serviço prestado, devolvia o restante do valor para Kleber, Rodrigo e Eduardo, que rateavam o dinheiro em forma de cheques nominais. Debruçado sobre os autos, o magistrado computou que a conduta do apenado acarretou o prejuízo concreto de R$ 372 mil, o equivalente a R$ 631.554,92 em valores atuais.

ILHÉUS: Secretaria de Desenvolvimento Social lança Projeto Empreendedor Social

Lançado em Ilhéus o Projeto “Empreendedor Social”, uma iniciativa da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SDS), com o objetivo de valorizar e garantir a autonomia dos pequenos empreendedores do município.

O projeto ainda visa a atualização sobre o mercado de negócios, impulsionamento e inovação, buscando oferecer conteúdo sobre administração e consultoria em identidade visual da marca, como vender o produto, a importância do marketing digital no negócio, dentre outros.

O público alvo são os assistidos referenciados aos Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), que participaram dos cursos do SENAI e pequenos empreendedores locais referenciados aos CRAS de cada território. Serão ofertadas 200 vagas, sendo 40 por território.

O projeto evidencia a política pública de assistência social como uma estratégia de produção de autonomia, desmistificando como alvo do assistencialismo e de caridade e sim como uma política pública feita para o sujeito de direito, como afirmou a coordenadora da Gestão Básica na SDS, Paula Alface.

A equipe da secretaria esteve presente nos CRAS apresentando o projeto e fazendo um diagnóstico para identificar o perfil e quantidade de participantes em cada território. A segunda etapa será com oficinas ministradas em parceria com o Sebrae, iniciado na segunda-feira (29) e vai até 1º de agosto.

Capacitação empreendedora – A iniciativa conta com palestra sobre empreendedorismo, oficina de como planejar seu negócio, palestra sobre a importância da formalização como Microempreendedor Individual (MEI) e oficina de como formar o preço do seu produto.

A Prefeitura de Ilhéus informa ainda que os pequenos empreendedores que se destacarem nesse momento, irão participar da feirinha criativa e social nos dias 29 e 30 de agosto, na Avenida Soares Lopes, no centro.

Na terceira etapa, a equipe de comunicação e marketing da SDS dará uma consultoria sobre a importância da identidade visual, criação de marca, redes sociais, fotos e vídeos dos produtos. A Prefeitura agradece aos parceiros do projeto como o Sebrae, CredBahia e CAR.

Datas e locais – A primeira etapa do Projeto Empreendedor Social já aconteceu em Sambaituba, no CRAS Norte e CRAS Oeste. Nesta quarta-feira (31), às 9h, no CRAS Olivença e no dia 1º de agosto, No CRAS Vilela, às 9h e no CRAS Sul, às 14h.

Endereços – CRAS Olivença – Rua Lúcio Soub, 51, Olivença (73) 3269-1144; CRAS Sul – Rod. Pontal-Buerarema, Km 1, N. S. da Vitória (73) 3632-5714; CRAS Vilela – Avenida Governador Paulo Souto, 625 (73) 3633-7150; CRAS Oeste – Rua Duque de Caxias, 154 (73) 3689-1677; CRAS Norte – Avenida Raimundo Sá Barreto, 539 (73) 3634-1566.

Dublê morre em filmagens de “Titãs” e série é pausada

Uma fatalidade aconteceu durante as gravações da segunda temporada do seriado “Titãs”. As filmagens foram interrompidas após o dublê Warren Appleby morrer durante um acidente de carro.

Warren era coordenador de efeitos especiais e, de acordo com o The Hollywood Reporter, o fato se deu em um ensaio da batida do veículo. Tudo acontecia da forma planejada, porém, durante um trecho do percurso, o carro quebrou e a falha vitimou Warren, que atuava, também, como dublê.

Com o acidente, a produção do seriado foi pausada, mas deverá retomar as gravações na semana que vem. “Estamos de coração partido e devastados com a morte do nosso estimado colega, o coordenador de efeitos especiais Warren Appleby, depois de um acidente que ocorreu em uma instalação de efeitos especiais durante a preparação e testes para uma filmagem“, disseram os produtores da Warner Bros. TV e DC Universe durante uma declaração.

