WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

prefeitura ilheus camara ilheus prefeitura ilheus



outubro 2018
D S T Q Q S S
« set   nov »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
videos


:: 16/out/2018 . 13:07

Aos 78 anos, morre o jornalista Gil Gomes

Nesta terça-feira (16), o jornalista Gil Gomes faleceu aos 78 anos. O profissional foi levado em estado grave e desacordado para o Hospital São Paulo, localizado na zona sul da capital paulista, mas não resistiu.

Portador de Parkinson, Gomes batalhava desde 2005 contra a doença degenerativa, que fazia com que o famoso perdesse o equilíbrio e tivesse dificuldades de locomoção.

Após uma extensa experiência no rádio, Gil ingressou para a TV na década de 90, onde atuou como repórter no extinto Aqui Agora, atração do SBT que lhe trouxe fama nacional.

TSE determina remoção dos vídeos de Bolsonaro sobre “kit gay” ao Facebook e YouTube

O ministro Carlos Horbach, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou a remoção de seis postagens no Facebook e no YouTube em que o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, faz críticas ao livro “Aparelho Sexual e Cia.” e afirma que a obra integraria material a ser distribuído a escolas públicas na época em que Fernando Haddad (PT) comandava o Ministério da Educação.

No vídeo, Bolsonaro afirma que o livro é “uma coletânea de absurdos que estimula precocemente as crianças a se interessarem pelo sexo”. “No meu entender, isso é uma porta aberta para a pedofilia”, diz o candidato do PSL, que ainda afirma que “esse é o livro do PT”.

Em nota, o Ministério da Educação (MEC) já afirmou em diversas oportunidades que não produziu nem adquiriu ou distribuiu “Aparelho Sexual e Cia.”, esclarecendo que o livro é uma publicação da editora Companhia das Letras publicada em 10 idiomas.

“É igualmente notório o fato de que o projeto ‘Escola sem Homofobia’ não chegou a ser executado pelo Ministério da Educação, do que se conclui que não ensejou, de fato, a distribuição do material didático a ele relacionado. Assim, a difusão da informação equivocada de que o livro em questão teria sido distribuído pelo MEC gera desinformação no período eleitoral, com prejuízo ao debate político, o que recomenda a remoção dos conteúdos com tal teor”, concluiu Horbach.

Os advogados do PT afirmam que, em entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo, no dia 28 de agosto, Bolsonaro mentiu e difundiu a falsa ideia de que o livro seria distribuído em escolas públicas.

“O candidato vem proferindo esta grave mentira há mais de dois anos. A informação de que o livro seria distribuído em escolas públicas começou a ser difundida por Bolsonaro no dia 10 de janeiro de 2016 através de um vídeo que publicou no Facebook”, observa a coligação de Haddad.

Em outra representação, o ministro negou um pedido do PT para remover uma entrevista de Bolsonaro concedida ao programa “Pânico”, na qual o deputado federal faz referência ao material didático do projeto “Escola sem homofobia” como sendo o “kit gay”, atribuindo a responsabilidade pela sua elaboração a Fernando Haddad.

“É possível concluir que os representantes buscam impedir que o candidato representado chame o material didático do projeto ‘Escola sem Homofobia’ de ‘kit gay’. Tal pretensão, caso acatada pelo Poder Judiciário, materializaria verdadeira censura contra o candidato representado, que estaria impedido de verbalizar, de acordo com suas concepções, críticas à gestão do concorrente à frente do Ministério da Educação”, observou Horbach.

Rui vem a Itabuna divulgar estratégias da campanha de Haddad

O governador Rui Costa (PT), reeleito com mais de 75% dos votos, estará em Itabuna na tarde desta quarta-feira (17), para reunião com deputados eleitos, candidatos não eleitos, prefeitos, vereadores e outras lideranças. O objetivo do encontro, na Faculdade Santo Agostinho, a partir das 14 horas, é compartilhar com o grupo as estratégias da campanha do candidato a presidente Fernando Haddad neste segundo turno.

Flávio Barreto dirige o PT em Itabuna

“As propostas de Haddad e Bolsonaro são totalmente antagônicas; nós continuamos fazendo o debate com a população. Tem muita coisa gravada que o adversário tenta mudar. A gente cultiva a paz e o outro lado cultiva a intolerância, o autoritarismo, a tortura”, afirma Flávio Barreto, presidente do PT em Itabuna, ouvido pelo Diário Bahia.

Ele aproveitou para dar uma alfinetada no prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que recentemente anunciou apoio ao candidato Jair Bolsonaro (PSL). “Temos na Bahia um projeto que deu certo; temos uma Bahia livre e o carlismo está defendendo o outro lado”, diz.





web