WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura ilheus camara ilheus prefeitura ilheus



novembro 2018
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  
videos


:: 8/nov/2018 . 22:45

Duas travestis são baleadas em Vitória da Conquista; uma morreu

A onda de atentados é destaque na noite da ultima terça-feira (7), em Vitória da Conquista. Até às 21 horas foram registradas duas mortes violentas e logo após vieram dois atentados contra travestis.

Diz o Blog do Léo Santos, que essas duas vítimas foram baleadas no Morumbi, loteamento que fica no bairro São Pedro, às margens do Anel Rodoviário Jadiel Vieira Matos. Uma morreu no local e a outra foi levada ao Hospital Geral de Vitória da Conquista. A 92ª Companhia Independente de Polícia Militar registrou esses últimos fatos. O corpo passará por necropsia no Instituto Médico Legal. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa está à frente das investigações.

Ciranda, Ilhéus na Praça reúne arte, cultura e gastronomia num só lugar

Quem passava pela Praça Antônio Viana, no centro de Ilhéus, ouvia em alto e bom tom o coro de vozes das crianças, durante a contação de histórias, na tarde do último sábado, 3 de novembro. Movimentado com pessoas e boas práticas, o Projeto “Ciranda, Ilhéus na Praça” reuniu gastronomia, música, arte, armário solidário, cultura, alegria, diversão, mas, acima de tudo, a ocupação de um espaço público para a família e a garotada curtir a programação.

A iniciativa é a décima ação realizada por um grupo de moradores do bairro Cidade Nova. Segundo eles, a ideia de convivência precisava partir para a prática. “A Ciranda, Ilhéus na Praça” tem como objetivo oportunizar às crianças e a comunidade o acesso à leitura de qualidade, transformando o ato de ler em um momento de lazer, diversão e educação”, comentaram os idealizadores.

No local, a economia criativa deu lugar a expositores, a maioria deles vinda de projetos sociais do município. Assim, foi possível presenciar ações de formação artístico-cultural, a valorização e o fomento da economia solidária e produção colaborativa. Entre uma conversa e outra, ideias que viabilizam a criação de um circuito permanente de cultura e reconstrução do conceito de comunidade. Não podia ficar de fora, a música do cantor Cijay, do Tropicus Gruvi Orquestra.

Projeto Troca de livros – “Trocando livros novos e usados, você aumenta seu conhecimento e gasta pouco”. O enunciado chamou atenção do público nas redes sociais e o resultado foi surpreendente, como contou a psicóloga Edla Soares, uma das organizadoras do Ciranda. “Num mundo tecnológico, onde cada vez mais pessoas estão lendo cada vez menos, a Ciranda chega para dar valorização à todas as formas de se fazer arte, principalmente a leitura”.

Ao prestigiar o evento, o prefeito Mário Alexandre disse que iniciativas como esta levantam o estímulo da população de um modo geral. “Espero que aconteça em outras praças do município. A parceria com entidades e pessoas que pensam a cidade é assertiva, quando o objetivo é promover o reconhecimento da identidade individual e coletiva. Estou feliz e fiz questão de vir pessoalmente trazer um livro para trocar”, expressou.

GDF nega recurso da Havan para instalação de estátua com 35 metros de altura

A disputa para a instalação da estátua da primeira loja Havan de Brasília continua. Nesta quarta-feira (7/11), o Governo do Distrito Federal (GDF) negou recurso da empresa para a instalação da estátua de 35 metros de altura. A peça já havia sido barrada pela Administração do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) por ser maior do que está previsto em lei.
De acordo com o Decreto n° 29.413/2018, que dispõe sobre o plano diretor de publicidade no Plano Piloto e nas regiões administrativas, esses projetos devem ter altura de 12 metros, praticamente um terço do tamanho da Estátua da Liberdade da loja.
A Administração do SIA ainda consultou o Instituto do Patrimônio Histórico e Artística Nacional (Iphan), que emitiu parecer favorável à decisão de não instalar a estátua, marca registrada da empresa. De acordo com o Iphan, a loja deve obedecer a lei.
A assessoria de imprensa da Administração do SIA comunicou que, caso a empresa queira instalar a estátua, deverá se adequar e reduzir o tamanho da estátua para 12 metros de altura.
No sábado (3/11), ocorreu a inauguração da primeira loja da Havan em Brasília. No SIA, o dia foi movimentado e o grande fluxo de pessoas impactou o trânsito nos arredores do local. Antes mesmo do estabelecimento abrir, filas se formaram em frente à loja. Imagens e fotos circularam nas redes sociais mostrando o aglomerado.

Equipe de Bolsonaro quer aprovação da autonomia do BC ainda em 2018

A equipe de transição de Jair Bolsonaro (PSL) quer aprovar o projeto de transição do Banco Central ainda neste ano. São necessários 257 votos para a aprovação no plenário da Câmara dos Deputados, mas a estimativa é que hoje o projeto de lei complementar conta com apenas 220 parlamentares.

O assunto foi defendido nesta quarta-feira (07) na reunião do colégio de líderes pelo presidente do Banco Central, Ilan  Goldfajn. Essa seria uma das condições para que ele permanecesse no cargo no governo de Bolsonaro.

G1

 

 

POLÍTICA: Toffoli quer acelerar fim do auxílio-moradia

Depois do reajuste de 16% nos salários do Supremo Tribunal Federal, algo que terá efeito cascata sobre o teto salarial da República,  o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, fará todo o esforço para acabar com o auxílio-moradia dos magistrados e, ainda, outros benefícios que incidem sobre os vencimentos de juízes e desembargadores nos estados. Toffoli pretende conversar ainda essa semana com o ministro Luiz Fux para que ele leve as ações do auxílio-moradia a julgamento no plenário do STF.

Fux é o relator das ações sobre o tema que tramitam no STF. Houve uma tentativa de julgamento em março, quando a Associação dos magistrados Brasileiros (AMB) pediu que o caso fosse levado à conciliação e Fux atendeu, adiando o envio do assunto ao plenário. Como não houve acordo, agora não há mais desculpas para não julgar a legalidade do auxílio, pago inclusive a juízes que possuem imóvel próprio.

Esse tema foi ainda motivo de conversa e acordo entre Toffoli e Temer, em agosto, pouco antes de Toffoli assumir a Presidência do Supremo Tribunal Federal. Na ocasião, o governo estava fechando os últimos números do Orçamento da União para 2019 e o STF pressionava por esse reajuste __ aprovado agora pelo Senado. Na época, Toffoli se comprometeu a acabar com o auxílio-moradia em troca do reajuste. Agora, chegou a hora do STF cumprir a sua parte no acordo. O primeiro passo é o julgamento das ações que questionam a legalidade do benefício.

A bola agora está com o STF e, ao que tudo indica, os magistrados não deixarão de cumprir a sua parte o mais breve possível, dando uma resposta que os coloque bem na fita. Se nada for feito pelo Poder Judiciário nessa seara e rápido __  em especial, em tempos de déficit fiscal elevado, de adiamentos de reajustes de uma forma geral e de um novo governo que chegará pedindo sacrifícios a todos __ , o STF perderá sua posição de mediador de conflitos. Afinal, como já disse o presidente eleito, Jair Bolsonaro, governa-se pelo exemplo.





web