Warren era amado por todos que trabalhavam com ele durante uma impressionante carreira de 25 anos em televisão e filmes. Os produtores executivos, bem como todos os membros da família Titãs, Warner Bros. Television Group e DC Universe, desejam expressar nossas mais sinceras condolências. Assim como, nossos sinceros amos e apoio à família e aos amigos de Warren neste momento tão difícil“, concluíram.

Gás natural terá mercado livre na Bahia

Com o objetivo de dinamizar o mercado, reduzir custos para grandes e pequenos consumidores e estimular investidores da área, o serviço de movimentação de gás canalizado no Estado foi regulamentado. Com isto, a Bahiagás poderá utilizar a estrutura que possui para realizar o transporte do gás adquirido pelos consumidores. Isto significa que não haverá mais a necessidade que a Petrobras faça parte do processo, conforme o secretário de Infraestrutura do Estado (SEINFRA), Marcus Cavalcanti.

“Esta medida aumenta a competitividade das empresas e permite ao consumidor, principalmente o pequeno, ter acesso a qualquer fornecedor e comprar gás mais barato”, explicou o gestor estadual. Com a mudança, além de serem estabelecidas normas que visam a ampliação do uso do gás como produto energético e matéria prima, incentiva o desenvolvimento do Estado e garante a sustentabilidade da concessão existente para a exploração do serviço de distribuição de gás.

A resolução, que regulamenta a distribuição de gás no Estado da Bahia, vai receber contribuições durante a consulta pública, realizada pela Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (AGERBA), em Salvador, até 19 de agosto. Já a audiência pública está prevista para acontecer no dia 30 de agosto.

ILHÉUS: Estado prevê inaugurar a primeira ponte estaiada da Bahia em fevereiro de 2020

A primeira ponte estaiada da Bahia reúne investimentos de mais de R$95 milhões, vai ligar o centro urbano de Ilhéus, à zona sul da cidade, no trecho da BA-001 entre a Praia do Cristo e o Morro de Pernambuco, passando sobre a Baía do Pontal. No último sábado (27), a OAS colocou o sexto par de cabos. O quinto foi instalado no dia 18, diminuindo intervalo para nove dias. O Governo do Estado prevê entrega para fevereiro de 2020.

As imagens foram registradas pelo vice-prefeito José Nazal, que é membro da comissão que acompanha a obra. Segundo informações concedidas por ele ao Blog Pimenta, o último estai (cabo) deve ser colocado em dezembro, ligando os dois extremos, quando a ponte ganhará a forma definitiva. Ele disse ainda ao blog que no final do ano, ficaria faltando colocar as mãos francesas e o piso.

A ponte vai beneficiar cerca de 511 mil moradores de Ilhéus, Itabuna, Una, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca, além de se tornar um novo cartão-postal. A economia da região também terá ganhos com o desenvolvimento do turismo, a atração de novos empreendimentos e o escoamento da produção agrícola, principalmente do cacau.

No último final de semana, o governador esteve em Itabuna para participar das comemorações do aniversário de 109 anos de emancipação. Na coletiva à imprensa, Rui estima inaugurá-la em fevereiro de 2020, já que a construtora assegurou entrega para janeiro. A ponte deve resolver os problemas de trafegabilidade que a cidade enfrenta, principalmente no verão, quando recebe milhares de visitantes.

Bolsonaro quer mudar regras para definir trabalho escravo

O presidente Jair Bolsonaro quer mudar as regras que envolvem trabalho análogo à escravidão para evitar que proprietários rurais percam a propriedade quando for constatado esse tipo de crime. Ele defende que seja feita uma mudança constitucional, através do Congresso, para que haja uma distinção entre o que é trabalho análogo e o que é trabalho escravo.

“A linha divisória entre trabalho escravo e trabalho análogo à escravidão é muito tênue e para pular para escravo é um pulo”, disse o presidente após cerimônia no Planalto.

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o trabalho análogo à escravidão é “todo trabalho ou serviço exigido de uma pessoa sob ameaça de sanção e para o qual ela não tiver se oferecido espontaneamente”.

O Código Penal também diz que é crime “reduzir alguém à condição análoga a de escravo, quer submetendo-o a trabalhos forçados ou a jornada exaustiva, quer sujeitando-o a condições degradantes de trabalho, quer restringindo, por qualquer meio, sua locomoção em razão de dívida contraída com o empregador ou preposto”.

