WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura ilheus camara ilheus prefeitura ilheus



dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
videos


:: 19/dez/2018 . 20:21

Entenda : FBI procura polícia para saber sobre denúncias contra João de Deus

O FBI, espécie de polícia federal americana, e a embaixada dos Estados Unidos entraram em contato com a Polícia Civil de Goiás para trocar informações sobre os supostos abusos sexuais de mulheres cometidos pelo médium João Teixeira de Farias, o João de Deus.

Conforme investigadores do caso, as autoridades dos EUA receberam denúncias de mulheres daquele país que teriam sido molestadas. Também querem obter dados sobre os casos de americanas reportados no Brasil à Polícia Civil e a promotorias de estados diversos.

Por ora, há relatos de violações contra cidadãs de seis países, além do Brasil. Além dos EUA, os casos se referem a mulheres de Alemanha, Austrália, Bélgica, Bolívia e Suíça.

A Polícia Civil de Goiás informou que ainda não está definida qual será a atuação do FBI no caso. Uma reunião de investigadores com representantes da embaixada americana, em Brasília, foi acertada para a semana que vem.

“Semana passada a embaixada dos Estados Unidos fez contato com a Polícia Civil manifestando interesse em uma reunião em Brasília por causa de algumas manifestações que eles receberam lá e também para denotar se há cidadã americana como vítima”, informou o delegado-geral de Goiás, André Fernandes.

João de Deus está preso desde o domingo no núcleo de custódia de Aparecida de Goiânia. Nesta terça (18), a Justiça negou liminarmente seu pedido de libertação.

Ele é suspeito de abusar sexualmente de mulheres que procuravam atendimento na casa Dom Inácio de Loyola, seu hospital para cirurgias espirituais em Abadiânia (GO). Os casos começaram a se tornar públicos no sábado (8), após 13 supostas vítimas relatarem violações à TV Globo e ao jornal O Globo.

Na segunda (10), Aline Sales, 29, contou à Folha que esteve na casa dom Inácio em 2012, foi levada para um banheiro, posta de costas e que João de Deus colocou a mão dela em seu pênis.

Desde então, a força-tarefa montada pelo Ministério Público de Goiás recebeu 506 relatos de supostos abusos cometidos pelo médium. A maioria chegou por e-mail e as denunciantes estão sendo chamadas a prestar depoimentos.

Na última sexta (14), a Justiça decretou a prisão preventiva do médium. Ele ficou escondido num sítio na zona rural de Abadiânia até se entregar na tarde de domingo (16) e ser levado para a prisão em Aparecida de Goiânia.

O momento da apresentação foi registrado com exclusividade pela colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo.

No depoimento que prestou à polícia, o médium negou qualquer tipo de culpa nos abusos sexuais dos quais é suspeito, e sua defesa tentou desqualificar as denunciantes. “Ele não admite [envolvimento]. Apresenta suas versões e cabe à polícia provar”, afirmou o delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, André Fernandes, que acompanhou a oitiva.

O médium falou por mais de duas horas a duas delegadas. Segundo a delegada Karla Fernandes, ele respondeu a todas as perguntas e se recordou de alguns atendimentos feitos a mulheres que o denunciaram.

O suspeito disse que a regra era recebê-las coletivamente, e não em recintos individuais, como consta dos relatos de supostas vítimas.

O delegado espera concluir os inquéritos sobre violências relatadas por 15 mulheres em 15 dias, quando será tomada a decisão sobre eventuais indiciamentos. Por ora, os crimes em apuração são os de estupro e violação sexual mediante fraude (no caso específico usar a fé para obter sexo).

A delegada Karla disse que a prisão poderá aumentar o número de denúncias. Além dos 15 casos sob análise da polícia, o Ministério Público recebeu centenas de relatos de abusos. “Entendemos que, com a prisão, haverá o encorajamento de vítimas e isso pode levar a um aumento da procura”, declarou.

Polícia encontra armas e dinheiro em fundo falso de armário de João de Deus

A Polícia Civil de Goiás apreendeu nesta terça (18) cinco armas de fogo e o equivalente a R$ 405 mil em dinheiro vivo na casa de João Teixeira Farias, o João de Deus, em Abadiânia. O material estava escondido em várias partes do quarto do médium, entre elas o fundo falso de um guarda-roupa.

A quantia estava distribuída em malas e no esconderijo do armário. Havia cédulas de várias moedas, incluindo reais, dólares americanos e canadenses, pesos argentinos, euros e francos suíços.

Já as armas, todas sem registro, estavam num baú, numa gaveta e numa caixa. Trata-se de dois revólveres de calibre 32 e um de 38, uma pistola 380 e uma garrucha, esta última com numeração raspada. Havia ainda munições diversas, entre elas algumas de uso exclusivo do Exército, e uma arma de brinquedo.

O delegado-geral de Goiás, André Fernandes, disse que o médium vai responder por posse ilegal de armas de fogo. A origem do armamento, bem como do dinheiro, ainda vai ser investigada.

