WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura ilheus



novembro 2018
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
videos


:: 15/nov/2018 . 23:08

URUÇUCA: If Baiano abre vagas para professores substitutos

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IF Baiano) está com quatro vagas abertas para professores substitutos. As oportunidades são para o campus de Uruçuca. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas até o dia 20 de novembro.

As vagas são destinadas para as seguintes áreas: Turismo (1); Informática (1); Agrimensura (1) e Libras (1), com regime de 20h a 40 horas semanais. Os com salários variam entre R$ 2.236,31 a R$ 5.786,68. A seleção tem validade de um ano, mas pode ser prorrogada por igual período.

Os interessados podem se inscrever gratuitamente através do preenchimento da ficha de inscrição que está disponível no edital, hospedado no site da instituição. Em seguida, eles devem enviar o formulário para o email selecao.professor@urucuca.ifbaiano.edu.br ou entregar de forma presencial na Coordenação Geral de Ensino do Campus de Uruçuca, das 8h às 12h.

Os candidatos serão avaliados por meio de prova de desempenho didático, que é eliminatório e classificatória, e também por uma prova de títulos, que é classificatória.

Brasileiro que matou tios e primos na Espanha é condenado à prisão perpétua

O brasileiro que matou seus tios e primos na Espanha em 2016 foi condenado nesta quinta-feira (15) à prisão perpétua. François Patrick Nogueira, 22, já havia sido considerado culpado pelo júri de um tribunal espanhol no último dia 3, mas a sentença ainda não havia sido determinada. Nogueira confessou ter assassinado e esquartejado seus parentes na pequena cidade de Pioz.

Ele recebeu a pena máxima prevista no Código Penal espanhol: prisão perpétua que pode ser revisada após 25 anos de sentença, segundo a decisão lida por María Elena Mayor, presidente do tribunal encarregado do caso, que fica em Guadalajara (a 60 km de Madri).

Ao considerá-lo culpado, o júri havia declarado que Nogueira “sabia o que era certo e errado, e as consequências”. O brasileiro fugiu, pouco depois de cometer o assassinato, para João Pessoa (PB). Retornou à Espanha em outubro de 2016 e se entregou à polícia, convencido por sua família de que seria melhor cumprir pena na Europa do que no Brasil.

Os corpos foram encontrados um mês depois, graças a um funcionário da manutenção que alertou para o odor procedente da residência. Enquanto cometia os crimes, Nogueira trocou mensagens com um amigo no Brasil, Marvin Henriques, a quem “pedia conselhos, relatava o que estava fazendo e enviava fotografias dos cadáveres, recebendo por parte de seu interlocutor mensagens de incentivo”, afirma um documento judicial.

ITABUNA: IBGE altera novos limites territoriais da cidade

Itabuna teve seu território geográfico ampliado com 17 novos pontos incorporados ao município. A demarcação das novas divisas foi feita com base nos estudos elaborados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais (SEI) da Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan), em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O mapa já atualizado com os novos limites foi entregue esta semana ao prefeito Fernando Gomes pelo diretor do IBGE na região, Luiz Mafra.

No encontro ocorrido no gabinete do prefeito, o diretor explicou que a atualização de limites territoriais pelo instituto já foi feita em mais de 200 cidades de 11 estados brasileiros. Entre as áreas demarcadas estão o Cerrado, o entroncamento 21, próximo ao Rio Japu, Ilha do Quiricó, no Rio Cachoeira, Fazenda Santo Antônio e a área do Macro, às margens da BR 415, entre outros.

O prefeito Fernando Gomes ressaltou a importância da expansão territorial ao comentar que ajudará no planejamento tanto financeiro e de serviços de infraestrutura pela administração municipal. “A população dessas áreas será a maior beneficiada pois saberá para onde recorrer quando necessitar de serviços públicos”, afirmou o prefeito. Ele adiantou que já designou uma equipe de agrimensores para fazer o reconhecimento das novas áreas que já fazem parte dos limites territoriais do município.

Sobre a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia, o diretor do Departamento de Agricultura da Prefeitura, Erlon Botelho, que participou do encontro no gabinete do prefeito Fernando Gomes, explicou que o órgão tem o importante papel de prover e propagar informações geográficas e estatísticas, com o objetivo de formular políticas públicas, além de planejar programas para o desenvolvimento do Estado. “A SEI também coordena as informações cartográficas e demográficas necessárias ao conhecimento da realidade social, física e econômica baiana”, concluiu o diretor.

MAIS RESPEITO: Violência contra mulher não é só física; conheça outros 10 tipos de abuso

A Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006) é a principal legislação brasileira para a enfrentar a violência contra a mulher. A norma é reconhecida pela ONU como uma das três melhores legislações do mundo no enfrentamento à violência de gênero.

Além da Lei Maria da Penha, a Lei do Feminicídio, sancionada pela presidenta Dilma Rousseff em 2015, colocou a morte de mulheres no rol de crimes hediondos e diminuiu a tolerância nesses caso.

Mas o que poucos sabem é que a violência doméstica vai muito além da agressão física ou do estupro.  A Lei Maria da Penha classifica os tipos de abuso contra a mulher nas seguintes categorias: violência patrimonial, violência sexual, violência física, violência moral e violência psicológica.

Conheça algumas formas de agressões que são consideradas violência doméstica no Brasil:

1: Humilhar, xingar e diminuir a autoestima
Agressões como humilhação, desvalorização moral ou deboche público em relação a mulher constam como tipos de violência emocional.

2: Tirar a liberdade de crença
Um homem não pode restringir a ação, a decisão ou a crença de uma mulher. Isso também é considerado como uma forma de violência psicológica.

3: Fazer a mulher achar que está ficando louca
Há inclusive um nome para isso: o gaslighting. Uma forma de abuso mental que consiste em distorcer os fatos e omitir situações para deixar a vítima em dúvida sobre a sua memória e sanidade.

4: Controlar e oprimir a mulher
Aqui o que conta é o comportamento obsessivo do homem sobre a mulher, como querer controlar o que ela faz, não deixá-la sair, isolar sua família e amigos ou procurar mensagens no celular ou e-mail.

5: Expor a vida íntima
Falar sobre a vida do casal para outros é considerado uma forma de violência moral, como por exemplo vazar fotos íntimas nas redes sociais como forma de vingança.

6: Atirar objetos, sacudir e apertar os braços
Nem toda violência física é o espancamento. São considerados também como abuso físico a tentativa de arremessar objetos, com a intenção de machucar, sacudir e segurar com força uma mulher.

7: Forçar atos sexuais desconfortáveis
Não é só forçar o sexo que consta como violência sexual. Obrigar a mulher a fazer atos sexuais que causam desconforto ou repulsa, como a realização de fetiches, também é violência.

8: Impedir a mulher de prevenir a gravidez ou obrigá-la a abortar
O ato de impedir uma mulher de usar métodos contraceptivos, como a pílula do dia seguinte ou o anticoncepcional, é considerado uma prática da violência sexual. Da mesma forma, obrigar uma mulher a abortar também é outra forma de abuso.

9: Controlar o dinheiro ou reter documentos
Se o homem tenta controlar, guardar ou tirar o dinheiro de uma mulher contra a sua vontade, assim como guardar documentos pessoais da mulher, isso é considerado uma forma de violência patrimonial.

10: Quebrar objetos da mulher
Outra forma de violência ao patrimônio da mulher é causar danos de propósito a objetos dela, ou objetos que ela goste.

Fonte:
Portal Brasil





web