Bolsonaro critica a Emenda Constitucional 81 que determina que “as propriedades rurais e urbanas de qualquer região do País onde forem localizadas culturas ilegais de plantas psicotrópicas ou a exploração de trabalho escravo na forma da lei serão expropriadas e destinadas à reforma agrária e a programas de habitação popular, sem qualquer indenização ao proprietário”.

Segundo o presidente, “têm juristas que entendem que o trabalho análogo ao de escravo também é escravo” e, na visão dele, é preciso dar uma “garantia ao empregador”. Para ele, a maioria dos empregadores não quer “maldade com o funcionário, nem escravizá-lo”.

“Aí você vai na Organização Internacional do Trabalho (OIT) ver a definição de trabalho análogo à escravidão: são 150 itens. Então, de acordo com quem vai autuar ou não aquele possível erro da função do trabalho, a pessoa vai responder por trabalho escravo. E aí, se for condenado, dada à confusão da Constituição, no meu entender, o elemento pega a propriedade. Essa regra tem que ser adaptada à evolução”, afirmou o presidente a jornalistas.

O artigo 149 do Código Penal brasileiro estabelece que são elementos que caracterizam o trabalho análogo ao de escravo: condições degradantes de trabalho (incompatíveis com a dignidade humana, caracterizadas pela violação de direitos fundamentais coloquem em risco a saúde e a vida do trabalhador), jornada exaustiva (em que o trabalhador é submetido a esforço excessivo ou sobrecarga de trabalho que acarreta a danos à sua saúde ou risco de vida), trabalho forçado (manter a pessoa no serviço através de fraudes, isolamento geográfico, ameaças e violências físicas e psicológicas) e servidão por dívida (fazer o trabalhador contrair ilegalmente um débito e prendê-lo a ele). Os elementos podem vir juntos ou isoladamente.

INF: TERRA

CASO NEYMAR: Polícia investiga se Najila fez falsa comunicação de crime

POR: TERRA

A 11ª Delegacia de Polícia de Santo Amaro (SP) investiga se a modelo Najila Trindade cometeu uma suposta denúncia caluniosa ou fez uma falsa comunicação de estupro contra o atacante Neymar. O inquérito foi instaurado após uma petição de Neymar e seu pai, mas corre sob sigilo de justiça. “Essa investigação também corre sob sigilo. Seria prematuro qualquer detalhe, parâmetro e responsabilizar as partes envolvidas. Vamos responsabilizar todos os envolvidos que tenham agido de má-fé. Vamos ouvir as partes envolvidas para apurar se houve denúncia caluniosa ou não”, disse a delegada Monique Lima.

O diretor do Departamento Polícia Judiciária (Decap), Albano de Paula Santos, disse que “todo mundo que movimenta o estado, a polícia, por uma inverdade pode ser punido, e existe esta investigação, sim”, confirmou o diretor. Procurado pelo jornal O Estado de S. Paulo, o advogado  que defende Najila, disse que aguarda ter acesso ao relatório do inquérito para se pronunciar.

Neymar e seu pai entraram com uma denúncia de crime de extorsão e denunciação caluniosa após a acusação de estupro ter vindo a público no início do mês de junho. O estafe do atacante afirma que os danos à imagem do jogador foram gigantescos. A Mastercard decidiu suspender a campanha que veicularia durante a Copa América com Neymar como o seu principal garoto propaganda.

Antes da decisão da Mastercard, outras patrocinadoras do jogador haviam manifestado preocupação com as denúncias sobre agressão e estupro realizadas contra o atacante. A Nike se disse “profundamente” preocupada com o caso.

As informações sobre a investigação em curso sobre uma suposta denúncia caluniosa de Najila Trindade foram divulgadas em entrevista coletiva concedida na manhã desta terça-feira, na sede do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap), em São Paulo. O encontro foi convocado pela polícia para informar oficialmente o encerramento das investigações sobre a acusação de estupro de Najila contra Neymar e o envio do inquérito para o Ministério Público.

A delegada Juliana Lopes Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, de Santo Amaro, afirmou não ter encontrado provas para indiciar Neymar na investigação. A delegada informou que não poderia oferecer detalhes da decisão, pois o inquérito corre sob segredo de justiça. As razões que levaram ao não indiciamento, por exemplo, não foram reveladas.