A delegada Karla Fernandes, coordenadora da força-tarefa que apura os supostos abusos sexuais cometidos por João de Deus, afirmou ser plausível que a fonte dos recursos sejam doações de fiéis, o que, segundo ela, não precisa der declarado ao Fisco. Segundo registros contábeis encontrados, só a livraria mantida pelo médium girava R$ 500 mil por mês.

As buscas em três endereços, entre eles a Casa Dom Inácio de Loyola, local dos atendimentos de João de Deus, levaram mais de quatro horas. Peritos do Instituto de Criminalística de Goiás usaram substância que serve para detectar material genético, como sangue e sêmen, no recinto em que, segundo mulheres denunciantes, ocorriam as violações.

Até a sexta (21), a Polícia Civil espera concluir o primeiro inquérito do caso João de Deus. Ele deve ser indiciado por posse sexual mediante fraude, cuja pena é de até seis anos de exclusão em regime fechado, por suposto abuso de uma mulher que procurou atendimento em 24 de outubro.

Ela contou aos policiais que João de Deus a levou para o quarto de atendimentos individuais e a massageou na região sob o ventre, com a justificativa de dissipar uma energia ruim. Em determinado momento, teria notado que o médium estava com o pênis de fora e reagido, deixando o recinto.

Segundo as investigações, João de Deus ofereceu um quadro religioso à mulher e a presenteou com uma pedra. “Em depoimento, ele confirmou ter oferecido a obra de arte, mas disse não se recordar da pedra. E negou ter molestado a paciente. A prisão preventiva está decretada com base nele [esse inquérito], então há prazo para ele ser concluído”, explicou Fernandes.

O número de mulheres que procuram as autoridades em Goiás e em outros estados continua crescendo. Nesta quarta, mais uma entrou em contato com a Polícia Civil para relatar seu caso. João de Deus está preso desde o domingo no núcleo de custódia de Aparecida de Goiânia. Nesta terça (18), a Justiça negou liminarmente seu pedido de libertação.

Na decisão, o desembargador Jairo Ferreira Júnior, do Tribunal de Justiça de Goiás, informa que o médium baixou aplicações financeiras de R$ 35 milhões em suas contas bancárias e solicitou um cheque administrativo, em seu próprio nome, o que lhe permitiria descontar ou transferir os recursos.

Ele descreve resumidamente a operação, ocorrida quatro dias após o escândalo de abusos sexuais vir à tona, ao mencionar os argumentos do Ministério Público de Goiás para a prisão do suspeito. “[João de Deus] teria efetuado saques de todas as aplicações financeiras em instituições bancárias no país, mediante emissão de cheque de ordem de pagamento, em favor próprio, totalizando mais de R$ 35.000.000, no dia 12/12/2018, conforme alerta pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF)”, escreveu o magistrado.

O aviso do Coaf, órgão que recebe comunicações bancárias sobre movimentações financeiras atípicas, foi feito à Promotoria de Goiás, que usou a informação para reforçar o pedido de prisão do médium. Os investigadores sustentaram que havia risco de ele estar ocultando patrimônio ou se capitalizando para uma fuga.

No pedido de libertação, o advogado do médium, Alberto Toron, argumentou que seu cliente sofre constrangimento ilegal, pois a prisão teria sido decretada “sem comprovação concreta da necessidade de se garantir a ordem pública pela gravidade dos crimes, a incerteza para a instrução criminal e aplicação da lei penal máxima porque não existem provas concretas de que o paciente teria abusado sexualmente das vítimas”.

O desembargador entendeu que os argumentos levantados pela defesa não deveriam ser analisados numa decisão de caráter liminar (provisória), mas de mérito, a ser tomada pelo plenário do tribunal. Essa sessão só deve ocorrer após o recesso do Judiciário, a partir de 7 de janeiro.

João de Deus é suspeito de abusar sexualmente de mulheres que procuravam atendimento na casa dom Inácio. Os casos tornaram-se públicos no último dia 8, após 13 supostas vítimas relatarem violações à TV Globo e ao jornal O Globo.

Desde então, a força-tarefa montada pelo Ministério Público de Goiás recebeu 506 relatos de supostos abusos cometidos pelo médium. A maioria chegou por e-mail e as denunciantes estão sendo chamadas a prestar depoimentos.

Na última sexta (14), a Justiça decretou a prisão preventiva do médium. Ele ficou escondido num sítio na zona rural de Abadiânia até se entregar na tarde de domingo (16) e ser levado para a prisão em Aparecida de Goiânia.

Saiba Mais : 4.5G da Oi já está disponível em 25 cidades.

Em 2019 companhia manterá sua expansão do 4.5G e sua rede de fibra ótica.
Já estamos na reta final do ano e os planos de expansão do 4.5G no Brasil continuam a pleno vapor. A operadora Oi revelou que até o fim de 2018 seu serviço móvel LTE-Advanced, mais conhecido como 4.5G, estará ativo em 25 cidades.
A estratégia da Oi para a expansão do 4.5 G passa pelo refarming da faixa de 1.8 Mhz. A Oi explicou em abril que optou por essa faixa, ao invés dos 700 Mhz, advinda do desligamento gradativo da TV analógica, porque  nas grandes cidades, o 1.8, ou seja, a utilização da frequência do 2G para fazer o refarming do 4G, é muito mais adequada do que a do 700, porque o 700 acaba gerando problemas de interferência e piorando a experiência de uso do cliente, porque é uma frequência muito baixa que acaba indo muito longe e aí gera interferência”.

Em termos de velocidade, atualmente, a conexão móvel mais rápida do Brasil, de acordo com dados do Speedtest da Ookla, líder global em aplicações de testes de banda larga fixa e móvel, dados e análises, pertence a Claro.

O 4.5G da Oi está disponível nas seguintes cidades
  • BA – Salvador, Lauro de Freitas e Simões Filho
  • CE – Fortaleza, Maracanaú e Maranguape
  • MA – Paço do Lumiar, São José de Ribamar, São Luís e Raposa
  • MG – Ipatinga
  • PA – Belém, Ananindeua e Marituba
  • PB – João Pessoa, Bayeux, Campina Grande e Santa Rita
  • PE – Recife, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Paulista
  • RN – Natal
  • TO – Palmas

ILHÉUS: Projeto Impactando Vidas realiza Iª Mutirão Solidário no Maria Jape

O projeto Impactando Vidas, na pessoa do Enfermeiro e Professor Eduardo Santos, realizou, nesta segunda (17/12), o I Mutirão Solidário, no distrito de Maria Jape, em Ilhéus com o apoio da presidente da Associação Rita e da Vice Denise.
O evento teve como objetivo ajudar as pessoas na adoção/manutenção de bons hábitos de saúde para prevenir doenças e, caso estas já existam, combatê-las.
Além disso foram disponibilizados diversos serviços como:
– Atendimento Médico;
– Imunização ;
– Realização de Eletrocardiograma ;
– Palestras : DST/AIDS , Primeiros socorros e Combate a incidentes com gás de cozinha;
– Escova e corte de cabelo ;
– Limpeza de Pele ;
– Atividades Recreativas com as crianças ;
– Sorteios de Brindes;
– Verificação de Pa ( Pressão arterial );
– Verificação de Glicemia ;
– Entrega de brinquedos .
Segundo o Professor  Eduardo Santos, o evento só foi possível graças ao apoio dos alunos da EFTI (Escola de formação Técnica de Ilhéus) os quais desenvolveram suas atividades com excelência e brilhantismo. Aproveitou o espaço e exprimiu seus votos de gratidão às pessoas que estiveram  na organização do evento sendo elas : (Sinthia, Eva, Sione, Ana Carolina, Rafaela, Divani , Rita , Galego, Denise, Ana, Gabriel ,Noemi, Isabela, Diego Pessoa ,Teixeira, Raquel, Jaciara, Tânia, Pr João Pereira, Claudia, Paulo, Saulo, Airam, Enf. Silvana e Enfª Arliane, ) pessoas essas, que foram essenciais para a realização do evento, onde cada um vestiu  a camisa e ofertou todos os serviços de maneira satisfatória e organizada para a população.
O mutirão também contou com a contribuição da  Enfermeira Maria Joseane e a participação do Stúdio Ty Dance na pessoa do Srº Thiago, que atuaram nos diversos serviços ofertados, realizando uma ação social de excelência, atendendo de forma satisfatória as necessidades e demandas da população.
O projeto Impactando Vidas  expõe sua eterna gratidão  a Drª Auristela Montenegro pela excelência no seu atendimento sendo realizado de forma humanizada e efetiva, deixamos para senhora e demais colaboradores a citação de Winston Churchill :
Melhor lutar por algo, do que viver para nada !
Ainda, segundo o Professor, esse projeto se expandirá para outras comunidades.

ILHÉUS: Mais um apartamento no Sol e Mar pega fogo, veja o vídeo exclusivo:

Por volta das 21h, apartamento do bloco 18, quadra D, 02, térreo, no condomínio sol e mar pegou fogo, segundo o sindico geral, Ubirajara, que estava no local ajudando a conter o incêndio, disse que provavelmente a causa tenha sido por conta de uma vela.

No momento do incêndio não havia ninguém dentro do apartamento, sendo assim, não houve nenhum resgate. Um rapaz ao tentar arrombar uma das janelas para apagar o fogo se feriu, mas foi socorrido pelo SAMU e passa bem.

O corpo de bombeiro foi acionado, mas quando chegou ao local os vizinhos juntamente com o sindico geral, Ubirajara, ja tinham cessado o fogo.

Com esse já é o segundo neste ano a pegar fogo.

 

 





web