“Foram juntados aos atos os laudos, a ficha do atendimento médico do hospital, a ficha do atendimento do ginecologista particular, além do laudo do celular que a vítima entregou. Concluí ontem e decidi não indiciar por entender a ausência de elementos para tanto”, disse a delegada.

O Ministério Público terá 15 dias para avaliar o inquérito. As promotoras do Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica (Gevid) podem oferecer denúncia (acusação formal à Justiça), pedir o arquivamento do inquérito ou novas diligências. Isso significa que o órgão pode pedir indiciamento mesmo que a polícia não o tenha feito. “Minha decisão não obsta o prosseguimento da ação”, disse a delegada. As conclusões do MP e da Polícia Civil vão embasar a decisão final da juíza da Vara da Região Sul 2 de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

CASO NEYMAR: A polícia concluiu que o jogador não cometeu nenhum crime

A Polícia Civil decidiu não indiciar o jogador Neymar por crime de estupro, no caso em que ele foi acusado pela modelo Najila de Souza, em maio. A investigação foi concluída nesta segunda-feira (29) pela delegada Juliana Lopes Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher.

A polícia concluiu que o jogador do PSG e da seleção brasileira não cometeu nenhum crime. A Folha apurou que a investigação encontrou muitas contradições nos depoimentos de Najila.

No dia 31 de maio, Neymar foi acusado de agredir e estuprar a modelo em um hotel em Paris, duas semanas antes. À época da divulgação do caso, ele estava concentrado com a seleção brasileira na Granja Comary.

Convocado pela Justiça, o jogador prestou depoimento em 13 de junho em São Paulo e, dias antes, no Rio de Janeiro, onde é investigado por ter divulgado fotos íntimas de Najila em um vídeo postado nas redes sociais.

INF: FOLHA DE S.PAULO

ILHÉUS: Centro de Zoonoses alerta para cuidado com escorpiões

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do município alerta à população de Ilhéus que esta época do ano, é favorável ao surgimento de escorpiões, período que as fêmeas têm maior concentração de veneno. Também dá dicas sobre como proceder caso alguém se depare com um desses animais, que está enquadrado na classe dos aracnídeos, assim como as aranhas.

De acordo com o chefe de Vigilância do CCZ, Aloísio Leite, os principais disseminadores de escorpiões, geralmente são cemitérios e imóveis insalubres, e cita os terrenos com entulhos e mato alto, residências com acúmulo de inservíveis, madeiras, sobras de construção e redes de esgoto expostas (inclusive vias públicas).

Algumas espécies têm expectativa de vida de até 10 anos e, para evitar a presença deles dentro de casa, é necessário tomar alguns cuidados preventivos. Como o escorpião se alimenta de baratas, é bom evitar o surgimento do inseto, mantendo o ambiente bem limpo. Pilhas de madeira, cercas, tijolos, ferro velho e entulhos em geral também são os locais prediletos dos escorpiões.

“Estas espécies estão cada vez mais presentes no meio urbano. Se adaptam ao ambiente do homem devido ao crescimento acelerado dos centros. Por isso, é preciso que a população saiba quais medidas adotar para evitar acidentes e mortes por envenenamento. Outra dica é a criação de galinhas, para o caso de propriedades rurais. Elas são um remédio para estes casos ”, sugeriu Aloísio.

Prevenção – Manter limpos os quintais, não acumulando folhas secas, lixo e entulhos. Remanejar periodicamente materiais de construção armazenados, usando luvas de raspa de couro para proteger as mãos. Colocar o lixo em sacos plásticos fechados para evitar baratas e outros insetos. Conservar camas e berços afastados, no mínimo, 10 centímetros da parede.

Segundo o Ministério da Saúde a erradicação da espécie não é possível e nem viável por ser um grande predador natural de baratas e pequenos insetos. O CCZ orienta ainda a contratação de uma empresa especializada para a dedetização dos quintais e paredes é a forma mais correta de evitar a presença dos aracnídeos.

Em caso de acidentes, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) recomenda ir imediatamente ao hospital mais próximo. Se possível, levar o animal ou uma foto para identificação da espécie, permitindo assim uma avaliação mais eficaz sobre a gravidade do acidente. Comunique e solicite o Setor de Zoonoses pelo telefone 73 99924-6384, uma vistoria para receber outras orientações.





web